Eu esperava um pouco mais de “The Pit”, mas acabou sendo um episódio essencial para a trama por uma dialogo entre Norma e Norman. Deixa eu explicar o porque de não ter achado tão bom “The Pit”, a sequencia de fatos que vinham dos últimos episódios me deixou com as expectativas lá em cima, e fiquei esperando o tempo passar e algo incrível ocorrer, e nada.

Enfim, vamos aos acontecimentos desse oitavo episódio que focou no trio principal da série: Norma, Norman e Dylan.

Norma tenta abraçar o mundo, mas tudo conspira contra ela, ela começa tendo um grande dia, Bob Paris está construindo sua piscina, Romero compra seu carro amado de volta e tudo está indo bem, até que a piscina virá uma fossa, Bob Paris ameaça James e descobre o segredo que ela tanto guardou por anos, Romero descobre mentiras que ela contou e ela acaba não confiando no policial, tendo seu principal amigo na cidade indo embora de perto. Com tudo isso ocorrendo, ela se sente pressionada, não sabe o que fazer, todos a pressionam, seu mundo ideal que ela vinha tentado construir, começa a desabar.

Dylan começa a ser um dos principais da trama e começa a desenvolver sua própria narrativa, sabemos que a série foca na psicose, no desenvolvimento de Norman Bates, mas é importante para qualquer série não se torna monótona, desenvolver algumas outras histórias envolvendo todos os personagens. Vemos claramente Dylan, próximo de seus dois pais, primeiro, Norma com a qual sua relação não ficou abalada e Caleb, que assumiu de forma surpreendente rápida o papel de Pai que Dylan sempre quis, já que praticamente cresceu sem pai e mãe.

bates 2
Era óbvio que aquela entrega séria uma furada, eu fiquei esperando Caleb ser preso, na realidade, mas me surpreendi com a recepção que os dois loirinhos tiveram na fazenda, tiros para todo lado, e ainda bem que Dylan Is Alive! Mas nem só de tiros e pancadaria e dramas familiares Dylan vive, ele tem seu romance com Emma, que começa a se desenvolver e SIM, espero que aconteça algo entre os dois, estou gostando de ver uma Emma com um papel mais importante para a trama.

bates 1

Já Norman estava mais transtornando do que nunca após a conversa com James, e a produção da série fez questão de mostrar isso, o olhar que ele da para a bunda de Norman no início do episódio mostra isso, a forma como ele quer a mãe para si exclusivamente, e acaba se misturando com o desejo de ele ser a própria mãe. O pior de tudo foi aquela conversa de Norma e o filho, onde ela fala que é normal, o filho ver a mãe como um objeto sexual, sonhar em transar com a mãe, enfim pela história que Norma teve, não é difícil compreender a resposta dela, observando a forma como a narrativa foi construída, Norma cresceu sem muitos diálogos com ao pais, e acabou sendo criada sem algum tipo de exemplo.

 Durante o episódio pudemos ver um Norman chateado com a vida, primeiro teve que colocar aquela cerca na fossa feita por Bob Paris, depois levou um chega pra lá da Emma e ficou sozinho, e quando tudo parecia horrível, e ele ficando louco sozinho, sua mãe tem uma crise e fala tudo que sempre quis falar, o quanto ele era estranho, o quão pesado na vida dela ele foi, que basicamente ela não aguentava viver mais daquela forma.

Foi um dos momentos mais importantes da série, talvez a ruptura da visão perfeita que Norman tinha da mãe, e incrível a forma como os produtores da série buscaram de desenvolver a psicose, utilizando as visões com a mãe, a cena dela falando da janela e ele lá fora, foi incrível.

E quando já não esperava nenhuma novidade, Norman encontra Bradley, na estrada, nem lembrava mais dela, e será que ela será uma das primeiras a ficar na fossa? Afinal, estou achando que alguém vai pra fossa, resta saber se será pelas mãos de Norman ou de Romero! Haha!

Enfim, deixem sua opiniões sobre o episódio nos comentários e suas expectativas para os dois próximos episódios. Eu espero muita psicose e algumas MORTES!!

 

Lindomar Albuquerque
Lindomar Albuquerque

Canceriano com ascendente em Sagitário, ou seja UMA ÓTIMA PESSOA! Atualmente um louco que faz Doutorado e que já se formou em Química. Viciado em The Voice, séries e Indie Rock. Gosta de gastar o tempo que não tem para escrever sobre The Voice, The Flash, Bates Motel, Orphan Black, The Vampire Diaries e Westworld.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: