Posts Populares

Gotham – S01E11 – Rogue’s Gallery

Gotham é um prequel de Batman onde o Detetive Jim Gordon é o astro principal.

Alô alô graças a Deus! Ladies and Gentlemen, sou Gerson e estarei aqui fazendo as reviews de Gotham pro Panela.

A série se passa na amada Gotham e é possível vermos alguns vilões clássicos do homem-morcego antes de se tornarem o que conhecemos (Pinguim, Hera Venenosa, Charada). A primeira temporada de Gotham tem sido uma destruidora de lares (haha) atraindo olhares de todos os cantos (até porque falar de super-heróis está na moda né?). Nos 10 primeiros episódios já pudemos conhecer alguns vilões loucos, entender um pouco da corrupção que ronda Gotham, conhecer um pouco dos principais personagens e suas relações, e nos últimos capítulos temos sido introduzidos ao universo de Arkham, o hospício de Gotham. Apenas para situá-los depois desse hiato de fim de ano, Fish continua armando pra cima de Falcone, Barbara largou Jim e foi colar velcro, Jim tentou dar uma de herói de novo e foi parar como guarda em Arkham.

Logo no início do episódio já temos uma amostra do que é Arkham. Aquela peça de teatro mais creepy que qualquer coisa, que acabou culminando em briga para enfim conhecermos dois novos personagens: Dr. Lang (o diretor de Arkham) e Leslie Thompkins (a lindíssima e brasileiríssima Morena Baccarin como Médica da ala feminina de Arkham). ~~Já estou shippando Gorpkins~~

giphy

Depois da leve tensão sexual que vimos na enfermaria, temos Cat aparecendo com Ivy, nossa futura Hera. Não entendi muito a participação das duas no episódio. Achei completamente desnecessário, como se fosse para preencher espaço ocioso. Enfim, no fim das contas foi bom ver as duas personagens mirins interagindo (e Ivy passando um trote em Barbara HAHAHAHAAH).

Então aparece o personagem mais “querido” de Gotham: Pinguim! Sim, o pequeno foi tentar passar a perna em Don Maroni e acabou tomando dos policiais hahahaha. E eis que depois dessa cena surge o tema do episódio: o bandido que frita o cérebro alheio em busca de sabe-se lá o que. Depois que Gordon descobre o Homem-Sapo frito, ele interroga todos (ou quase todos os detentos) e ai que temos a melhor parte do episódio: Gordon lidando com toda a loucura que Arkham proporciona. Bom, não sei se foi mais perturbador a enfermeira ali ou Jack Gruber.

Falando novamente de cenas desnecessárias, só eu que não aguento mais Barbara e seu blablabla entre ficar com a mulher ou com o homem? Sério, que personagem chata!

Mas continuando, podemos observar que Fish tem articulado tudo para tomar o lugar de Falcone, e isso inclui colocar Butch contra o próprio amigo de infância, culminando em mais uma morte na máfia de Gotham. Quem ai aposta que Fish vai acabar sendo pescada no fim das contas pelo Pinguim?

Depois que outro detento aparece frito, Jim toma as rédeas da situação e chama Harvey <3 Gente! Não existe melhor interação que esses dois. Os atores têm feito papeis sensacionais e foi divertidíssimo ver a cena dos dois.

giphy (1)

No fim do episódio vimos Harvey arrancando de Dr. Lang que a enfermeira na verdade é uma ex-paciente de Arkham que estaria por trás das coisas. Ai ela morre e pensamos: “Bom, caso solucionado. Já esperava que fosse ela…”. BOOOM!!! Surprise! A enfermeira também tinha sido eletrocutada e Aaron (outro detento) aparece na cena. OMG, quando a enfermeira defendeu ele no interrogatório!!! Tao obvio! Não. Eis que surge Gruber de novo e os roteiristas sambam em nossa cara. No fim das contas, o que parecia mais sereno era o mais louco. Ainda temos tempo pra ver Don Maroni dando um chega pra lá em pinguim e mostrando quem que manda (por enquanto né).

gostou da matéria? deixe um comentário!

Gerson Elesbão

Nem tão complicado demais, mas nem tão simples assim: quebra-galho, colunista e seriador. Dificilmente atualiza o Banco de Séries, mas adora gongar as séries amadas pelo público. @gersonelesbao


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu