Posts Populares

13 Reasons Why – S02E09 – The Missing Page

“I don’t understand. How does silence protect us?”

O nono episódio da temporada trouxe maior foco ao instrutor da Liberty, Kevin Porter, também conhecido como a pessoa mais decente da série.

Acho que todos podemos concordar que as duas pessoas que mais foram impactadas positivamente com as fitas da Hannah foram ele e a Sheri, e os dois passaram a dedicar suas vidas diárias a fazer um impacto positivo no mundo, o que tem funcionado. Sheri foi importantíssima para ajudar Justin a ficar limpo no primeiro momento em que ele voltou para a cidade, e Kevin tem feito de tudo para não somente seguir os protocolos da escola, mas para realmente garantir que os alunos sejam ouvidos e aqueles que merecem ser punidos encontrem sua punição.

As cenas do Porter chorando no tribunal foram fortíssimas na minha opinião, e ele foi, além do Tyler, principalmente, um dos únicos que admitiram no tribunal, diante de todas aquelas pessoas e da mãe da Hannah, que se sente pessoalmente responsável pelo suicídio.

Ele, na minha opinião, é uma das pessoas menos culpadas por todo o ocorrido, considerando que ele realmente seguiu o protocolo da escola e fez, num primeiro momento, o que ele achava ser certo na situação em que ele se encontrava. Evidentemente que ele poderia ter insistido para a Hannah não sair da sala (conforme mostrado no episódio), ou reconhecido que ela foi abusada/estuprada mesmo que ela não tivesse dito de maneira explícita, mas podemos combinar que a Hannah também não facilitou para ele. São ambos vítimas, nesse caso, em relação ao sistema e à escola.

E se tem uma coisa que podemos notar em relação à VÁRIOS personagens da série, é que eles têm uma necessidade enorme de validação externa e de que os outros lutem por eles e demonstrem que se importam o tempo todo, porque eles não conseguem encontrar seu senso de valor sozinhos. Hannah era assim (provavelmente tudo teria sido diferente se qualquer das pessoas mencionadas nas fitas tivesse lutado por ela), e Justin é quase que exatamente igual nesse quesito. Os únicos momentos em que o menino é capaz de tomar uma decisão sensata é quando tem alguém em cima dele mostrando que ele é importante e que ele tem que fazer a coisa certa.

Quanto ao menino Clay, o que dizer sobre ele? Essa tendência ao narcisismo e ao ciúmes estão começando a enjoar. É evidente que ele sente que os pais estão sendo “roubados” pelo Justin, que agora está recebendo atenção, mas eu esperaria que ele pudesse compreender que o Justin nunca teve atenção NA VIDA, nunca foi criado em berço de ouro assim como ele foi, num ambiente totalmente equilibrado e saudável. Seria de se esperar que isso gerasse um pouco mais de empatia, mas por enquanto nada. Esperamos que alguém aponte o quanto ele está sendo egoísta num momento próximo.

Sobre Chloe: eu tenho fé nessa menina. Já é possível ver nos olhos dela que ela está desconfiando muito das atitudes e falas do Bryce, mesmo que não tenha dito nada até o momento. O momento em que ela vai perceber que ela própria foi estuprada por ele assim como tantas outras meninas, ela vai largar ele. Anotem. E a mãe do Bryce com certeza já percebeu que o filho não é flor que se cheire, mesmo que o pai continue em negação, falando que eles “conhecem o filho que criaram”. Ah, tá!

Por fim, nada mais estranho que essa recente ligação entre Tyler, Cyrus e Clay. Confesso que gostei muito do vandalismo que eles praticaram na escola, escrevendo bem grande em fogo “ESTUPRADORES” no campo de baseball. A parte mais importante disso foi que Clay finalmente descobriu a localização da famigerada Clubhouse, onde os jogadores vão para farrear e aparentemente estuprar meninas locais. Ainda bem que o Clay não tem medo de apanhar, porque aposto que isso ainda vai acontecer pelo menos uma vez nessa temporada por ele constantemente se meter onde “não deve”.

E quem vocês acham que está tentando intimidar as pessoas que depõem no julgamento da Hannah? Eu ainda acho que é o pai do Bryce, mas pode ser literalmente qualquer pessoa. A vítima dessa vez foi o Tony, que teve seu carro semi-destruído. A parte boa foi que isso nos rendeu cenas lindas dele mostrando alguma vulnerabilidade com o namorado (ou ficante? Não sei o que eles se consideram). E aumentou as chances de ele finalmente se abrir sobre o motivo de ficar estranho toda vez que aquele senhor que luta boxe aparece (e que eu imagino que seja a pessoa que ele e os irmãos bateram na temporada passada, e o motivo pelo qual agora ele está em probation e pode ser preso se pisar fora da linha). Forças ao ícone.

Até a próxima resenha!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Isabella Oliveira

Poderia estar matando ou roubando, mas provavelmente levaria pouquíssimo jeito para a coisa, daí eu faço Direito. Só peço humildemente que vocês me xinguem/discordem de mim no post do PDS e não na divulgação do Facebook, porque lá eu esqueço de responder :) @brockhxmptxn no Twitter.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu