O Halloween de American Horror Story sempre é marcado pela volta dos mortos. Essa temporada não foi diferente.

O quarto episódio foi quase todo focado em John e suas descobertas sobre os habitantes do Hotel Cortez. Tudo começou a assustar John quando ele conseguiu descobrir que Hazel Evers, a lavadeira do Hotel Cortez, na verdade tinha morrido há muito tempo, pois o caso do seu filho desaparecido e encontrado morto por um assassino de crianças insano tinha mais de 85 anos.

Já estava na hora desse homem perceber que algo além do compreensível pela mente humana acontecia nesse hotel, não é? Porém, as evidências estranhas não foram suficientes para fazer o detetive acreditar no que via. Isso fez com que ele parasse na Noite do Diabo que acontecesse anualmente no Hotel e é organizada por James March. March não exitou em dar uma de grande herói da noite e foi à festa claramente sinistra e ainda aceitou um drink do inimigo. Que espécie de policial é esse?

A festinha de March reuniu vários assassinos e uma coisa que posso foi bastante interessante nesse episódio é: TODOS os assassinos da mesa de March são reais. Vou falar um pouco da história de cada um dele.

John Gacy – Palhaço Assassino (1978)

JohnyGacyAHS

Creio que todo mundo já ouviu falar algo do palhaço assassino. John foi um assassino em série que atraía homens jovens para sua casa com diferentes promessas e depois os torturava e abusava sexualmente dos mesmos. A marca registrada de Gacy era amordaçar os jovens com a sua cueca e torturava suas vítimas enquanto lia passagens da Bíblia. John ficou conhecido como palhaço assassino, pois na vizinhança era conhecido como o palhaço dócil e gentil que agradava bastante as crianças. John foi descoberto, conforme mencionado na série, por que um policial estranhou o odor desagradável que vinha da sua casa, e como haviam muitas pessoas desaparecidas, resolveu investigar mesmo com a desculpa de Gacy de que havia entupimento em seu esgoto. Trinta corpos foram encontrados e 8 deles nunca foram identificados.

Jeffrey Dahmer – 1991

JeffreyDahmerAHS

Assassino em série condenado por homicídio de 15 pessoas envolvendo estupro, canibalismo e necrofilia. O inventário de seu apartamento (213) incluía a presença de vasilhas de ácidos, cabeças encontradas em seu frigorífico, altar de velas e crânios em seu armário, pedaços de corpos… Bem macabro, não? Além disso, conforme observado na série, Dahmer foi acusado de realizar uma espécie de procedimento cirúrgico, conhecido como trepanação, para criar espécies de zumbis. A história de Jeffrey ficou tão conhecida que ele aparece em filmes e até em letras de músicas famosas, como Dark Horse da Katy Perry e Cannibal de Ke$ha.

Zodíaco – 1960

ZodíacoAhs

O serial killer conhecido como Zodíaco é um dos maiores mistérios policiais de todos os tempos. O assassino é responsável por 7 mortes comprovadas, mas afirma que cometeu 37 assassinatos. Ele se comunicava com a polícia através de cartas cheias de enigmas, das quais muitas ainda não foram reveladas até hoje. Além disso, ele usava suas cartas para ameaçar a imprensa. O seu apelido foi criado pelo próprio e o motivo é um mistério, assim como a sua verdadeira identidade do criminoso. A capa vista em AHS foi descrita por duas vítimas que conseguiram escapar do assassino e ajudaram a criar um retrato falado do mesmo. O símbolo, que ficou conhecido como seu brasão, foi encontrado no final de uma de suas primeiras cartas à polícia.

Richard Ramirez – Perseguidor da Noite- 1985

RichardRamiresAHS

Ricardo Ramirez, ou Richard, como ficou conhecido, foi um serial killer que agiu em Los Angeles deixando a cidade completamente apavorada. As pessoas não conseguiam sair de casa à noite e dormiam com medo de suas casas serem invadidas. Sangue, corpos mutilados, olhos arrancados, símbolos satânicos desenhados nas vítimas eram encontrados nas cenas do crime. Seus ataques eram aleatórios e sem nenhum motivo aparente. Até hoje seu caso é completamente incompreensível, mas durante seu julgamento ele fazia questão de mostrar um comportamento satanista e em seu testemunho ele afirmou “Eu estou além da sua experiência, eu sou além do bem e do mal… Lúcifer habita dentro de todos nós. Você não me entende e nem pode”.

Aileen Wuornos – 1989

AileenAhs

Era uma prostituta e foi considerada a primeira assassina em série dos Estados Unidos. Ela foi acusada pelo assassinato de pelo menos seis homens. Foi diagnosticada com transtorno de personalidade Boderline. Confessou seus assassinatos e pediu para ser condenada à morte, pois caso fosse solta cometeria novos assassinatos, já que revelou que odiava profundamente a vida humana. Sua história foi contada no filme Desejo Assassino e rendeu um oscar de melhor atriz à Charlize Theron pelo papel da protagonista, Aileen.

American Horror Story conseguiu captar muito bem, de forma resumida, as principais características desses assassinos reais. Observem os pequenos detalhes nas entradas de cada personagem. Ramirez entrando pela janela como fazia nas casas de suas vítimas, o sinal satânico em sua mão que o mesmo mostrou em seu julgamento no tribunal; Gacy mencionando como foi descoberto e sua tentativa de enganar o policial; Zodíaco falando que se atrasou pois estava escrevendo cartas e sendo questionado sobre a graça de nunca ter sido descoberto; Dahmer transformando sua vítima em um zumbi com o seu procedimento cirúrgico e Aileen se comportando como uma prostituta insana e com expressões faciais incrivelmente similares a da assassina real (palmas para Lily Rabe, que retorno trinfual!).

A séria ainda conseguiu associar todas as insanidades dos criminosos ao convívio com James March, o qual eles chamavam de Mestre. Isso nos faz pensar o quão terrível eles querem que March seja. Se todos esses criminosos terríveis foram aprendizes de James, que tipo de insano ele seria?

Além disso, podemos perceber que todos os mortos vivos perambulando pelo hotel devem todo seu sofrimento eterno à presença de March. Sally chegou a mencionar que teria um ano de paz agora que fez um “favorzinho” para March. Por qual motivo esses fantasmas sofrem tanto? Seria pelo simples fato de não encontrarem a paz do descanso após a morte ou haverá algo a mais?

Um outro plot que foi desenvolvido foi o de Alex. A mãe de Holden finalmente conseguiu paz ao encontrar o seu filho no Hotel Cortez. Porém, ao chegar em casa ela percebeu que o seu filho não era mais o mesmo! E que forma de perceber isso, hein? Mas, o seu amor de mãe é tão grande e imaculado que ela foi capaz de entregar sua vida à Elizabeth para poder se unir ao seu filho por toda eternidade. Qual será o interesse da Condessa em manter ela por perto?

 AHS2

Enquanto não descobrimos quais os planos da Condessa com Alex e se finalmente John vai acordar pra vida, fiquem com a prévia de Room Service:

nye

Nyegirton
Nyegirton

Sarcástico e bêbado sempre que possível. Ama um bom meme e uma problematização. Apaixonado por humor, suspense, terror e trêta. Professor nas horas vagas.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: