Posts Populares

Dear White People – S01E05 – Chapter V

Uau que episódio!

Dear white people tem me surpreendido de diversas maneiras, ela passa longe de ser uma série de comédia que abordam assuntos sérios de maneira “leve”, eles mostram de uma forma clara e realista todos os defeitos que destroem a nossa sociedade e esses defeitos chegam a ser tão surreais que acaba sendo uma comédia de tão trágico que é.

Com uma trama densa e muito objetiva, chegamos a um quinto episódio ainda meio que desconectado com o que ele quer passar para o telespectador, pois, somos apresentados a Reggie, um cara negro que até então era o único na Universidade que parecia de fato se importa com o racismo exacerbado ate conhecer Sam. Logico que toda essa conexão e o apoio mutuo entre eles faria desencadear um sentimento em Reggie. Os dois eram negros, ativistas e tinham tudo para serem o casal perfeito, so que ele nunca nem teve coragem de se declarar para Sam.

E em todo decorrer do episódio eu me questionava o que a serie queria nos dizer evidenciando Reggie, e uma cena que me chama muita atenção é quando um dos amigos de Reggie manda ele dar uma relaxada e deixar de ser ativista só por uma noite, porque ele sempre via a turma reclamando e dizendo tudo o que não gosta, o que faz eles se sentirem mal, mas nunca tinha visto eles relaxarem e simplesmente curtir as coisas que os faziam bem.

Até ai tudo bem, ele da uma relaxada junta sua turma e vai para a festinha típica de universidade, e algo que eu amo na série é esse clima tenso entre negros e brancos que eles conseguem imprimir com tanta realidade, sabe? Quando se é negro e você é inserido em um ambiente totalmente privilegiado que não tem dimensão de como é a nossa realidade,o sentimento de não pertencimento aquele lugar é muito grande. E quando você não é negro e não sabe a luta que enfrentamos todos os dias para nos provar e mostrar a nossa capacidade, um simples “nigga” não fara diferença nenhuma para você, pois, é só uma palavra que não deveria surtir tanto efeito. Seria simples assim, se uma palavra tão pequena não trouxesse tanta dor e servisse apenas para diferenciar e classificar pessoas pela sua cor. Não importa se é “Nigga”, “Preto”, “Negro” o problema não esta na palavra e sim como ela é usada e o porque dela ser usada. É partindo desse problema que temos a cena mais forte da série até agora. Nessa mesma festa que Reggie foi com seus amigos, ele acaba se desentendo com o dono da festa por ele usar a palavra “nigga” e achar que não é nada demais. Isso desenvolve uma séria discussão entre todos que estão naquele lugar.

Até que o segurança da rua aparece para conter a confusão e  vamos dividir essa cena em cinco passos para pelo menos tentarmos entender como o sistema funciona:

Passo 1: O dono da casa e da festa afirma para o segurança que a casa é dele e que o desentendimento já tinha sido resolvido;

Passo 2: O segurança por algum motivo tinha uma arma;

Passo 3: Mesmo com TODOS afirmando que Reggie era aluno da universidade ele insiste para que Reggie mostre seus documentos;

Passo 4: Ele APONTA a arma para Reggie sem motivo algum, pois, todos ali se conheciam, já tinham afirmado que Reggie era amigo e não apresentava perigo;

Passo 5: Humilhação na frente de todos os seus amigos.

O que aconteceu com o Reggie acontece todos os dias, a cada minuto, em algum lugar do mundo, onde,toda vez que um negro anda na rua ele é abordado e muitas vezes acaba sendo morto por simplesmente ser negro, ou alguém está com medo daquele neguinho mau encarado ser um ladrão. E é possível que, ainda assim, mesmo vendo todo esse nosso contexto social, irá existir uma só pessoa que irá desmerecer o debate trazido pelo episódio ou minimizar a causa e aumentar ainda mais a dor, o e o sofrimento de quem passa por isso todos os dias. Reggie não estava brigando sozinho e mesmo assim o segurança só quis ver os seus documentos apontando uma arma para a cara dele como se ele tivesse apresentando algum perigo e fosse um mau que precisava ser contido. Sabe o qual foi a única coisa que eu consegui sentir nessa cena? Dor, impotência, e muita, muita tristeza. Porque isso não é ficção ou simplesmente uma cena muito forte, isso é algo que acontecem todos os dias.

A série se encerra mostrando Reggie totalmente impotente e devastado por tudo o que ele passou, imagina como deve ser você lutar contra algo e de repente você está envolvido em uma situação que tanto te indigna? Eu entendi e sofri junto com ele.

Está no ar o 2º recrutamento de reviewers do Panela de Séries! Venha se juntar a nós paneleiros! Saiba mais clicando AQUI.

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Dam Souza

Baiano que tem caruru e vatapá no sangue, aquele que é o canto da cidade e só discute com quem entende de Inês Brasil.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu