Panela de Séries » Arquivos American Horror Story: Cult – S07E09 – Drink The Kool-Aid - Panela de Séries

Posts Populares

American Horror Story: Cult – S07E09 – Drink The Kool-Aid

“Eu escolhi a vingança”

Tivemos um episódio simples, previsível, mas satisfatório. Confesso que pensei que alguns dos acontecimentos, iriam ocorrer nos dois últimos episódios. Porém deixou um leve gosto de satisfação. Não tivemos participações de veteranos em cena, mas a tivemos na direção. Sim, Angela Basset deu o ar de sua graça na versão diretora de “Drink The Kool-Aid”. Apesar dos fatos terem sido apresentados de forma rápida, ele foi bem executado. A nossa veterana conseguiu não apenas criar uma atmosfera de ansiedade, como também de plantar a semente da dúvida – mesmo que por alguns minutos. E sem sombra de dúvida, este foi o episódio em que Ally ganhou a empatia do público com sua versão segura de ser.

Chega de delongas, vamos unir nossos mindinhos, porque nossa review vai começar. #Partiu.

1-Senta que Lá Vem História

Uma das principais características de um líder, é a arte de conquistar e ser um referencial às pessoas. E Kai Anderson domina muito bem essa arte, fazendo jus aos grandes manipuladores de ideais como: Marshall Applewhite da seita Heavens’s Gate, David Koresh da seita Davidiano e Jim Jones o homem da frase “Beba o sumo”, título de nosso episódio. Inclusive estas figuras foram interpretadas por Evan Peters – sendo que David Koresh foi a que mais gostei, pela naturalidade na atuação.

Além de interessante, este prólogo foi bem trabalhado, por apresentar informações complementares úteis em poucos minutos. Diferente de “Valerie Solanos Died for Your Sins: Scumbag”, que utilizou um episódio inteiro para contar uma história que poderia ter sido explorada em 5 minutos – deixando aquela sensação de enchimento de linguiça. É triste mas… isso aconteceu.

Os minutos iniciais também serviram para uma breve análise sobre o elo de Kai e seu exército. Nele observarmos as dúvidas, as incertezas, e o conflito de emoções de alguns de seus integrantes. Ao mesmo tempo que você identifica a admiração deles por Kai, você também percebe um certo receio. Isso fica bem evidente quando um deles questiona “Isso é um culto? Achei que fôssemos uma movimento político”. Esta cena serviu como uma chamada de atenção como ninguém tem 100% controle da situação. E Kai por estar fascinado pelo sucesso de seu plano, está deixando escapar alguns detalhes. Porém de uma coisa temos certeza, se for necessário um suicídio coletivo, o rapaz das madeixas azuis não exitará em fazê-la.

2-Terrorismo é o Caminho das Comprovações

O prólogo em si, indicava que iriamos ver os membros do culto bebendo o tal sumo – assim como ele seria falso. Até porque ele serviria como prova do nível de fidelidade dos integrantes do culto. E como a política de Kai é baseada no medo, porque não fazer um terrorismo que aquelas que apresentam um grande ameaça: Ally, Ivy, Beverly e Winter. Que cá entre nós, se Ivy e Winter soubessem fazer o dever de casa direito, e não expor muito suas emoções, os planos da ala feminina até poderiam dar certo. Mas como vacilo de uma é a derrocada de todas, então todas tiveram que gastar salivas e lágrimas à toa,  graças a complexada da Ivy e a babá falsiane da Winter. Falando nisso!

3-Winter Levando Bem na Sua Cara

Infelizmente não tem mais como defender Winter em mais nada. Aquele discurso de força feminina e de ser paciente para atacarem, tudo foi jogado na lama graças aos constantes vacilos da babá falsiane. Confesso que já estava mais que na hora dela levar uma surra de Beverly e Ally. E o que dizer daquele plano meia-boca de “Como Escapar de Um Culto” que achou na internet? Se já tínhamos dúvidas sobre a conduta de Winter, elas se fortificaram mais ainda. Infelizmente não enxergo nenhuma proatividade neste personagem. Pode ser que ela nos surpreenda, e espero que não negativamente. Estamos a dois episódios da Season Finale e ninguém tem mais paciência de ver Winter dando um passo à frente, e dez para trás. Não é verdade?

4-Oz: O Afronte não tem Idade

O personagem que você respeita desde início, finalmente está de volta. Sim, estávamos com saudades do pequeno Oz. Além de você se importar tanto com ele, que você fica apreensivo quando ele está nas mãos de WInter mimizenta. Nossa admiração aumenta quando o pequenino questiona as histórias duvidosas de Kai. O que dizer da cena de Oz dizendo que a “história de Jim Jones não é verdade, porque no Wikipédia diz que ele se matou”? A pausa para a dúvida foi icônica. Oz comprovou que o afronte não tem idade. Com certeza o melhor personagem.

5-Ally e sua Vingança Preterida

E por último, porém não menos importante, precisamos falar sobre Ally – ou devemos chama-la de Fênix Negra? Mais uma vez a personagem nos surpreende com uma versão empoderada. Apesar de apenas terem mencionado seu período de internação, serviu como resgate e entendimento do que aconteceu para Ally vencer suas vulnerabilidades. Admitimos que foi trabalhada rápida, mas deu um gostinho saboroso quando ela afirma que:“para se livrar do medo, é preciso preencher o vazio com algo. Então ela escolheu a vingança”. E Ivy foi a primeira vítima de sua ira. Era previsível que ela mataria a esposa complexada, porém achei que seria perante os olhos do culto. Mas foi melhor assim, porque o acerto de contas não poderia ter a presença da babá mimizenta. Agora resta saber qual será seu próximo passo?

Drink The Kool-Aid” não foi um episódio extraordinário, mas foi necessário. Até porque antecipou alguns desfechos previsíveis e deu lugar a incerteza do que irá acontecer. Chega a ser interessante esta dinâmica, principalmente pelo leque de possibilidades. Por mais que não queira, tenho o pressentimento que Oz vai morrer. Ainda mais com esse plano de Ally em falsificar a paternidade do garoto. Precisamos lembrar que Kai é líder de um culto, nada o impede que siga os mesmos passos dos líderes que marcaram a história e forçar um suicídio. Né verdade?

Sendo assim, compartilhe com a gente o que você achou deste episódio e qual foi sua experiência? Deixe seu comentário e conte sobre o que suas teorias sobre esta temporada. Lembrando que faltam dois episódios para seu desfecho para definirmos nosso veridito. Vamos ver o que Ryan Murphy está reservando.

Até a próxima review 😉

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Dandy Souza

Um libriano amante de um bom suspense casado com o belo terror psicológico, porque a vida precisa de emoções. Seu lema: "toda obra tem sua moral, então fique atento aos detalhes". Twitter: @dandysouza81

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu