24 de novembro de 2015
Arrow – S04E07 – Brotherhood

Quando se tem o primeiro encontro entre o Oliver e o Darhk!

Primeira vez nunca esquecemos e essa é a primeira vez que escrevo uma review sobre Arrow, eu sempre fui muito apaixonado pela DC, menos pelo Arrow, mas essa série me fez encantar pela história, mesmo tendo uma terceira temporada bem fraca, continuei assistindo e estou sendo presenteado por uma série em sua quarta temporada que está correspondendo as expectativas, então vamos conferir mais uma review desse seriado apaixonante.

Arrow começou de forma bem eletrizante com bastante luta, depois de uma “tentativa” de assalto, coloco entre aspas, pois tudo fazia parte do plano da COLMEIA para queimar o dinheiro que iria para ajudar a cidade e nossos heróis foram enganados, se assim posso dizer. Gostei do Diggle indo conversar com o Oliver sobre o irmão dele e falar da sua desconfiança e fiquei um pouco surpreso com o instinto do Oliver em querer saber a verdade, onde até o irmão já o tinha condenado.  O Diggle conseguiu arrancar um dente de um dos membros da COLMEIA em uma luta e a Felicity recorreu ao Ray para descobrir o nome da pessoa.

Na hora em que o Oliver vai discutir política com seu estrategista e Thea, me surpreendeu um pouco o conhecimento que ele tinha da área e gostei mais dos seus planos do que dos seus assessores. A turma do Green Arow decide invadir o local da COLMEIA para pegar um produto que ajudaria na descoberta do DNA, e durante a luta eles conseguiram acertar um membro e quando o Diggle foi conferir a identidade, se surpreendeu ao saber que era o Andy.

Andy.jpg

Quando voltam para o QG, o Diggle fica inconformado com tudo aquilo que o irmão dele anda fazendo, mas o Oliver continua querendo saber a versão dele antes de tomar as devidas providências.  Queria entender um pouco melhor a relação do Lance com o Darhk, pois ainda é algo bem ilógico por causa das três temporadas anteriores. Sabe aquele personagem que você ama odiar? Então, o Malcolm é um deles, e gostei desse retorno dele, para que a Thea mate alguém, para que não volte a ter os efeitos do poço de Lázaro.

Que coquetel maravilhoso aquele, e com um discurso daquele, igual o do Oliver, me faria votar nele no mesmo instante, mas isso fez com o que Darhk fosse conversar com ele, para ele desistir do plano de refazer a Baías, e o Oliver disse que se ele recusasse o que aconteceria, e o Darhk contra-argumento dizendo que ele teria um oponente e achei um dos melhores diálogos em quatro temporadas. Estou gostando tanto da Laurel essa temporada e aquele diálogo com o Diglle foi <3. O Oliver decidiu ir até a Felicity dizer que iria se juntar ao Darhk para acabar com ele, e ela obviamente discordou, mas ele usou uns argumentos bem conviventes para ela.

358241.jpg

A Thea vai sair com seu boy e outro cara decide “chegar” nela, e ela fica furiosa e quase mata o cara de tanto bater, assustando até novo pretendente. O Diggle recebe a visita do Oliver, pois ele tinha uma informação de onde a COLMEIA estaria, e ambos vão lar para saber principalmente do Andy, e lá são atacados e tem uma luta entre eles, uma das mais estranhas que já vi, mas beleza.

Chegando ao QG novamente, o Oliver muito machucado recebe os cuidados da Felicity, mas ele decide conversar com o Diggle, que não aceita que eles se arriscam pelo o irmão, mas o nosso Oliver, diz que ele tem que encarar os fatos, pois estava na cara que o Andy estava sendo controlado pelo Darhk.  A Felicity ao conversar com o Ray acaba descobrindo a base da COLMEIA , que rapidamente vai chamar os outros para que possam invadir o local, mas não para derrotar a COLMEIA e sim capturar o Andy.

Que louco a forma deles invadirem o local,  onde cada um entra por um local, e um não podendo ajudar o outro. A Thea foi justamente a premiada que encontrou o Andy, e a única luta que prestou foi realmente contra ele, e que pensei que ela perderia, mas acabou vencendo e ela também foi a premiada a dar de cara com o Darhk que na hora de usar os poderes não deu muito certo contra ela, provavelmente por causa do poço de Lázaro. A Luta do Arrow e o Átomo corria bem, até que o capitão teve que ir ajudar a Laurel com o Andy, e nessa hora o Diggle acaba aparecendo para salvar a vida do Green Arrow.

A Thea ligou para o Malcolm ir até ela, e ao conversarem ela revela que a sede de sangue dela sumiu quando encontrou o Darhk, e queria pedir ajuda do seu pai para que isso tornasse permanente. O Diggle ao perguntar seu irmão a verdade, ele acabou admitindo tudo, o deixando chocado com tudo aquilo, e até eu. No final, em seu discurso de político o Oliver dessa vez na Baia, resolveu falar tudo, e com a presença do Darhk lá, e foi um confronto de olhar incrível.

Nos Flashback, que é algo que não gosto muito em Arrow, vimos o que aconteceu com o Oliver na Ilha depois de ter que matar o Vlad, que mais tarde ele descobriu que era irmão da Taiana, a mulher que ele ajudou a fingir de morta, e nisso o chefe quis descobrir quem estava contando a verdade e usando magias, descobriu que era outro comparsa, fazendo com que o Oliver desse várias chicotadas nele, e depois tendo que ir até a Taiana na ilha para ajudar ela a escapar e ainda falar da morte do irmão.

Episódio muito bacana para a sequência da temporada, onde tivemos o primeiro embate do Oliver e do Darhk e que não foi muito focado para criar o paralelo entre essas séries e a nova produção Legends of Tomorrow, que é uma que aguardo.

Como é a primeira vez que escrevo aqui, vou dizer minha opinião sobre aquele túmulo lá na primeira temporada e aposto na Thea ou no Lance, mas é apenas uma dica.

Então é isso, desculpe aí pela demora, e não esqueçam de deixar suas opiniões, beijos e abraços.

phelipe

Phelipe
Phelipe

Bacharel em Direito, Cruzeirense, polêmico quando deve ser, além de muito confuso, autêntico e um pouco louco. Começou o seu amor por série com Prision Break e depois disso virou vício.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: