Posts Populares

American Idol – S16E09 – Top 24: Group 1 – Solo Performances

Preparados para os Refrescos? E para os tombos também?

Voltei! Já fazia 84 anos que apareci fazendo uma review na fase de audições mas to aqui lindíssimo para escrever sobre a primeira noite de performances do TOP 24! Que TOP 24 AMIGOS! Eu to real amando o American Idol até aqui, é a primeira vez que acompanho o programa desde o início e isso do foco ficar no artista e em sua evolução e não pesar sobre coachs ou famosos na bancada me animou muito, tava precisando de um reality assim!

Nessa fase os artistas fazem uma performance solo e um dueto com algum artista mais famoso (maioria tem apenas 1 HIT, mas estamos ai! Os artistas foram divididos em dois grupos que ficaram assim…

Group 1

Dominique Posey
Layla Spring
Catie Turner
Dennis Lorenzo
Michelle Sussett
Michael J. Woodard
Trevor McBane
Jonny Brenns
Kay Kay
Brandon Diaz
Gabby Barrett
Cade Foehener

Group 2

Ron Bultongez
Marcio Donaldson
Amelia Hammer Harris
Caleb Lee Hutchinson
Garrett Jacobs
Jurnee
Mara Justine
Shannon O’Hara
Effie Passero
Maddie Poppe
Alyssa Raghu
Ada Vox

Curtiram a divisão dos grupos? Acho que de certa forma ficaram equilibrados em divisão de estilo musicais e talvez isso de abertura de termos um dos melhores TOP 14 da competição! No Grupo 1 que se apresentou nessa noite destaco de início a doce e fofa Catie Turner, meu roqueiro maravilhoso Cade Foehener, o charmoso Brandon Diaz, o meu roqueirinho Jonny Brenns que arrasou nas últimas performances no Showcase, Gaby Barrett que vem mostrando versatilidade passando pelo country, R&B e se mostrou capaz de navegar por qualquer ritmo e temos nossa venezuela e promissora Michelle Sussett. Com ajuda da deusa de Campinas Clarice Calil vamos conferir tudo que rolou nessa primeira noite de performances!

 

Dominque Posey – “Ain’t Nobody” by Rufus & Chaka Khan

Lindomar: Que gingado é esse minha gente? Dominique chegou com tudo! Achei a song choice acertada! Geralmente vemos apenas mulheres cantando ela, mas ele deveria ter investido uma versão com mais brilho para o seus falsetes. Acabou que as backing vocals engoliram ele no meio da performance, e ele voltou a lutar ali e conseguiu se reerguer no final, foi uma vibe única e bem diferente do que ele já vinha mostrado até aqui. 

Clarice: Que talento, amigooooos!!!! Adorei a songchoice e a forma que Dominique se jogou no palco, totalmente entregue, trabalhando a presença de palco e mostrando vocais super consistentes. Amei aquele falsete alucinante na subida da música

 

Layla Spring – “A Broken Wing” by Martina McBride

Lindomar: A song da minha Baby Shalyah do #TheVoice <3! Eu aprendi a amar tanto essa song e ela te da aberturas para sair de um momento mais baixo e subir e voltar! Layla sabia disso e conseguiu inserir melismas e valorizar seu timbre. Ela precisa ainda melhorar no seu controle vocal, mas analisando tudo o resultado aqui foi muito positivo! Layla tá de parabéns! 

Clarice: Lembro dessa lindinha lá das Auditions e ela se tornou uma musinha! E estou chocada com a apresentação dela… donde saiu isso tudo? Sigo incomodada com o jeito que ela termina algumas frases, mas olhaaa… melhorou horrores das Auditions pra cá, soltou umas notas muito boas e até uns rosnados (que eu amoooo)!!

 

 

Catie Turner – “Call Me” by Blondie

Lindomar: Catie vem criando sua marca, seja com músicas originais ou com releituras brilhantes como a de Bad Romance na última rodada. Hoje, ela escolheu um lado mais potente e rockstar, veio com Blondie e mostrou muita atitude! Eu amo demais o jeito todo largado e espontâneo da Catie, ela não tem a voz mais potente da competição, o timbre mais lindo, mas no conjunto é um dos artistas mais interessantes e que pode te surpreender! Ela soltou o cabelão e partiu para a guerra!

Clarice: ESTOU CHOCADAAAA!!! Que poder é esse, minha gente?! Você quer personalidade, @Chloe?! hahahaha Catie, te venero! ♥ Da menina tímida das Auditions, nem chegou nos lives e Catie já está dominando o palco, quando soltou o cabelo eu já sabia que iria derrubar forninhos e tombar azinimigas todas! Vencedora da 16ª temporada, sim ou com certeza? hahahaha

 

Dennis Lorenzo – “Rude” by Magic

Lindomar: Olha adoro Rude para escutar no domingo no churrasco lá em casa.. mas para um TOP 24 é um puta erro! Rude acaba tornando o artista tão linear, ele não tem muito para onde crescer, fica ali em uma mesma região de harmonias e não consegue imprimir notas que venham a valorizar sua voz. Dennis ainda inseriu uma pequena mudança e flertou com um pouco de falsete durante 5 segundos, mas foi isso em geral achei que ele foi bem, mas foi isso sem impacto, sem graça.. enfim, não curti muito não.

Clarice: Cansadíssima dessa música, Dennis tem uma voz bem bacana mas aqui ele mal pode mostrar o que consegue fazer sem soar como uma apresentação de karokê. Vocalmente ele foi correto, só faltou empolgar pra valer…

 

Michelle Sussett – “If I Were A Boy” by Beyoncé (Spanish Version)

Lindomar: Nossa venezuelana chegou com tudo no TOP 24! Michelle talvez seja uma das artistas mais genéricas da competição, mas ela tem um pacote interessante e consegue surpreender. No início tava achando tudo muito ok, mas quando ela se soltou e misturou o espanhol tudo começou a melhorar! Michelle poderia investir mais no Reggaeton e aproveitar essa subida geral da música latina no mercado americano! Acredito que ela tem muito potencial para crescer e ela vem crescendo muito! 

Clarice: Ver as apresentações da Michelle me deixam exaustas… ela tem esse estilo virado no 220V que me dão uma agonia real! Tudo bem que a princípio nas Auditions eu achei que era joke artist, mas aqui vejo que ela realmente tem talento e é apenas o jeito expansivo dela (latino, né mores!), mas ela precisa saber dosar essa euforia um pouco. Gostei da versão misturando inglês com espanhol, dei uma valorizada na apresentação, mas ela ainda precisa melhorar outras coisas além de só mitar nos vocais.

 

Michael Woodard – “Homeward Bound” by Simon and Garfunkel

Lindomar: Gente eu to no chãooooo! Que performance foi essa? Confesso que eu ainda não tinha notado tanto talento e potencial em Michael até então, ele pegou a música e transformou em sua, colocou nuances, potência, melismas e uma interpretação digna do nível dos Beatles. Michael superou as expectativas, fez sua melhor performance e criou seu grande momento até então! Não duvidaria nada de ver ele indo muito longe na competição, vejo em Michael muito potencial para ir além do R&B, ele tem algo que me lembra muito também o Frank Ocean.

Clarice: Que ícone de songchoice! ♥ E que hino de apresentação! Michael estava nervoso, mas em momento algum isso afetou sua voz ao longo da música, ele se manteve consistente e brilhou. Ele tem um alcance bem bacana e sua voz crescia na música dando um efeito muito bonita! Já amei esse bofinho! =)

 

Trevor McBane – “Way Down We Go” by Kaleo

Lindomar: Primeiro de tudo Kaleo tem um álbum cheio de HINOS e indico a todos ouvirem! Trevor pegou o seu maior hit, uma música cheia de nuances e de momentos para explosão e olha achei que poderia ser algo interessante principalmente pelo seu inicio. Ele usou o rasgado da voz e uma interpretação cheia de raiva, mas foi se perdendo aos poucos e ao chegar próximo ao refrão onde esperávamos uma grande explosão, vimos sua voz falhar e ficar até abaixo do som da banda em alguns momentos, não vou dizer que foi horrendo, mas falhas aqui podem ser cruciais na decisão dos jurados.

Clarice: É inevitável fazer comparações… enquanto Catie pisou na versão de Chloe, Trevor sequer fez cócegas na versão de Noah! Timbre de Trevor é interessante, mais grave com uma rouquidão e rosnados, mas ele ficou bem afetado ao cantar essa música, ficou forçado demais e a banda o engoliu. Não gostei…

 

Jonny Brenns – “Georgia” by Vance Joy

Lindomar: Eu estou em love com meu Jonny! O garoto cheio de altos e baixos na competição, veio com uma ótima performance e mostrou que esse estilo mais indie/alternative de cantores como Vance Joy, George Ezra, James Bay é a sua praia. Vimos um lindo falsete, melismas, uma interpretação com direito a contato com as platéia, Jonny se soltou e mostrou que além do rostinho bonito tem uma voz linda. Ele tem muito potencial e acredito que pode surpreender.

Clarice: Jonny tem uma voz tão gostosinha de ouvir e melhorou desde as Auditions, se mostrando mais a vontade no palco também. Gostei da songchoice, ele foi consistente e mandou muito bem nos falsetes. Até seduziu a plateia, minha gente… tá prontíssimo pros lives e já criando a fã base caprichete! hahahahahaha

 

Kay Kay Aleixs – “Love On The Brain” by Rihanna

Lindomar: Talvez essa foi a song choice mais arriscada da noite! Kay Kay pegou uma das músicas mais lindas, complexas e difíceis de serem cantadas da Rihanna! Ela tem uma voz tão forte e potente, um registro baixo tão lindoo, mas senti que faltou alguma coisa, ela não conseguia respirar direito e teve alguns pequenos problemas de transição, além disso senti que tirando o final ela ficou ali cantando como se fosse um cover sem sua marca, fora isso não senti que ela realmente estava conectada com a música. Mas tirando todas essas críticas, vimos uma evolução dela como artista, vimos ela subir, descer, usar o seu grave, em geral foi uma performance boa, mas com todas essas falhas que apontei acima.

Clarice: Que diabos de refrão foi aquele? “Mumumus be be… on the braaaain” hahahaha Achei tudo muito confuso, ela parecia sem ar, não se arriscou em momento algum, apenas cantou. Cantou bem, isso é verdade, mas faltou personalidade… e quando poderia ousar, deu um close erradíssimo logo no 1º refrão!

 

Brandon Diaz – “Hello” by Lionel Richie

Lindomar: Você quer decepção? Eu achei a escolha de início inusitada e logo de cara me soou adequada, aquele início todo misterioso e mais calmo combinou tanto com a fragilidade que Brandon inseriu, mas ai ele foi decaindo, decaindo e confesso que se perdeu um pouco depois do refrão. Ocorreram falhas vocais, desafinadas em alguns momentos, problemas de respiração, enfim, Brandon jogou alto e acredito que essa performance pode por tudo a perder para ele.

Clarice: É ousadia que chama?! hahahaha Cantar a música do Lionel bem na frente dele… coraaaaagem! Brandon estava nervoso e não começou muito bem, tudo começou a funcionar do refrão pra frente quando seus vocais ficaram mais firmes e ele conseguiu ousar em algumas notas mais alongadas. Pode não ter sido brilhante, mas admiro a ousadia!

 

 

Gabby Barrett – “My Church” by Maren Morris

Lindomar: Olha não sei quão acertado foi essa escolha da Gabby! Ela já navegou pelo country, pelo soul e se mostrou versátil. Hoje, confesso que foi uma apresentação que não funcionou, odiei a forte presença das backing vocals, elas suprimiram a voz da Gabby, era quase uma disputa. A voz da Gabby soou estridente em diversos momentos, entretanto amei aquele início bem leve e quase a capella, e o final forte foi interessante, mas foi isso achei um CAOS! Sabemos que ela tem potencial para algo melhor que isso. 

Clarice: Meu problema com o country é quando vem esse povo com voz mais anasalada e timbre estridente… Gabby tem tudo isso e em grande quantidade! A nota do final da apresentação foi impactante, ela mandou bem nela, mas seu timbre realmente não me agrada!

 

Cade Foehner – “Watchtower” by The Jimi Hendrix Experience/Bob Dylan

Lindomar: Você quer um rockstar? Cade todo estiloso com sua guitarra elétrica chegou no 220 V com sua voz magnífica cheio de grooves e rasgados. Cade criou sua marca até aqui, performances energéticas e empolgantes, com certeza é um nome certo nos lives! A reação dos jurados mostra isso. Acredito que Cade está em um outro nível, ele consegue ser uma verdadeira estrela, é como estar vendo a performance em um grande show. Meu único desejo era ser essa guitarra! Pazz!

Clarice: Que timbre é esse, meu Deus?! Totalmente rouco, cheio de rosnados, com uma introdução mais lenta e depois totalmente rocker! Cade está prontíssimo pro mundo, claramente vai brilhar semana após semana entregando apresentações perfeitas vocalmente e inovando sempre. Assim como Catie, te vejo na final, Cade!

………………………………………………

Amanhã teremos os famosos duetos com celebridades e que vão definir quem avança para o TOP 14 e quem volta para casa! Os duetos vão ser os seguintes…

Catie Turner & Andy Grammer – “Good To Be Alive (Hallelujah)” by Andy Grammer
Cade Foehner (with electric guitar) & Bishop Briggs – “Never Tear Us Apart” by INXS
Layla Spring & Sugarland (Kristian Bush with guitar) – “Stuck Like Glue” by Sugarland
Dominique Posey & Aloe Blacc – “Wake Me Up!” by Avicii & Aloe Blacc
Brandon Diaz & Luis Fonsi – “Despacito” by Luis Fonsi, Daddy Yankee, & Justin Bieber
Kay Kay Alexis & Pat Monahan of Train – “Drive By” by Train
Trevor McBane & Bishop Briggs – “River” by Bishop Briggs
Michelle Sussett & Luis Fonsi – “I Can’t Make You Love Me” by Bonnie Raitt
Jonny Brenns & Andy Grammer – “Back Home” by Andy Grammer
Dennis Lorenzo (with guitar) & Allen Stone (with electric guitar) – “Unaware” by Allen Stone
Michael Woodard & Pat Monahan of Train – “Angel In Blue Jeans” by Train
Gabby Barrett & Sugarland (Kristian Bush with guitar) – “Stay” by Sugarland

Se eu fosse me basear apenas nas performances solo aqui apresentadas na primeira noite eu avançaria para a próxima fase: Cade Foehner, Michael Woodard, Catie Turner, Jonny Brenns, Layla Spring, Michelle Sussett e Gabby Barrett (talvez o Dominique Posey aqui). Uma pena mesmo perder o meu Brandon Diaz aqui, mas ele decepcionou!

P.S. Está rolando uma lista de Spoilers do TOP 14 que foi divulgada em um forúm americano quem quiser conferir só CLICAR AQUI! Amanhã (hoje pra vcs) vamos descobrir se parte dela é REAL mesmo ou se fomos todos enganados e teremos algumas surpresas! Estamos ATENTOS. Vejo vocês amanhã pessoal, até mais!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Lindomar Albuquerque

Amado por 30 milhões de Brasileiros! Paulista, Canceriano, 25 anos, Químico e atualmente faço Doutorado em Biotecnologia e Polímeros. Me achou nerd neh? Sou mesmo! Amo uma boa banda alternativa/indie, fã número 1 de Imagine Dragons e adoro perder um bom final de semana maratonando séries! P.S. Sou bêbado também gente, me chama para uma cerveja e para falar de série!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu