Panela de Séries » Arquivos American Crime Story: The Assassination of Gianni Versace - S02E04 - House by the Lake - Panela de Séries

Posts Populares

American Crime Story: The Assassination of Gianni Versace – S02E04 – House by the Lake

É muito Andrew pra pouco Versace.

Cá estamos nós, praticamente na metade da temporada (que só contará com 9 episódios), e até então estamos carentes de Versace na série. Tirando os primeiros episódios, até agora estamos apenas tendo uma chuva de Andrew Cunanan, enquanto o verdadeiro tema da temporada vai sendo jogado de lado. Não me entendam mal, eu amo a construção dos personagens. Como esquecer aquele episódio icônico da primeira temporada, onde vimos uma Marcia desconstruída? O problema é a falta de ligação dos enredos. Cadê as interações entre Gianni e Andrew? Por que Versace estava em Miami? São questões que são sempre levantadas enquanto a temporada passa, e parece que nunca terão respostas.

Fato é que estamos conhecendo mais do assassino. O Andrew de Darren Criss tem me soado muito plural. O que é bom, e o que nos faz ter algum sentimento pelo personagem. Em certos casos (como esse episódio), Andrew parece o típico psicopata, louco, que sente prazer em matar, em fazer joguinhos e que tem na mente uma caixinha de surpresas. Por outro lado, nos episódios anteriores vimos um Andrew que não tolera que mexam no seu ego, como parece que Versace o fez. Felizmente, Darren tem dado conta de mostrar tudo isso, o que é uma grata surpresa.

Esse episódio mostrou mais 2 vítimas de Andrew: Jeffrey e David, em Minneapolis. A motivação do crime parece ter seguido a lógica de Cunanan, que é atacar homens gays e expô-los. Porém, diferentemente de Lee, aqui a motivação parece ter sido muito mais emocional, mais por David e Jeffrey terem o rejeitado. E aí temos a mistura do Andrew louco com o Andrew do ego ferido. “Como eu, Andrew Cunanan, inteligente, lindo, carismático, posso ser rejeitado dessa forma?” É tipo isso…

Primeiro, Andrew mata Jeffrey a marteladas, na frente de David, deixando-o em choque por algum tempo. Na verdade, David fica em choque praticamente o episódio todo, saindo do transe mais ao fim, quando confronta Andrew e acaba morto, sem dó nem piedade. Muito inteligente, Andrew conseguiu armar tudo pra fazer com David parece cúmplice e suspeito, o que o leva a seguir com o assassino. O problema aqui foi que em certos momentos David queria fugir, em outros ele desistia, e assim iria. Parece, pra mim, que muitas pessoas tiveram a oportunidade de parar Andrew antes de ele chegar até Versace, mas que ninguém teve coragem de fazê-lo. Ou ao menos vontade.

Por fim, a cronologia da série continua confusa. Por que mostrar a morte de Lee primeiro que a de David e Jeffrey? Não faz sentido. Essa linha cronológica é tão confusa que às vezes eu me paro pra pensar se esses assassinatos todos foram antes ou depois de Andrew conhecer Gianni em São Francisco. Poderia ter sido melhor arranjado, sem dúvidas. Além disso, a sensação que dá é que a série está patinando. Falta força, falta presença, que apenas Darren não consegue trazer. Falta, realmente, a presença de outros personagens importantes em tela. E espero que não demorem pra aparecer.

Apesar de não ter grande importância na história, a parte do flashback em que David se assume pro pai me emocionou real oficial. Todo dia tem tanta gente que passa pela mesma coisa, e acaba de maneira tão pior. Quando vemos uma reação como a de seu pai, é de lacrimejar mesmo.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Gerson Elesbão

Um @gerson incomoda muita gente, um @gersonrealoficial incomoda incomoda incomoda muito mais! É DC, é Marvel, é Netflix, é reality. Se a série for boa, chama no probleminha, bebê!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu