Posts Populares

Altered Carbon – S01E01 – Out Of The Past (Series Premiere)

Altered Carbon chegou imergindo o público em uma aventura Cyber Punk audaciosa…

Apostando em uma série complexa de se entender, com uma própria mitologia e um turbilhão de efeitos visuais, a Netflix finalmente estreou uma de suas maiores apostas para 2018: Altered Carbon. O piloto ao meu ver foi bem equilibrado e passou de forma rápida, sem aquela sensação de algo lento ou fora do ritmo. Fomos logo apresentados a Takeshi Kovacs, um mercenário de uma antiga resistência que após 250 anos foi colocado em um novo corpo.

Takeshi morreu lutando contra uma revolução e acorda descobrindo que justamente aqueles contra quem tanto lutou foram os responsáveis por acordar ele. O conflito terminou a décadas e ele se vê sozinho em um novo mundo e de certa forma tentando encontrar razões para estar ali. A explicação dada para ele poder voltar a vida após 250 anos, é um novo sistema que coloca sua mente em discos que são instalados na base do crânio.

 

Outra controvérsia é o fato do nome do personagem ser asiático e toda história contada em flashbacks conta exatamente com isso, mas o personagem acorda em um novo corpo (que corpo que diga-se de passagem) e agora é um homem branco com traços mais ocidentais. Durante sua pequena estadia na prisão onde ele estava vemos que outros casos de troca de capa acontecem, como a filha de um casal que faleceu e foi colocada em um corpo mais velho pelo serviço público.

Isso mostra que nessa nova sociedade tudo de certa forma é sobre poder e dinheiro, quem tem pode pagar por boas capas e viver eternamente. Sendo assim um corpo ágil e atlético para o mercenário asiático era tudo que os seus proprietários gostariam de ter. E logo nos primeiros minutos do encontro entre Takashi e o bilionário Laurens Bancroft que pagou para ele voltar a vida o enredo desta primeira temporada é revelado, Takashi precisa resolver um assassinato, o assassinato do bilionário.

Laurens foi assassinado da única forma que ele não poderia voltar a vida, mas ele tinha acesso a algo ultra valioso e utilizando um sistema de satélites com backup e com todo seu dinheiro ele pode voltar a vida, entretanto sem memórias das últimas 48 horas antes de alguém matar ele ou ele se matar. Detalhe que aparentemente apenas ele e a esposa teriam acesso a arma que foi utilizada e a esposa passou plena pelo polígrafo.

Com as cartas na mesa, sobraram uns 20-30 minutos para desenvolver a motivação do anti herói em assumir o caso e decidir não voltar ao gelo ou se matar para sempre. Os pequenos toques dados fizeram a diferença, amei a mochila de unicórnio cheia de drogas que ele usou, gostei do seu envolvimento com a policial, acredito que a implicância dela com ele dará bons frutos a série e gostei das cenas de ação, apesar de achar que ali eles poderiam ter aproveitado o momento depois que ele apanhou tanto para mostrar um pouco das habilidades de luta de Takeshi, enfim elas ficaram um pouco esquecidas no churrasco.

Acaba que toda essa pequena construção foi bem feita e junto com as cenas de flashbacks e alucinações acabaram servindo como razão para Takeshi aceitar o caso. Entretanto talvez ele tenha aceitado como uma forma de voltar a aquela resistência que ele mesmo fez parte no passado e talvez isso venha a ser mais trabalhado mais pro fim da temporada ou em uma próxima temporada.

A Netflix investiu 7 milhões por episódio, trouxe um show de efeitos visuais, lasers, armas, referências a grandes obras de Sci Fi como Blade Runner, guerreiros com armaduras que lembravam Star Wars, carros voadores, coisas incríveis e de muito bom gosto. A série tem um bom enredo, o ator que interpreta o protagonista mostrou que segura a marimba, Altered Carbon tem tudo para realmente justificar toda exaltação que vem sendo feita por ela antes da estréia.

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Lindomar Albuquerque

Amado por 30 milhões de Brasileiros! Paulista, Canceriano, 25 anos, Químico e atualmente faço Doutorado em Biotecnologia e Polímeros. Me achou nerd neh? Sou mesmo! Amo uma boa banda alternativa/indie, fã número 1 de Imagine Dragons e adoro perder um bom final de semana maratonando séries! P.S. Sou bêbado também gente, me chama para uma cerveja e para falar de série!


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu