Posts Populares

Altered Carbon – S01E08 – Clash by Night

Família ou amigos? Quem importa mais para você?

Depois de quase uma temporada inteira exaustiva, Altered Carbon começou a nos entregar uma sequência realmente boa e eletrizante que estava sendo vendida em seus trailers. No episódio passado tivemos todo o foco no quanto a família era importante para Kovacs, mas dessa vez a série nos mostrou o quanto o ex emissário se importa com seus amigos e com as pessoas a sua volta, e o quão longe ele pode chegar para protegê-los, fazendo até com que pessoas inocentes fossem incriminadas para livrar a pele daqueles com quem ele se importa. Mas vamos para o importante aqui, a review.

Após ter sua capa salva por sua irmã, Kovacs acordou, e antes mesmo que pudesse comemorar o reencontro familiar, as verdades já vieram a tona, entre elas que Reileen foi quem explodiu a nave com a Quell unicamente por ciúmes, e antes que acabasse por aí, também foi ela quem envenenou e de certa forma causou a morte de Laurens para conseguir manipulá-lo e convencê-lo a trazer Takeshi de volta para investigar o “crime”. Foi nos mostrado que Rei na verdade está em várias capas, como a da menininha que conversou com Kovacs no museu, e na Clarissa que é como uma auxiliadora de Bancroft.

Reileen diz para Tak que ele deve encerrar o assunto do assassinato de Laurens, de uma forma ou de outra, se não ela iria matar os companheiros dele. E nesse momento também descobrimos que o “fantasma” trabalha para ela. Kovacs pede então um hacker, mas não um hacker qualquer, ele deseja a soltura de Ava, esposa de Vernon e mãe da Lizzie, mas como nada é perfeito, ela vem em uma capa masculina. A série mostrou inicialmente todo o choque do marido em ver a esposa em um corpo de sexo diferente, e na sequência ambos indo encontrar com Lizzie, e um abraço familiar.

Kovacs coloca então seu plano em ação. Marcando uma reunião com Laurens, Miriam, Isaac, Oumou, Tanaka e Curtis, o rapaz afirma que o assassino está naquela sala. Descobrimos que Ava recriou uma imagem de Laurens entrando em um estabelecimento digital de estupro e homicídio, local este onde Tak afirmou que ele estava entrando em uma armadilha e tendo seu cartucho infectado. Oumou Prescott, advogada do Bancroft, estava acompanhando-o em uma viagem naquele dia, com uma capa diferente, capa esta que Ava colocou varias incriminações na ficha. Ao final, o entendimento foi que Oumou havia se insinuado para Bancroft, este a havia demitido, e retirado o controle de seus bens das mãos dela, e a mulher revoltada, infectou o cartucho dele, fazendo-o enlouquecer, e quando o homem retornou para a mansão, ela deu-lhe uma “morte verdadeira” achando que ele já tinha feito backup e infectado o satélite também.

É claro que sabemos que a Prescott não fez isso, mas Kovacs convenceu todos de que essa era a verdade absoluta, sem chances para questionamento. Laurens disse que ia fazer com que Oumou nunca mais saísse do chão, demitindo-a, e revogando sua carteira de advogada. A coitada pagou o pato para salvar a pele dos amigos de Tak, mas convenhamos que ela também não era nenhuma santa. Kovacs tem então seu pagamento, e seu perdão, que foram prometidos caso ele solucionasse o caso.

Ortega, por sua vez, estava correndo por fora de tudo isso, em uma investigação de quem era a mulher na Arena (que a gente já sabia a muito tempo). Após sua investigação, uma ajudinha do Mickey, e de um tal de Gus (alguém que ele havia pego roubando capas), Kristin conseguiu chegar na Psychasec. Depois de ser traída por Gus, e ficar trancada em uma sala, Ortega começou a ser atacada por clones da Rei. Nossa Mulher Maravilha com seu novo braço imbatível consegui derrotar todas. No final a porta do elevador se abre, e Ortega encontra a garotinha do museu, que também é uma capa de Rei. Já consigo prever a treta vindo.

Acredito que essa história do assassinato de Laurens ainda não acabou, até porque tudo que temos é uma inocente incriminada, e nada mais concreto. Com Ava retornando, o Team Kovacs deve ficar ainda mais forte, afinal, ela foi a melhor hacker que já existiu (se Vernon não estava mentindo). Ainda tem muita coisa por trás dessa história da Reileen ser dona da Psychasec, e esse “fantasma” dela. Mas só podemos ter certeza de qualquer coisa nessa série com o decorrer dos episódios, não é mesmo? Então até o próximo, galera!

gostou da matéria? deixe um comentário!

João Pedro

Canceriano de 20 anos localizado no Mato Grosso. Fã de divas pop, porém viciado em muitas bandinhas indies também. Assisto séries e filmes em horário integral, e estudo Direito nas horas vagas.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu