Panela de Séries » Arquivos American Crime Story: The Assassination of Gianni Versace - S02E06 - Descent - Panela de Séries

Posts Populares

American Crime Story: The Assassination of Gianni Versace – S02E06 – Descent

“Quando o título do episódio corresponde bem ao andamento da série!”

A segunda temporada de American Crime Story tem decepcionado bastante o público, principalmente por conta das expectativas que eram bem altas depois de uma primeira temporada impecável. Acredito que o grande problema dessa segunda temporada tem sido justamente a falta de momentos impactantes e principalmente a ausência constante de Gianni Versace na trama, até porque o tema da temporada é justamente o assassinato dele.

O sexto episódio continuou focando em Andrew Cunanan e mostrando um pouco mais do seu passado, uma forma de tentar nos mostrar como ele se transformou no serial killer que matou o famoso estilista Gianni Versace.

Uma coisa que a série faz questão de destacar em todos os episódios é o comportamento vaidoso e mentiroso de Andrew. A mentira nesse episódio começa com Andrew tentando impressionar David em seu luxuoso aniversário, totalmente bancado por seu amante Norman que ele faz questão de esconder de David. Apesar de ser um personagem fictício, Norman representa os vários relatos de casos que Andrew teve com homens mais velhos e ricos, aproveitando-se muitas vezes de suas vulnerabilidades, conseguindo deles dinheiro e presentes luxuosos. A sua “queda” como sugere o título, começa com o pé na bunda que leva de Norman depois de exigir mais mordomias e vantagens no seu “relacionamento”, se podemos chamar assim. PS: O encontro dele com Lee, uma de suas vítimas, segundo minhas pesquisas foi fictício, criado apenas para criar uma ligação entre os crimes.

Em episódios anteriores, sabíamos que Andrew tinha enviado um cartão postal comprometedor para a família de Jeff. Ficou explicado no episódio o motivo disso, já que vimos que na verdade Andrew estava enciumado da aproximação de David e Jeff, assim ele viu naquela atitude uma forma de ameaçar Jeff mostrando do que ele podia ser capaz de fazer. A atitude ameaçadora de Andrew culminou em uma rixa entre os dois, o que fica mais evidente nos episódios já exibidos.

O problema de um mentiroso compulsivo é que ele próprio se perde em suas mentiras, em especial no caso de Andrew, um cara que além de mentiroso, tem mania de grandeza e um ego tão grande quanto. Numa dessas, David acabou percebendo que ele não era quem realmente se dizia ser, já que suas histórias eram envaidecidas demais. Andrew bem que tentou ganhar David através do deslumbramento, porém o jovem arquiteto não deixou-se levar por suas mentiras, rompendo de vez com qualquer chance de um relacionamento amoroso entre eles.

O declínio de Andrew começa aí, porém não antes de se vangloriar por aí e inventar suas grandiosas histórias, na verdade aquilo que realmente ele queria que fosse real, como por exemplo o seu relacionamento com David. Depois de várias noitadas se drogando, ele acaba finalmente caindo em si e procura em sua mãe o acalento diante de todo sofrimento omitido por ele até então. Nessa cena que descobrimos o tão doentio que Andrew é, chegando a mentir até mesmo para sua própria mãe e com o mesmo objetivo que mente aos demais, querendo ganhar admiração e bajulação dos que os rodeiam, outra coisa que ficou claro no fim do episódio é o ódio que tomou conta dele, até porque foi depois dali que começou seu período de matança.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Não sei vocês, mas lutei muito para não dormir nesse episódio, foi muito diálogo, pouca ação e sinceramente achei que trouxe nenhum fato muito relevante para o desenvolvimento da série, por isso consideraria esse episódio desnecessário e muitas das coisas que aconteceram nele, podiam facilmente ser encaixados com menos destaque em outros episódios. Eu gosto muito do Darren, mas sua atuação tem beirado várias vezes o exagero, não por conta dele em si, mas sim por conta do tom mais fantasioso que a série tem tomado. Eu acharia muito mais interessante e instigador que deixassem o Andrew num tom mais misterioso, criando aquela dúvida no telespectador, algo que fizeram brilhantemente na primeira temporada, deixando em dúvida a inocência e o verdadeiro caráter de OJ Simpson. Tenho que falar também me irritou muito o fato de todo episódio ficarem evidenciando o quanto ele era mentiroso, ao invés de deixar isso nas entrelinhas, até parece que subestimam a inteligência do telespectador. Outras coisas que me desagradam nessa temporada é a falta de cronologia nos episódios e a falta de protagonismo de Gianni que aliás apareceu nesse episódio como uma alucinação de Andrew, uma cena totalmente desnecessária e que comprova o que tinha dito acima, a série tem seguido um tom mais ficcional e menos real.

Desculpa o textão, mas precisava deixar nessa review meu descontentamento com essa série que esperei ansiosamente para assistir. Ainda tem 3 episódios para exibirem, sendo assim vamos torcer para que os próximos episódios possam honrar o talentoso elenco dessa segunda temporada, com exceção do Cigano Igor Rick Martin que gosto muito como artista, mas na série tem tido uma atuação bem vergonha alheia. Até a próxima review, abraços!

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Michel Araujo

Meio baiano, meio sergipano, já passou dos 20 anos e um sofrido estudante de engenharia, com uma personalidade cheia de atitude e uma leve ousadia. Viciado em séries, realites e músicas, vai me encontrar sempre por aí escrevendo reviews, numa diversidade de gêneros de série e programas de TV.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu