Posts Populares

American Horror Story: Cult – S07E05 – Holes

Quando pensava que American Horror Story não poderia me surpreender.

Diante de todas as suposições que fiz anteriormente, fico me indagando se ainda há interesse da seita em Ally, uma vez que agora vejo Beverly como a ‘abelha rainha’ em questão, personagem que ganhou demasiada notoriedade nestes dois últimos episódios. Acompanho Adina Porter desde seu trabalho em The 100 e admiro muito a intensidade transmitida por meio de seus papeis, me levando a achar que provavelmente este seja o seu melhor trabalho em American Horror Story até então. Sendo assim, conhecer melhor Beverly Hope foi uma grata surpresa dos últimos episódios.

E tratando-se de surpresa, destacamos Ivy na seita, o vínculo do Dr. Vincent com Kai, bem como o incidente envolvendo os pais deles, talvez esses três tenham sido os momentos mais relevantes do episódio. É válido ressaltar que a maneira como a mãe deles morreu me pareceu bastante familiar, se é que vocês lembrar da personagem de Lily Rabe em Murder House, Nora Montgomery, a qual padeceu da mesma maneira.

Uma coisa que me deixou bastante intrigado foi aquele homem pendurado na casa de Bob, fico pensando se tem relação com algo que vai ser trabalhado na série mais adiante ou se foi simplesmente uma cena aleatória. Além disso, me pareceu que a jornada de Meadow foi concluída, só não sei se Ally vai fazer algo que preste diante das verdades que lhe foram dita.

De uma maneira geral, até que estou gostando da proposta da temporada, o quanto está sanguinária e violenta (a cena com os pregos não nos deixa dúvidas), no entanto, sinto a trama meio perdida, faltando uma pitada de horror forte, já que o suspense construído não é tão impactante devido a como tudo está sendo meio que previsível até aqui. E é muito importante destacar que optaram por mostrar a estória de outra perspectiva, portanto não sei o que resta e muito menos qual o intuito ou a mensagem que a série está querendo alcançar/transmitir com essa proposta. Agora me sinto parado sem saber o que pensar e sem muito ânimo para o que pode vir a seguir, e esse sentimento talvez seja motivado pela distinção desta temporada das demais, uma vez que não possui uma locação fixa (casa, hotel, circo ou hospício) e nem muito menos vínculo com algum fato marcante que tenha realmente acontecido no passado.

Mas sigo na torcida de cenas interessantes e desfechos impactantes, mas diferente de outras temporadas, infelizmente não consigo enxergar tanto potencial aqui, espero estar errado. Aproveitem parar dar uma conferida no vídeo promocional do próximo episódio, pois teremos um rosto conhecido retornando:

PS: Medo de Ivy se cagar todinha e ser o próximo alvo da seita, por “fraqueza”. Saudades Oz!

Uma review sucinta para um episódio sem muita ação, que serviu só para conhecermos melhor alguns personagens, com destaque para os participantes da seita e detalhes sobre suas ações. E vocês, o que estão achando dessa temporada de American Horror Story? Sintam-se à vontade para compartilharem suas opiniões.

gostou da matéria? deixe um comentário!

  • Bruno D Rangel

    Adina ganhando destaque e se tornando o braço mais forte do culto.

    Dá muita agonia ver Ally sozinha. Não entendo como ela poderá dar a volta por cima sem ninguém (que já conhecemos) para apoiá-la.

    A cena dos pregos na cabeça foi desconfortável, mas ao mesmo tempo fascinante. Adorei também a revelação de qual é personagem é cada palhaço.

    Como será a segunda metade da temporada agora que todos os segredos foram revelados? Lembro que fiquei apreensivo assim quando acabou o documentário em Roanoke e fiquei pensando no que iria acontecer.

    PS: Tomara que matem a Ivy mesmo. Estou com muita, mas muita raiva dela. Culpar Ally pela vitória de Trump é muito injusto.

    PS2: O grito que eu dei quando foi revelado que Vincent era irmão do Kai.

Antonio Netto

Estudante de Engenharia Química. Pernambucano engraçado, dono de uma gargalhada única e de um sotaque marcante. Apaixonado por comida, séries, química e cálculos. Até gosta de estudar mas, sempre que pode, está pelo mundo curtindo e falando da vida alheia.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu