Depois de algumas perdas tristes e chocantes no último episódio, aqui nada foi tão surpreendente. Claro que houveram algumas decepções e algumas surpresas, mas nada tão imprevisível.

Então vamos lá para Hollywood conferir o Solo Round.

Stephany Negrete – Set Fire To The Rain (Adele) / Thomas Stringfellow – A Thousand Years (Christina Perri) / Avalon Young – One Last Time (Ariana Grande) / Olivia Rox – música autoral/ John Wayne Schulz – John Cougar, John Deere, John 3:16 (Keith Urban)
Stephany cantou uma música grande, de nada mais nada menos que Adele. Foi apenas ok, diria até que a escolha da música foi errada, visto que ela não conseguiu atingir todas as notas como eu imaginava e ainda teve alguns erros de respiração. / Thomas é um candidato que pra mim sempre vai ser regular, na sua zona de conforto, nos fazendo enjoar de suas performances. Não gostei do pouco que vi. / Avalon foi outra que errou na escolha musical, mas essa errou feio. Amo Avalon, mas pra que cantar essa música? Nem a imagino cantando esse estilo musical. A escolha do repertório a fez ser só mais uma nessa fase. Olivia é demais, né?! Veio cantando sua música autoral com perfeição. Incrível o potencial de Idol dessa menina, que consegue ser forte e delicada na mesma performance. / John me surpreendeu muito positivamente. Cantou uma música country que não me deu sono, me entreteve durante toda a performance e láaaa no fundo sua voz me lembrou a de Blake Shelton em alguns momentos.

MacKenzie Bourg – Roses (música autoral)
UAU! MacKenzie veio para destruir. Cantando sua música autoral, muito boa inclusive, ele conseguiu:
1- cantar com perfeição
2- nos mostrar seu belo timbre
3- mostrar a todos sua identidade musical
4- sentir a música e nos passar a sinceridade da performance. Interpretação perfeita
Ele não é só mais um na competição. MacKenzie está cada vez mais se juntando ao time de favoritos.

Shelbie Z – Alone (Heart) / Kory Wheeler – Fix You (Coldplay) / James VIII – Wicked Game (Chris Isaak)
Olha Shelbie saindo da casinha e passeando em outros estilos musicais. Apesar de achar que Shelbie é bem mais especial no country, a ex The Voice está se mostrando muito esforçada e interessada em surpreender a todos. Mandou super bem! / Kory foi minha decepção, pois cantou uma música que eu amo, de uma banda que eu também amo e foi apenas normal. Fez o suficiente para passar, mas não para convencer. / James foi bem, me surpreendeu, interpretou e fez uma versão boa da música de Chris Isaak. Continue assim, James.

Tristan McIntosh – What Hurts The Most (Rascal Flatts)
Começou lindo, interessante e foi ficando chatinho. Ela é ótima, mas pra ser sincero, se perde muito nas escolhas musicais. Sinto que Tristan será aquela que sempre esperaremos algo incrível, mas nunca conseguimos ver. Torço muito pra que ela acerte na mosca e arrase, porque a adoro. Detalhe: cabelo dela era lindo e não gostei da mudança.

Sonika Vaid – One Last Time (Ariana Grande)
Aí sim está uma escolha musical super certa. A voz de Sonika é linnnnda. Fico imaginando no tanto de performances emocionantes que ela pode fazer. Sinceramente, por mim ela não sairia da sua zona de conforto, porque ela é ótima quando canta esse estilo musical, mas o programa pede versatilidade, então vamos ver como ela lidará com isso.

Lee Jean – Stitches (Shawn Mendes) / Sara Sturm – Somewhere Only We Know (Keane)
Sinceramente? O que as pessoas vêem em Lee? O que ele tem demais? É apenas mais um adolescente que canta normalmente bem na sua zona de conforto. Não traz novidade, nada diferente do que costumamos ver sendo eliminado aos montes em reality musical pelo mundo. / Eu gosto de Sara, Keane é uma das minhas bandas favoritas (fica a indicação pra vocês) e Sara escolher a música da banda não foi uma má ideia, porém não valorizou o melhor da sua voz. Poderia ter escolhido a música com mais carinho.

Joshua Wicker – A Thousand Years (Christina Perri)  / Chris CJ Johnson – Go Your Own Way (Fleetwood Mac) / Jeneve Rose Mitchell – Danny’s Song (Kenny Loggins)
Joshua foi um dos meu preferidos da audição, mas sabemos que Hollywood Week é pressão, é doideira… não são todos que aguentam. Joshua foi terrível, desafinou muito e exagerou até na interpretação. Tem nem como defender. / CJ é, talvez, o meu grande favorito hoje na competição. Ele me surpreendeu muito com a escolha musical e mais uma vez foi maravilhoso. Trouxe força e energia ao palco. Nem parecia estar sob pressão. / Eu me impressiono tanto com a qualidade de Jeneve. Não estou falando só de voz, que por sinal é boa, mas sim da personalidade que a artista possui. Ela realmente ama o que canta.

Dalton Rapattoni – Hopelessly Devoted to You (Olivia Newton-John / Grease)
É lindo, voz linda, pura personalidade. Eu pagaria fácil para ir a um show do Dalton. Ele mais uma vez estava com a voz ótima e fez uma excelente performance. Com certeza está, junto com CJ, no meu topo de favoritos da temporada.

 

E assim acaba o Solo Round da Hollywood Week. Pra mim, o grande destaque dessa fase foi o MacKenzie. Inclusive, acho que já começamos a perceber quem é que aguenta a pressão do programa. Na Hollywood Week que se separam os homens dos meninos, então, fiquem ligados que já já sai a review do último episódio da Hollywood Week.

E você, o que achou do episódio? Gostou do nível dos candidatos? Algo a reclamar? Deixe seu comentário e continue com a gente. Valeeeeeu!

 

Lucas Prata
Lucas Prata

Capixaba, basqueteiro, Coldplayer e apaixonado por séries e filmes. Gosta tanto de escrever que tem um bloco de notas no celular só pra isso. As vezes é meio doido, mas quem não é, né?!
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: