Posts Populares

American Idol – S16E10 – Top 24: Group 1 – Celebrity Duet Performances

Noite te exaltação e de tombos! 

Depois de uma noite cheia de ótimas performances solos do nosso grupo 1, chegamos a última etapa para definir quem vai e quem fica! Hoje cada artista performou com um famoso e isso junto com a performance solo foi utilizado pelo jurí para definir quem avança! Sem mais delongas, vamos descobrir o que rolou com a ajuda da minha amiga de minas geraissss Tati!

 

Catie Turner & Andy Grammer – “Good To Be Alive (Hallelujah)” by Andy Grammer

Lindomar: AAAAAIIII Catie porque pisa tanto? Até o momento ela não me decepcionou em nenhum momento e vem se mostrando uma verdadeira camaleão. O dueto com Andy Grammer foi perfeito, os dois criaram uma vibe tão singela e única e foi tão natural, tão divertido assistir esses dois <3. Catie tem uma voz tão pura e forte ao mesmo tempo, e hoje provou que pode se jogar em uma música extremamente rápida e arrasar, as harmonias entre ela e Andy funcionaram tão bem! <3 Espero que ela nunca pare com esse jeito único e surpreendente, continue balançando esses braços, batendo cabelo e sendo tão singular!

Tati: Não conhecia essa música e já fui correndo para colocar no meu Spotify. Super achei que a vibe de ambos combinaram e Catie, como sempre, estava tão soltinha e feliz. Mas, estou começando achar que esse excesso de euforia dela no palco pode atrapalhar em determinadas situações, principalmente em situações nas quais ela precisa se conectar com o público. Vamos ver, de qualquer forma, achei o dueto bem divertido.

 

Cade Foehner & Bishop Briggs – “Never Tear Us Apart” by INXS

Lindomar: QUE COVER MARAVILHOSO FOI ESSE? Eu to muito viciado na Bishop, uma das cantoras indies rock da nova geração que vem feitos novas músicas maravilhosas e conquistando seu território. O dueto aqui funcionou em tudo, ele na guitarra e ela apenas nos vocais, as harmonias lindas com as vozes ásperas se somando, eu to bem viciado nisso aqui! Foi um tirooooo no meu coração! Só fico preocupado porque acho que sempre Cade está usando sua voz forçando ao máximo as cordas vocais, não sei se essa voz tão grossa e forte cheia de grunhidos é tão natural.

Tati: Ai gente, eu estou muito apaixonada pelo Cade, socorro. Ele é um rocker tão característico, tão raiz, tão maravis, que já está virando meu favorito. E Sarah é outra maravilhosa que gosto cada vez mais. O dueto foi um pouco menos do que eu esperava, mas mesmo assim foi muito bom. Ambos brilharam e os estilos se casaram muito bem, apesar de serem diferentes. Gostei muito! <3

 

Layla Spring & Sugarland – “Stuck Like Glue” by Sugarland

Lindomar: Layla surpreendeu tanto na performance solo ontem que fiquei ATENTO para esse dueto hoje. E ela foi bem, conseguiu destacar o seu rasgado e interagir tão bem com Jennifer e se jogou em um solo ali que mostrou uma outra faceta dela, mas acho que o erro desse dueto aqui foi a música, acabou limitando a Layla a harmonizar com a Jennifer por muito tempo e a voz da Jennifer era mais forte e se sobressaia. No final foi algo legal, bonitinho, fofo mas sem impacto!

Tati: Aaaaaaaaaaaaaaaaah que dueto mais fofinho e mais gostosinho de se ouvir! Vibe maravilhosinha demais e as duas estavam lindas e tão alegrinhas, eu amo tanto isso hahaha. Eu não curto muito a Layla como cantora, mas que coisa legal vê-la nessa performance. Ela pode muito bem seguir e continuar nesse estilo, viu? Vai arrasar muito. Enfim, que ótima song choice e meu dueto preferido até o momento.

 

Dominique Posey & Aloe Blacc – “Wake Me Up” by Avicii & Aloe Blacc

Lindomar: Quando Aloe começou nos ensaios falando sobre como ele poderia fugir se esquecesse um pedaço da letra, vi que poderia ser UOO isso aqui. Mas isso aqui foi tão sem sal, tão sem vida, sem energia, olha bem fraquinho! De longe o mais fraco dueto da noite, não ocorreram espaços para Dominique brilhar e também acho que ele não tentou criar na real.

Tati: Socorro que quando Dominique começou a cantar parecia que estava tentando imitar Aloe de tanto que os timbres de ambos se parecem em certos momentos hahaha. Tanto que, enquanto eles cantavam juntos, eu mal conseguia identificar quem estava cantando. Eu achei o dueto mais chatinho até aqui, apenas um reply do que é a música original e nem deu pra Dominique fazer algo diferente e deixar sua marca. Não gostei muito, não.

Brandon Diaz & Luis Fonsi – “Despacito” by Luis Fonsi, Daddy Yankee, & Justin Bieber

Lindomar: Despacito, Quiero respirar tu cuello despacito… esse hino de música começa e você involuntariamente já está cantando… Achei interessante ver o Brandon com o Fonsi, senão me engano ele tem algumas raízes latinas e me surpreendeu demais cantando em espanhol, mas confesso que o andar da carruagem ele foi se perdendo, perdendo o ritmo, parecia que a batida da música estava a frente da voz dele próximo do fim. Acho que como ontem o início foi bom e depois desandou, infelizmente to achando que nosso Brandon pode rodar lindamente.

Tati: Gente de Deus, estão tentando enfiar Despacito em tudo, né? Até num dueto de um wgwg haha. Olha, eu AMO esse hit, mas que song choice mais errada para Brandon. Porém, confesso que fiquei surpreendida com a desenvoltura dele, tanto com a música, quanto com o espanhol, pois ele mandou muito bem! Mas mesmo assim, Brasil, isso me soou muito como uma sabotagem e eu estou bem triste e preocupada se essa apresentação nada a ver pode afetar o futuro do meu B.

 

Kay Kay Alexis & Pat Monahan – “Drive By” by Train

Lindomar: Cade minha Drops Of Jupiter Train? Kay Kay precisava de um milagre para seguir no show e olha ela segurou a marimba até que bem aqui, o início onde ela teve mais espaços mostrou bons vocais, mas com a levada da música parecia cada vez mais que ela era a backing vocal do Pat, no geral foi legal, foi okay, foi pombo.

Tati: Eu tenho uma preguiça tão grande dessa Kay Kay, ao meu ver, ela está fazendo hora extra nesse programa. Acho tão chatinha, que a bicha conseguiu deixar sem graça uma das minhas músicas preferidas do Train. Vocalmente tenho pouco a reclamar dela, mas eu não consigo comprá-la como artista. Enfim, a interação estava legal no palco, mas não me cativou, não.

 

Trevor McBane & Bishop Briggs – “River” by Bishop Briggs

Lindomar: Concordo totalmente com o comentário da Bishop logo nos ensaios, onde ela comenta sobre uma pequena disputa entre Cade e Trevor e olhando a voz de ambos e o estilo como ambos cantam, diria que SIM, existe essa disputa. Sobre a performance gente Trevor foi esmagado pela Bishop, desde as harmonias, a energia no palco, a entrega, ficou evidente que ela interagiu melhor com Cade do que com ele e ele meio que terminou de cravar uma estaca em sua sequência no show, acho bem difícil ele seguir.

Tati: Primeiro: que saudade do segundo dono dessa música, o Noah <3. Segundo: que dueto mais fora do lugar, minha gente hahahahahha! Eu só posso rir dessa performance, gente! As vozes não combinaram nadinha e a Sarah estava tão animada e chamou muito mais atenção do que o próprio Trevor. Da segunda parte em diante a performance ficou um pouco melhor, mas ainda assim não achei que a música tenha combinado com Trevor.

 

Michelle Sussett & Luis Fonsi – “I Can’t Make You Love Me” by Bonnie Raitt

Lindomar: Temos aqui a act mais esperta da competição? Michelle veio em uma sequência de músicas que exploraram o lado mais upbeat, sensual e latino dela. E na sua última chance mesmo cantando com Luis Fonsi eles acabaram optando por uma música mais emocional dedicado ao país dela, dedicada de certa forma as suas raízes. Michelle estava conectada e se entregou, os dois fizeram uma performance linda e simples, sinceramente suficiente para vermos Michelle nos lives! Na torçida pela venezuelana.

Tati: Gente, chocadíssima do Fonsi mandando bem na baladinha. E que coisa mais engraçada, pois, pela lógica, era pra esses dois cantarem Despacito, né? Enfim, chocada estou e ao mesmo tempo feliz, pois eu simplesmente amei a forma como eles conduziram o dueto. Foi tudo tão singelo, bonitinho e com tanta cumplicidade. Achei muito fofo e Michele está cada vez mais ganhando meu coração.

 

Jonny Brenns & Andy Grammer – “Back Home” by Andy Grammer

Lindomar: De onde saiu essa voz grave e poderosa do Jonny? O garoto mostrou uma faceta mais tranquila e vem cada vez mais mostrando estar a vontade no palco e que sabe lidar com o público. Andy Grammer fez mais um ótimo trabalho de duo e conseguiu trazer um novo Jonny ao palco, a única coisa que não curti muito foram as harmonias a voz do Andy se sobressaia demais ao timbre natural do Jonny. Mas no geral, AMEI MUITO!

Tati: Quando vi essa song choice pra Jonny já pensei que não daria muito certo, entretanto, gostei demais, viu? A principal razão é que, pela primeira vez, Jonny mostrou outros nuances da sua voz e um tom mais puxado para o grave… gostei bastante! Além disso, ambos estavam tão maravilhosos no palco e isso é a primeira coisa que me chama atenção em um dueto. O final também foi bem legal, pois deu pra ver um Jonny mais soltinho e descontraído.

 

Dennis Lorenzo & Allen Stone – “Unaware” by Allen Stone

Lindomar: Repetindo uma de suas performances anteriores, vimos Dennis realizando um dos seus sonhos e se divertindo com Allen Stone cantando Unaware (AMOOOO). E gente Dennis ressurgiu aqui, porque os falsetes foram lindos e deixaram o dono desse hino com um sorriso no rosto para ele. Dennis tem tudo para se jogar em uma vibe mais pop com falsetes e se destacar na competição, acho que depois disso aqui ele começa a brigar por uma das sete vagas com certeza!

Tati: Unaware HINOOOOOO! Mas, gente, Allen tem outras músicas maravilhosas além dessa, viu? Sempre essa mesma música, já estou ficando cansada. Porém, que coisa tão maravilhosa de se ouvir, harmonias maravilhosas, falsetes lindos, tudo tão perfeitinho pra essa música. Dennis brilhou na hora certa e, de quebra, vimos um pouquinho do quanto Allen é maravilhoso.

 

 Michael Woodard & Pat Monahan – “Angel In Blue Jeans” by Train

Lindomar: Michael foi a grande surpresa para mim das performances solo e eu estava ATENTO para essa performance aqui. E olha foi até que legal a vibe que os dois criaram juntos, mas sendo sincero a música limitou demais ficou no OOOOooOOOOO e a voz dele e do Pat não combinaram tanto. Mas acredito que dentro do que Michael poderia fazer ele foi bem, só senti falta dele estar mais a vontade no palco ali, trabalhar com o público já que a música era mais upbeat e não tão sadness, enfim, foi suficiente!

Tati: Olha, o começo foi bem legal, mas do refrão em diante o trem começou a desandar e a cada OOOOOOOOooooOO eu só queria fechar o vídeo. Michael é um artista que vem me agradando bastante, mas não achei que essa música foi a mais acertada para ele nessa fase e estou com medo disso atrapalhar seu destino no programa, pois acho que ele tem muito potencial.

 

Gabby Barrett & Sugarland – “Stay” by Sugarland

Lindomar: Se Layla e Jennifer fizeram algo fofinho, o mesmo não posso dizer aqui, essa performance foi um HINOOOO, digna de final! As duas pareciam que se conheciam a tanto tempo, as vozes se somaram e criaram um grande momento para Gabby brilhar naquele palco. Confesso que consegui sentir cada palavra que saia da boca dela, que conexão, que poder foi esse. AMEI forte! E aquelas harmonias no final minha gente? Katy Perry ficou de boca aberta e eu também.

Tati: Gabby vem ganhando cada vez mais meu coração, Brasil. Muito maravilhosa e eu vejo SIM, vejo MUITA verdade no country que ela canta, e quero, de verdade, que ela siga arrasando nesse estilo. Eu achei o dueto lindo… já no primeiro solo eu já tava chorosa, só me preparando para ouvir Gabby arrebentar em sua parte. Quero guardar esse dueto num potinho, de tanto que gostei.

………………………………………………………………………………….

Acredito que a escolha pra performance solo e o dueto deveriam mostrar lado diferentes do artistas, acredito que também o fato de fazer algo com mais explosão e contrastar com algo mais emocional, o uso de instrumentos e principalmente o fugir do óbvio são coisas que podem ponderar para você ser um American Idol e não ser mais um dos mesmos. Dado isso eu escolheria esses sete artistas para seguirem na competição…

Cade Foehner
Jonny Brenns
Catie Turner
Michelle Sussett
Gabby Barrett (principalmente pela performance no dueto)
Michael Woodard (principalmente pela performance solo)
LaylaSpring ou DennisLorenzo

(acredito que os dois últimos que citei são jovens, eles cometeram alguns erros mas foram bem nessa fase). Levaria a Layla por preferência apenas.

………………………………………………………………………………….

Os jurados se uniram e fizeram suas escolhas e temos aqui os sete escolhidos…

1. Cade Foehner (Katy Perry)
2. Michelle Sussett (Lionel Richie)
3. Dennis Lorenzo (Luke Bryan)
4 Gabby Barrett (Katy Perry)
5. Jonny Brenns (Lionel Richie)
6. Michael Woodard (Luke Bryan)
7. Catie Turner (Katy Perry)

Eliminados
Brandon Diaz
Dominique Posey
Kay Kay Alexis
Layla Spring
Trevor McBane

E ai curtiram as escolhas? Sentiram falta de alguém? Acredito que pela performance solo a minha Layla talvez merecesse um espaço ali entre os classificados no lugar do Dennis, mas ele foi muito melhor no dueto! Na semana que vem teremos o Grupo 2 disputando as últimas 7 vagas nos lives! As escolhas para as performances solo são as seguintes…

Amelia Harris – “Believer” by Imagine Dragons
Garrett Jacobs – “Treat You Better” by Shawn Mendes
Maddie Poppe – “Brand New Key” by Melanie
Ada Vox – “Feeling Good” by Nina Simone
Caleb Hutchinson – “Die A Happy Man” by Thomas Rhett
Effie Passero – “Barracuda” by Heart
Alyssa Raghunandan – “Stay” by Rihanna & Mikky Ekko
Marcio Donaldson – “Inseparable” by Natalie Cole
Mara Justine – “Run To You” by Whitney Houston
Jurnee Siani – “Flashlight” by Jessie J.
Shannon O’Hara – “All I Ask” by Adele
Ron Bultongez – “Dancing On My Own” by Robyn

e ainda temos Spoilers dos possíveis duetos que vão rolar na terça feira…

Caleb Hutchinson & Bebe Rexha – “Meant To Be” by Bebe Rexha & Florida Georgia Line
Ada Vox & Lea Michele – “Defying Gravity” by Idina Menzel & Kristin Chenoweth (from ‘Wicked’)
Maddie Poppe & Colbie Caillat – “Bubbly” by Colbie Caillat
Alyssa Raghunandan & Banners – “Yellow” by Coldplay
Amelia Harris & Bebe Rexha – “Me, Myself, And I” by G-Eazy & Bebe Rexha
Shannon O’Hara & Cam – “Burning House” by Cam
Ron Bultongez & Banners  – “Someone To You” (AI16 promo song)
Marcio Donaldson & Allen Stone – “What’s Going On” by Marvin Gaye
Jurnee Siani & Lea Michele – “Run To” by Lea Michele
Garrett Jacobs & Colbie Caillat – “Lucky” by Jason Mraz & Colbie Caillat
Mara Justine & Rachel Platten – “Fight Song” by Rachel Platten
Effie Passero & Cam – “Diane” by Cam

Não sei vocês mas eu já estou aqui prontissimo para ver esse hino de Lea Michelle e Ada Vox cantando a performance da final da Ada Vox! SOS minha gente! Outra dupla que me chama atenção é a fofissima da Maddie com a Colbie cantando Bubbly, já estou pronto para ver arco íris! Mara Justine e Rachel Platten é outra dupla que consigo destacar no meio de tudo isso.

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Lindomar Albuquerque

Amado por 30 milhões de Brasileiros! Paulista, Canceriano, 25 anos, Químico e atualmente faço Doutorado em Biotecnologia e Polímeros. Me achou nerd neh? Sou mesmo! Amo uma boa banda alternativa/indie, fã número 1 de Imagine Dragons e adoro perder um bom final de semana maratonando séries! P.S. Sou bêbado também gente, me chama para uma cerveja e para falar de série!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu