Em primeiro lugar quero pedir desculpas pelo atraso à vocês que acompanham as reviews de Daredevil no Panela de Séries, mas prometo tentar divulgar tudo em sequência a partir de agora! Estive muito ocupado e cheio de tarefas e não consegui dar atenção a essa obra prima da parceria entre Netflix e Marvel.

Em “Rabbit In a Snow Storm” tivemos o foco alterado, no episódio anterior vimos Matt como Daredevil em ação, com foco em luta, pancadaria, basicamente em sua vida noturna, já nesse episódio tivemos um foco no seu personagem do dia, o Matt advogado, que atua de forma brilhante e uso argumentos plausíveis para ganhar suas causas, mesmo em casos onde a causa que defende não estão alinhadas com o que séria certo.

daredevil

O episódio começa com um bandido matando algumas pessoas em uma pista de boliche, o mais lindo foi a cena onde o carinha mata o outro com boladas na cara, esmagando a cara do outro e o sangue espirrando. Enfim, tirando isso temos o advogado da “Confered Global Investments” oferecendo um emprego que soa estranho para Matt e Foggy, ainda mais depois de jogar aberto sobre o caso de Karen Page. Desconfiado, Matt aceita o caso, pois ele sempre quer ir mais a fundo em sua buscas e descobrir todos os podres que ocorrem em “Hell’s Kitchem”.

Após uma defesa brilhante e inclusive agir para eliminar um dos juris que estariam comprados para a vitória do seu caso, Matt demonstra uma integridade em suas ações que fazem parte da sua essência, enfim, ele usa argumentos incríveis e convence o júri a dar a liberdade ao criminoso.

Em paralelo ao acontecimentos que envolviam Matt, tivemos a trama de Karen Page se desenvolvendo de forma separada, ela foi intimada pela Union Allied para assinar um documento que praticamente a prenderia suas mãos, ela não quer, Karen está em um momento de liberdade, de busca pela correto, inclusive procura por pistas e acaba descobrindo que a esposa do cara que acabou morrendo no primeiro episódio aceitou a grana oferecida pela empresa e foi viver sua vida. Ainda nesse plot de Karen Page que acabou funcionando de forma separada, tivemos a introdução do jornalista Ben Hurich que promete ser um dos personagens de apoio da série de maior importância para o desenvolver da trama.

Voltando a Daredevil, vamos ao final do episódio que foi surpreendente. Após o sujeito conseguir sua liberdade, ele pretende ir embora logo no início da noite, mas é neste momento que Daredevil entra em ação, ele imobiliza o vilão e pela primeira vez ouvimos o nome de Wilson Fisk, e incrível a forma como os produtores optaram pela introdução de Fisk, com um clima obscuro e assustador, John Healy opta por se suicidar enfiando sua cabeça em uma lança do que continuar a viver e ser caçado e sabe se lá o que Fisk faria com ele.

E a forma como o sujeito se mata, abala Matt, ele não esperava aquela ação, ele fica em choque e percebemos tudo pela forma como ele treme o corpo e suas feições mudam. Enfim, foi mais um episódio de qualidade de Daredevil e que promete levar a série para um outro patamar na sequencia, com Wilson Fisk tendo sua trama desenvolvida.

daredevil 2
Espero a opinião de vocês nos comentários!!

 

Lindomar Albuquerque
Lindomar Albuquerque

Canceriano com ascendente em Sagitário, ou seja UMA ÓTIMA PESSOA! Atualmente um louco que faz Doutorado e que já se formou em Química. Viciado em The Voice, séries e Indie Rock. Gosta de gastar o tempo que não tem para escrever sobre The Voice, The Flash, Bates Motel, Orphan Black, The Vampire Diaries e Westworld.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: