Posts Populares

American Gods – S01E02 – The Secret of Spoons

“A única boa notícia é que o tabaco que seus netos cultivarão de graça vai dar muito câncer nesses filhos da puta.”

A cada início de episódio dessa temporada, e provavelmente de toda a série, seremos apresentados a um dos deuses que vieram para o Novo Mundo, trazidos pela fé das pessoas que pra cá vieram. Nesse, conhecemos a história, escrita por Mr. Ibis, da vinda de Anansi, ou a Aranha, para a América nos navios negreiros vindo da África, A cena inicial é uma das melhores aberturas de episódio que já vi em toda minha vida, sem exagero (embora isso pareça um). Nela, dezenas de escravos estão sentados, acorrentados, aguardando pelo duro destino que aguarda suas vidas no novo continente. Um deles começa a rezar, no idioma do povo, implorando por salvação a Anansi, falando que daria ao deus presentes caso os tivesse, mas que conta com o auxílio dele para sair daquela situação. Então, atendendo as preces, surge Mr. Nancy, em uma interpretação magistral de Orlando Jones e começa a contar uma história.

E a história é a história real da miséria e do sofrimento que vai seguir a vida deles e de todos os negros naquele país. Mr. Nancy começa ensinando aos escravos que eles são negros e que, nos próximos séculos, eles serão escravizados por pessoas brancas, trabalharão até a morte, serão assassinados com tiros nas costas. O homem que invocou Anansi é tomado por raiva, por entender tudo que vai acontecer com ele e com todos que virão, e o deus diz para ele e os outros usarem essa raiva para matarem os holandeses e queimarem o navio. Um outro escravo diz que, se eles fizerem isso, todos irão morrer. E com uma grande frieza, mas que não chega perto da frieza com a qual o mundo iria tratá-los, Mr. Nancy responde: “Você já está morto, cuzão. Ao menos, morra como sacrifício por algo que valha a pena.” Deuses precisam de sacrifícios, de oferendas, e esse navio, com todos que lá estão, é o sacrifício que Anansi precisava para ter força para se manter no novo lar.

Continuamos o episódio de onde o último terminou, com Shadow bastante ferido devido ao ataque sofrido pelos novos deuses. Mais uma vez temos uma ótima atuação dos dois principais, Ricky Whittle e Ian McShane, Shadow e Wednesday, respectivamente. Enquanto dorme e tenta descansar e se recuperar, Shadow recebe uma visita de Laura, e ela diz que tudo não passou de um pesadelo. Ele acorda, sem ter a certeza se aquilo era real ou apenas um sonho. Depois, ele precisa arrumar a casa que dividia com a esposa para que finalmente possa começar a viagem com Wednesday.

Quando Shadow vai fazer compras em um supermercado, o que seria bastante normal no nosso mundo, algo totalmente incomum acontece: a televisão começa a falar com ele, mais precisamente Lucille Ball, a protagonista de I Love Lucy. E é ela quem explica pro Shadow, e também pra gente, o que tá acontecendo. O mundo tá dividido entre os deuses velhos e os novos deuses. Quando passamos horas na frente da televisão, mexendo no celular, digitando no computador, estamos fazendo sacrifícios e dando poder para esses objetos. À medida que mais e mais pessoas vão fazendo isso, mais e mais poder esses objetos vão recebendo, ao ponto de se tornarem deuses, assim como Odin e Anansi fizeram séculos antes. Toda essa informação, toda essa mudança na vida de um cara que tava em um ambiente onde mudanças e novidades não existiam, mexe com a cabeça do Shadow, que começa a se perguntar se ele não tá enlouquecendo. Afinal de contas, um programa de televisão acabou de oferecer um emprego pra ele. Super entendo o coitado.

“Tempo e atenção, melhor do que sangue de cordeiro.”

Antes da história continuar, damos uma olhada em Bilquis, que retira seu poder do sexo, absorvendo/ingerindo as pessoas pela vagina. Após um breve interlúdio, chegamos em Chicago, onde Wednesday se reúne com Zorya Vechernyaya, suas duas irmãs, Zorya Ultrennyaya and Zorya Polunochnaya, além de Czernobog, todos eles deuses antigos e muito importantes para o futuro deles todos. Depois da janta, Shadow e Czernobog jogam uma partida de damas, com apostas altas. Caso o primeiro ganhe, o deus deve se juntar a causa de Wednesday, mas caso Czernobog vença, ele poderá descer o martelo na cabeça de Shadow. E Czernobog vence.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Rafael Augusto

Um hiperativo que não sabe viver sem ler, escrever, ouvir música, ver séries e filmes, geralmente tudo ao mesmo tempo. Fã de ficção científica, suspense, Stephen King e histórias em quadrinhos.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu