14 de fevereiro de 2017
Arrow – S05E12 – Bratva

Quando o passado e o presente se encontram.

Confesso que quando tem episódios focados na época do Oliver na Bratva ou com o tema principal do episódio focados neles de alguma forma, não me atrai muito. Foi mais ou menos o que aconteceu com esse, mas eu gostei mais porque curti essa mistura que fizeram com passado e presente da Bratva com Oliver e também teve vários outros temas paralelos abordados, então apesar de não ter adorado, eu gostei bastante.

Pra quem gosta da série com bastante ação, esse episódio satisfez bastante porque teve foi ação, viu? O episódio começou com flashback de Oliver continuando a ser treinando por aquela tal mulher que treinou Yao e que passou a aprimorar Oliver. Dessa vez ele mata o fornecedor do traficante de Thea. Já vemos ele com o início do traje do Arqueiro e traços do que ele é hoje, mostrando que está cada vez mais perto de acabarmos com isso de flashbacks…ALELUIA SENHOR! \o/
Inclusive, o encerramento dos flashs nesse episódio foi da mulher convencendo Oliver a fazer o que eles tem feito utilizando a tal lista do pai lá em Star City, ou seja… falta pouco!
No presente, o Team Arrow descobre que o tal general Walker (o maldito que incriminou Diggle) está tendo contrabandear uma arma nuclear para terroristas lá na Rússia. O que eles fazem? Correm todos pra Rússia, claro, exceto Rene que fica de “babá” de Lance, já que ele volta da reabilitação já com uma entrevista marcada com a raposa da Susan. Claramente, Oliver o mandou ficar perto para vigiar se Lance ia beber, mas o rapazinho disfarça muito bem e apesar de arrumar treta com Lance em um momento na simulação das perguntas da repórter, consegue conquistar o respeito de Lance e no final mostra uma certa aproximação entre eles e Rene revela que ele quando era policial o ajudou a repensar se queria uma vida no crime, emocionando Lance. Tenho certeza que ainda teremos um episódio focado na história de Rene, tem umas coisas bem misteriosas ainda.
Já na Rússia, Oliver marca um encontro ainda no aeroporto com Anatoly que o recebe com um belíssimo soco na cara, surpreendendo Oliver. Ainda não sabemos do babado todo, mas o que deu pra entender é que Oliver abandonou a Bratva de uma hora para outra e também sabemos que o fato dele não ter aceitado fazer uma parceria criminosa com um membro da Bratva umas temporadas atrás, não agradou Anatoly.

Uma coisa que eu gostei nesse episódio foi a química que a nova Canário Negro já tem com a equipe, pra mim foi como se ela já fizesse parte há algum tempo, diferentemente de Curtis, Rene e Rory quando entraram que eu fui aceitando bem aos poucos. A cena dela com Diggle no aeroporto foi ótima, ainda mais quando Diggle conta que já teve que lidar com aliens hahaahahah. Foi interessante ver também como ela ganhou rápido a confiança de Oliver, que ele a levou para fazer o serviço sujo da Bratva para conseguir achar Walker e também como ela aconselhou ele e fez ele repensar a forma pesada como lida com seu passado e, consequentemente, presente. Confesso que me irrita um pouco isso de Oliver ficar o tempo todo se achando um monstro, uma pessoa horrível, achar que contamina as pessoas com seu jeito e bla bla bla. Inclusive, foi super fofa a cena que Diggle diz a ele que ele e Felicity só são o que são porque trabalham juntos e não porque um é melhor que o outro, como Oliver tinha discursado para ele antes. Diggle, sempre o mais sábio <3

Falando um pouquinho desse momento do Oliver, notaram a surpresa do Diggle quando Oliver diz que Felicity também tem se envolvido nas paradas erradas? Nem o próprio Oliver sabe ainda e já tá como? Tenso rs
Na verdade, essa história de Felicity não tá me dando raiva e nem me incomodando, tô é bem é querendo ela desmascarando esses bandidos todos, adorei ela botando aquele mafioso na parede e fazendo ele se tremer todinho. Felicity badass aprroved!
O que tá sendo bacana também é a amizade dela e do Rory crescendo, inclusive com ele dedurando ela pro Oliver, bem maravilhoso mesmo ahahahaah
Fiquei foi um pouco triste de saber que ele vai dar uma sumida pra dar um jeito nas roupas  que foram destruídas após ele conseguir salvar o povo da tal bomba nuclear. Inclusive, foi tão lindinha aquela cena. Ai eu adoro o Rory <3

Por fim, tivemos finalmente o pisão de Diggle no tal general babacão Walker e apesar do Oliver ter meio que se embrenhado novamente na Bratva, não sabemos no que nisso vai dar, só ficamos com aquilo no ar nos flashbacks de quando Oliver ia falar pra Anatoly que tinha decidido voltar pra Starling City e o viu todo destruído por conta de um traidor da máfia e ficou com pena. Vamos ver o que vai dar isso, mas pra ser sincera, não me interessa muito não rs
Inclusive, o que mais me interessa é aquela vagabunda da Susan tá armando pra Oliver, nunca gostei dela não foi à toa ¬¬

Enfim, parece que os próximos episódios vem com mais ação por aí. Alguém sentindo falta de Olicity? Pois eu estou 😛

Caroline Azevedo
Caroline Azevedo

Complicada e perfeitinha. Me tira tudo, mas não me tira minhas séries e a música. Já que não tenho o meu mozão, shippo os mozões do mundo seriador: Delena, Captain Swan, Olicity e Zade são os principais. Entre os meus vícios, estão The Vampire Diaries, Once Upon A Time, The Originals, Arrow e Supernatural.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: