Posts Populares

American Idol – S16E05 – Auditions

Shantay, you stay!

Último dia de audições do #AmericanIdol,  e estamos todos ansiosos para saber quem serão os últimos candidatos a garantirem uma vaguinha para a próxima fase. A competição está bem boa, eu gostei de várias audições e esta sendo bem promissor pelo menos para mim. Bom pessoal, então sem mais enrolação, para os comentários de hoje contarei com a ajuda da minha amiga Tati para formamos a nossa dupla dinâmica de jornalistas/comunicadores. Você quer mais objetividade que isso @? -q Vamos nessa. 

Gabby Barrett – “Good Girl” by: Carrie Underwood

Rick: A primeira da noite é Gabby, uma cantora country/gospel que veio tentar reproduzir os passos de sua grande ídola Carrie Underwood. Ela cantou Good Girl, e eu achei uma boa escolha, fazendo uma apresentação a cappella, e deixando todos sentirem um pouco da voz de Gabby. Entretanto, a impressão que passou foi que ela estava simplesmente copiando tudo que a cantora original faz, o que deixou os jurados um pouco com o pé atrás. Eu senti realmente uma certa falta de originalidade nela de inicio, mas depois, os jurados deram uma segunda chance de Gabby cantar uma música gospel, e em pouquíssimos segundos ela conseguiu brilhar bem mais do quem em sua primeira canção. A voz dela é boa, tem uma boa extensão vocal e melismas ótimos. Depois de toca confusão para conseguir escolher uma canção, Gabby conquistou os jurados e fez um bom trabalho, sendo assim, ela avança para a Hollywood week. 

Tati: Que doçura a Gabby demonstrou ter ❤. E que coragem em cantar a cappella e eu estava até gostando, viu? Mas concordo com os jurados, estava soando um pouco karaokê e sem personalidade, mas quando ela começou a segunda música realmente ficou bem melhor. Eu acho que o gospel seja o melhor caminho pra ela mesmo, principalmente pelo alcance que ela tem. Fico feliz pela sensibilidade dos jurados em perceber isso.

Status: Aprovada (3 SIM)

Caitlin Lucia – “I Kissed a Girl” by: Katy Perry

Rick: No inicio da performance, eu estava achando bem água com açúcar, mas depois Caitlin começou a introduzir melismas e vibratos excelentes na canção, o que deixou ainda mais original e distinta do que a versão da própria jurada. Aliás, é sempre uma ato de coragem cantar uma canção dos próprios jurados, por isso já devemos tirar o chapéu para essa moça. Ela tem uma vibe bem boa, e sinto que ela pode surpreender no programa com arranjos originais e únicos que dariam destaque para suas apresentações. Mesmo ela aparentando ser uma cantora indie/pop, ela tem uma voz um pouco mais dinâmica, o que é bom para ela, já que assim ela poderá variar bastante durante as suas apresentações e arriscar um pouco mais nas escolhas das músicas. Enfim, gostei bastante de Catlin, uma ótima candidata que se enquadra muito nos meus gostos pessoais. 

Tati: Quando ela disse que uma das influências dela era a Katy eu esperava uma artista bem mais pop. Mas vi uma artista tão indie em Caitlin e fiquei bem surpreendida. Que timbre mais gostosinho ela tem, gente! Além disso, ela possui um bom controle vocal e falsetes bem gostosinhos de se ouvir. Gostei bastante da versão e espero ver um pouco mais dela daqui pra frente.

Status: Aprovada (3 SIM)

Mylon Shamble – “Stand By Me” by: Ben E. King

Rick: Eu adorei essa moça, a voz dela é muito bem controlada e dinâmica, e senti que ela tem ainda mais poder do que foi demonstrado. Uma pena a audição ter sido tão curtinha, pois a voz de Mylon realmente me cativou, e a escolha da música contribuiu muito para que ela pudesse mostrar diversas nuances de sua voz. Eu acho que Mylon é daquele tipo de cantora que gosta de enfeitar bastante as canções, com vibratos rápidos e belas construções de melismas, então já imagino essa moça cantando um Love On The Brain e mandando muito bem. 

Tati: É impressão minha ou editaram esse programa de hoje às pressas. Eu ADOREI a voz de Mylon, que poderia ouvi-la cantando a música inteirinha, mas infelizmente não pudemos e creio que foi a edição que nos deu essa impressão. Enfim, deu pra perceber que essa moça possui uma voz lindíssima, com um timbre interessante e bastante nuances. Tanto que os jurados demonstraram bastante convicção em aprová-la. Em também passaria Mylon! Tem bastante potencial.

Status: Aprovada (3 SIM)

Lee Vasi – “Love Shoulda Brought You Home” by: Toni Braxton

Rick: Essa audição aqui foi cheia de altos e baixos viu. Primeiro temos que dizer que foi fofíneo ver o Lionel cantando com a Lee, é tão legal ver esses duetos em programas. Depois a moça começou a cantar solo, e ela estava indo até bem, sua voz bem r&b com uma levada bem boa e sedutora, mas depois que a música cresceu ela ficou completamente fora do tom e acabou desafinando. Senti que quando a música acelerou ela também perdeu o tempo da canção, e talvez tenha sido por isso que ela desafinou. Ela precisa ficar mais focada e ter mais atenção no controle da sua voz, que é bem boa. 

Tati: Lionel por que tão maravilhoso? Que coisa mais gostosinha ele cantando com Lee! ❤ Nesse mini dueto não deu nem pra ver muita coisa dela, mas quando ela começou a cantar sozinha deu pra perceber que ela tem certo potencial. Vejam bem potencial, porque do nada o trem começou a desandar e a bichinha se perdeu completamente, até desafinou, a coitada. Concordo com tudo que os jurados disseram e acredito que ela precisa ser trabalhada nesse sentido. Eu também diria sim pelo início, porque da metade pra frente, só por Deus, viu?

Status: Aprovada (3 SIM)

Michael J Woodard – “Make It Rain” by: Ed Sheeran

Rick: O moço estava bem nervoso, e começou errado na canção em sua primeira tentativa. Mas depois que ele se acalmou, ele conseguiu executa-la bem. Não foi o melhor cover que eu já vi dessa canção, mas foi uma versão competente, principalmente por se tratar de um cover a cappella. Mas mandando a real, não achei a voz dele tão interessante, foi bem básico no quesito vocal, e nem um pouco atrativo. Vamos ver como ele irá se sair na Hollywood Week. 

Tati: Essa música é MARAVILHOSA demais pra ser cantada em uma audição, ainda mais quando se está tão nervoso como Michael demonstrou estar… é uma letra muito pesada e ainda mais sem instrumentos? Que coragem, gente. Eu detestei ele cantando. Apesar de demonstrar técnica, alguma coisa me incomodou real. Mas talvez tenha sido apenas a versão e espero que ele tenha mais maturidade para escolher suas próximas songs.

Status: Aprovado (3 SIM)

Brielle Rathbun – “Gravity” by: Sara Bareilles

Rick: Ai socorro, o que foi esses movimentos do Luke hein? Fiquei toda úmida. Enfim, sobre a performance de Brielle, achei boa, com uma interpretação bem singela, apesar de ter pecado um pouco na conexão que a música exige. Entretanto, vocalmente ela foi ótima, sua voz é repleta de nuances lindas e bem controladas e que passam um bom controle de voz. Mesmo com uma canção emocionalmente difícil de ser interpretada, não achei que ela fez um trabalho ruim, conseguiu se destacar e ser singela, trazendo beleza para sua apresentação. 

Tati: Outra música maravilhosa, mas que sou muito exigente quando escuto um cover dela, principalmente pela carga emocional que ela carrega. Brielle fez o básico, nesse caso. Mas foi um básico que ao menos evidenciou seu timbre bonito e afinação. Ela tem uma boa voz, que pode render alguma coisa mais futuramente, vamos ver.

Status: Aprovada (3 SIM)

Carly Moffa – “I’d The Lion Out” – Canção Original

Rick: Gente, que menina maravilhosaaaa!!!! Finalmente tivemos hoje alguém com alguma original né? E que original viu! Achei essa canção repleta de camadas, uma hora mais suave, outrora mais agitada, e isso permitiu que Carly mostrasse todo potencial de sua voz, com melismas, nuances, runs e tudo mais que ela poderia mostrar. Como Katy sabiamente disse, Carly tem uma que remete muito à Florence Welch, e é o tipo de voz que preenche qualquer ambiente, e é dessas voz, com uma pegada folk/indie e pop que eu amo <3 Enfim, amei muito mesmo, já quero essa moça mostrando toda sua originalidade e versatilidade nas próximas fases. 

Tati: Ela estava tão nervosa, que eu acabei ficando também, tadinha hahaha. Carly tem uma voz lindíssima e uma personalidade tão interessante. Ela é daquele tipo de pessoa que transpira musicalidade e eu acho isso bem bonito. Mas que música ruim, gente hahahahaha. Talvez tenha sido isso que tenha me impedido de me conectar 100% a ela, mas com a música certa ela pode voar, não tenho dúvidas.

Status: Aprovada (3 SIM)

Samuel Swanson – “Let’s Stay Together” by: Al Green

Rick: Olha, eu percebi que ele estava nervoso sim, mas não achei ele tããão nervoso assim como os jurados disseram kkkk. Samuel cantou muito bem, ele tem um ótimo controle da sua voz, e obviamente ele poderá mostrar muito mais em outras condições. A escolha da música em primeira instancia achei que não casaria com a voz dele, mas acabou que fui surpreendido, e ficou muito boa essa versão em sua voz. Boa audição. 

Tati: Engraçado que se eu fechasse os olhos eu poderia jurar que se tratava de uma mulher hahaha. Apesar de não ter explorado tanto seus vocais, ficou perceptível que Samuel tem grande alcance vocal e muita técnica. Eu gostei bastante da audição dele, justamente por isso, ao contrário de muitos candidatos, ele mostrou apenas o que era necessário ali naquele momento, mesmo tendo muito mais para apresentar aos jurados. Uma apresentação suficientemente boa e eu também o aprovaria.

Status: Aprovado (3 SIM)

Jurnee – “Rise Up” by: Andra Day

Rick: Primeiro preciso enaltecer essa história de Jurnee, achei muito linda <3 Sobre a performance, achei que ela tem um excelente controle, e sabemos que essa song não é nada fácil, mas ela conseguiu atingir todas as notas com muita precisão, além de ter sido ainda mais eficaz a performance já que ela fez a apresentação a cappella. Claro que não foi uma das melhores performances dessa música, e a pretensão nem é para ser, o trabalho foi bom o suficiente para Jurnee passar e mostrar que é uma excelente vocalista. 

Tati: Essa audição da Jurnee é mais uma performance que entra pra listinha de apresentações desse hino que, infelizmente, não conseguem chegar ao patamar que essa música merece. Apesar da moça ser afinada e de ter apresentado alguns agudos que são necessários pra “Rise Up”, eu a achei um pouco limitada e, pra mim, faltou emoção, já que achei uma audição totalmente vazia. Não curti, não! Mas talvez tenha sido a escolha da música. Vejamos na próxima fase.

Status: Aprovada (3 SIM)

Ada Vox – “House Of The Rising Sun” by: The Animals

Rick: Olha só quem temos aqui, se não é um retornante da season 12. Adam Sanders chegou a fazer a audição e passar naquela edição, mas acabou sendo eliminado nas rodadas seguintes. Dessa vez ele volta, mas não como Adam, e sim como a fabulosíssima Ada Vox! Foi triste ver um pouco da história que ele contou, dizendo que foi atacado após sua participação no programa por conta de sua sexualidade (até quando meu Deus?). Enfim, vamos falar agora sobre esse arraso de performance.. Uma voz é uma voz viu meus amigos. Ada tem uma voz poderosíssima, ela atinge as mais variadas notas com extrema facilidade e controle, e a voz dela passa longe de ser algo over the top, devido ao seu grande controle. Após arrasar com um trecho desse hino do The Animals, achei ilário ela mostrando seu vocal range do grave ao agudo, conseguindo ir ao extremo nas duas pontas. Enfim, super ansioso para ver mais dessa fabulosa pessoa, e espero que Ada arrase e chegue muito longe nessa competição, simplesmente para calar a boca de todas essas pessoas preconceituosas e homofóbicas que na verdade nem gente são. 

Tati: Que legal que o Idol dá chance para retornante que passou da audição. Adoraria que certos programas também fizessem isso pra tentar reparar as injustiças -q. Ada tem uma voz bonita e muito potente e vi isso pelo trechinho que ela cantou. Não tenho dúvidas que ela poderá arrasar muito com músicas poderosas.

Status: Aprovada (3 SIM)

Além dessas audições, tivemos também Drake Milligan e Tory N. Teasley, e para assistir aos vídeos basta dar um clique em seus nomes. 

E assim finalizamos a fase das audições. O que vocês estão achando dos candidatos dessa temporada? Promissores? Eu realmente gostei de vários, e estou bem ansioso com a temporada. Os meus favoritos são: Rissa, Effie, Catie, Maddie Poppe, Brandon Diaz, Ricky, Shannon, Trevor McBane, Carly Moffa e Ada Vox. E os favoritos de vocês? Digam aí nos comentários. Bom pessoal, ficamos por aqui, nos vemos na próxima e fiquem atentos que tem post especial para sair viu 😉 

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Ricardo Souza

Tem gente que diz que sou um amorzinho, eu digo que sou um trouxa. Viciado em maratonar séries e ficar na bad depois de assistir tudo em um dia. Amo muito música indie, quando quiser me chamar pra ouvir Florence já sabe onde procurar. Mineiro do interior que não puxa o 'r' quando fala, mas adora um pão de queijo.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu