Posts Populares

Dear White People – S02E04 – Chapter IV

“Ter escolha não torna essa escolha mais fácil de ser tomada.”

Coco é uma jovem com muitos sonhos, muitos planos, como todas as outras. Mas seus planos são bem definidos e traçados: ela quer chegar ao senado, à Casa Branca, no último caso deputada, se nada der certo. E acredita que assumir a presidência da COIR, a Coalizão de Igualdade Racial, é um passo importante para a realização dos seus sonhos. Por isso não mede esforços para conseguir o posto. É um grande passo para Coco e também mostra o poder feminino nessa série, visto que a COIR foi fundada por mulheres e ter uma mulher no comando empodera todas as outras que estão ao redor ou participando do movimento.

Só que quando tudo parece estar no caminho que planejou, uma notícia cai como uma bomba em sua vida: Coco está grávida. E um bebê impossibilitaria qualquer sonho que ela tem, porque alteraria todo o seu futuro, a curto, médio e longo prazo. Então Coco vê a sua vida virar de cabeça para baixo, tendo que decidir o que fará a seguir. Ao tentar falar com Troy, o encontra completamente largado, jogado nas drogas, na bebida, muito diferente do rapaz que ela costumava namorar. Ela desiste de contar e decide que vai resolver o que fará sozinha. Ou não tão sozinha, porque ela tem Kelsey. A amizade das duas é uma verdadeira lição nesse episódio, uma amostra de quem tem amigos na vida, nunca está, de fato, sozinho.

Resultado de imagem

“Ter escolha não torna essa escolha mais fácil de ser tomada.”

Coco precisa decidir se quer ter o bebê ou não, só que ter essa opção se torna pior do que não ter pra ela. Porque ela não quer ser a menina de 20 anos que largou a faculdade porque engravidou. Mas também não quer ser a menina de 20 anos que abortou. Ainda confusa, ela vai até a clínica de aborto, mas tem dúvidas quanto sua escolha e pensa em desistir. Só que enquanto chamam o seu nome, ela tem um insight, onde se vê 18 anos no futuro, quanto sua filha foi aprovada em todas as faculdades, mas vai estudar na Winchester. Ela e Troy acompanham a jovem Penélope em seu primeiro dia, onde Coco diz a filha que ela viverá ali os melhores momentos de sua vida, terá decepções, mas que sairá de lá pronta para conseguir o que quiser de sua vida.
Essa mensagem da “Coco do futuro” pode ter sido para a futura filha, mas atingiu em cheio a “Coco do presente”, que enxergou as oportunidades que teria que deixar de lado levando a gravidez em frente. Então, decidida, ela segue para o consultório. A gravidez ficará para o futuro e os sonhos continuarão vivos.

A questão central desse episódio da Coco é que uma subtrama muito forte e foi tratada de uma forma muito sutil e delicada. Nenhuma mulher faz um aborto por fazer, porque acha legal ou algo do tipo. Um bebê é uma responsabilidade muito grande, que se você não tem será uma vida que não será cuidada da forma correta e a culpa será sua. Troy não tem nenhuma capacidade psicológica ou mental para lidar com um bebê no momento, então tudo cairía nos ombros da Coco. Não é como se o bebê estivesse atrapalhando seu futuro ou algo do tipo, pelo menos eu não vi assim. Só que quando ela se viu como mãe, ela estava espelhando o seu futuro que nunca ocorreu na filha e isso é um sintoma claro de quando uma mãe é “frustrada” com alguma coisa, e acaba por jogar esses sonhos nos filhos, como se eles fossem um extensão dela. Como se eles pudessem realizá-los por ela. E Coco não queria ser assim. Não queria perder as oportunidades que sua mãe não teve. Não queria ser aquela que alguém ligaria para falar: “a Coco está grávida de novo”. Ela queria mais para si mesma. O aborto foi a escolha dela, poderia não ser a minha ou de outra leitora. Mas no futuro, quando ela estiver estabelecida, numa casa, com uma família, ela pode ter um bebê e ele terá tudo o que deve ter. E melhor ainda, terá uma mãe feliz, porque conseguiu alcançar tudo o que sempre sonhou.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Thais Pereira

Feminista, leonina com ascendente em gêmeos e lua em virgem, viciada em memes, em Friends e problematizar na internet. Formada em História da Arte, mas consciente que nunca vai trabalhar com isso na vida. Normalmente eu escrevo e falo mais do que deveria. Eu mesma, Thais Mello.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu