Posts Populares

American Horror Story: Hotel – S05E07 – Flicker

Desculpem o palavrão, mas… PUTA QUE PARIU!!! Tomei meu primeiro susto da temporada. <3

Em uma conversa meio estranha com o seu filho, Will resolve contar ao garoto que está pensando em se casar com a Condessa, o que para o menino pareceu uma boa ideia já que ele fez alguns amigos no hotel. (Sai fora bebê, os filhos da condessa é roubada.)

a conversa entre Will e seu filho é interrompida quando um dos empreiteiros diz a ele que existe uma parede de aço por trás das paredes do hotel. Sem muita paciência para quem está começando, Will manda eles derrubarem tudo porque ele tinha um cronograma. Quando os empreiteiro começam a derrubar a parede de aço. Ai é que  se instaura aquele clima tenso e gostoso de filme de terror, e eles descobrem que na verdade aquela parede de aço serve para isolar uma área abandonada do hotel. Entrando naquela área abandonada, uns sentem cheiro de morte, outros sentem cheiro de merda. Resumindo, o cheiro que estava no ar era o da morte mesmo, mas o da morte deles, quando, umas criaturas em decomposição, aparentemente vampiros que há muito tempo não veem a luz do dia, fazem uma boquinha matando a fome de anos. (Esses sim podem dizer que comeriam alguém vivo de tanta fome. hahaha’)

AHS10

Vemos também que John Lowe encontrou seu lugar de refugio e descanso. O HOSPÍCIO, e o que me chama atenção é um dos testes da médica que manda o tadinho contar em ordem decrescente a partir de 100, de 7 em 7. (Se é comigo eu mando aquela mulher se lascar, porque eu não estou conseguindo contar de 1 em 1, imagina de 7 em 7.)

Em conversa com o psiquiatra descobrimos que John não está no hospício por assumir que está lé lé da cuca, mas que está lá  para encontrar o suspeito de ser o assassino dos 10 mandamentos, que sim. Pode ter vindo diretamente da record.

De Volta ao hotel Cortez, Enquanto Will Drake está ocupado fazendo clareamento anal. Oiii????  Vemos que a condessa ficou bem assustada com o que aconteceu na ala abandonada do hotel, e ai somos levados ao ano de 1925, onde, Elizabeth antes de ser a condessa fodona, era uma garotinha ingenua fazendo figuração no set de filmagem do filme  “The Son of the Sheik“. Vale a pena ressaltar que esse filme de fato existiu, e foi de suma importância para a história do cinema mundial. Voltando a 1925…… Tivemos a alegria de descobrir que o gato do Finn Wittrock voltou para American Horro Story, desta vez ele está na pele de Rudolph Valentino, o ator mega famoso que é casado com a atriz mega famosa Natacha Rambova que está sendo interpretada pela gostosa da Alexandra Daddario. Os dois seduzem Elizabeth e os três fazem uma surubinha gostosinha, deixando Elizabeth louca de amores por Valentino.

AHS11

P.S: O mais interessante disso tudo é que o casal realmente existiu e que a série soube descrever com muita exatidão como eles eram. 

Quando Elizabeth descobre que o seu amado está “morto” Ela fica desolada e até pensa em se matar, até que, a delicia, a coisa fofa da mamãe, Mr. March salva Elizabeth e a impede de tirar a sua própria vida. Mesmo sofrendo de um luto eterno pela morte do seu grande amor, Elizabeth resolve se casar com Mr.March que tornou ela nessa vadia sem coração que nós amamos.

AHS12

P.S: O que é esse casal de Psicopatas minha gente? Os dois juntos ficaram tão gostosos que o bico de peito chega coçou.

Mesmo casada, Elizabeth continuou a visitar o tumulo do grande amor de sua vida , mas em uma dessas visitas ela se depara com Natacha, que até então tinha sumido, e logo mais tarde com Valentino, descobrindo que a sua morte era uma farsa. Ele  conta que, enquanto fazia a divulgação de “The Son of the Sheik”,  ele acabou cruzando o caminho de Murnau, que lhe contou sobre como descobriu os segredos do vampirismo e transformou a Valentino em vampiro, alegando ao galã que a era do Cinema mudo estava prestes a acabar e que ele precisava preservar a sua beleza intacta. Depois de explicar todo o plano para Elizabeth, os três planejam fugir juntos para viverem sua linda e louca história de amor.

Dando um  break na excitante história de Elizabeth, Valentino e Natacha, Somo levados ao núcleo lé lé da cuca da série, que consiste em John Lowe num hospício atrás de um assassino. E não é que ele encontra? Quer dizer, na verdade ele encontrou o cúmplice do assassino que nada mais é que uma adorável garota chamada Wren. Ela foi resgatada pela Condessa quando, na década de 80, ficou trancada em um carro enquanto seu pai ia beber no Hotel Cortez. Ela não pediu por socorro pois queria morrer, graças às ameaças do pai. Ela diz que ajudou o Assassino dos Dez Mandamentos em seus crimes e que se John ajudar a tirar ela daquele lugar, ela levará ele até o assassino.

AHS13

E….. Voltamos com o núcleo que realmente importa nesta bagaça, que é o núcleo sobrinho e diabólico da nossa condessa. Descobrimos que as tais criaturas presas eram na verdade Valentino e Natacha, que foram capturados por March antes de irem se encontrar com Elizabeth na estação de trem. Em um de seus jantares mensais com a condessa, March revela a a verdade para a loira que fica rodada na pomba gira. E o pior ainda está por vir, porque o casal emo gótico seapunk está a solta e com sede de sangue. Quero só ver quem vai segurar essa marimba. 

AHS14

Para fechar o episódio, John cumpre o seu trato e tira Wren do hospício, a menina também cumpre a sua parte do acordo e revela que o assassino está no Hotel Cortez. Jura??? Achei que estava na minha casa.  Depois dessa revelação ‘bombástica” A menina corre para o seu destino e Boom. Ninguém sabe o que aconteceu com ela e o episódio acaba. É mole ou quer mais?

AHS15

Queria dizer, que eu  estou oficialmente empolgado novamente com AHS: Hotel, confesso que a série estava bem morna e desinteressante, mas com a entrada desse novo casal e com o rumo que John está tomando, acho que a série tem tudo para engatar e voltar a ser como era nas suas primeiras temporadas. Quero destacar também o quanto Lady gaga me surpreendeu nesse episódio e conseguiu provar que tem peito sim para levar a história até o final e fazer um ótimo trabalho como Atriz, também não posso esquecer de mencionar quão primoroso foi o trabalho da série em retratar o cinema mudo de uma forma tão interessante e sem sair do contexto da história.

É isso meus demoninhos prediletos, comentem o que vocês acharam do episódio. Beijo de trevas e a mamãe ama vocês <3

gostou da matéria? deixe um comentário!

Dam Souza

Baiano que tem caruru e vatapá no sangue, aquele que é o canto da cidade e só discute com quem entende de Inês Brasil.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu