Posts Populares

Gotham – S04E14 – A Dark Knight: Reunion

Hora da redenção.

Me dei conta de algo muito bacana assistindo este episódio de Gotham: nem tudo está ruim na série. Se você acompanha minhas reviews da série, sabe do meu descontentamento com os plots, atuações e tal, dos últimos episódios (e dessa temporada, no geral). Mas esse episódio foi meio que uma redenção.

Como sempre, gosto de começar falando de Bruce. O menino Wayne está com uma trajetória bem irregular na série. Primeiro que não entendi ele queimando a máscara e depois pedindo ajuda pra Alfred. Não fez sentido, mas ok. Bruce foi um turbilhão de emoções nesse episódio, oscilando do lógico e agradável, pro non-sense total. Culpa do ator, na minha opinião. O pior mesmo, foi Alfred negando ajuda pra Bruce logo no início, e depois decidindo ajudar, do nada. O personagem nunca foi assim. Apesar de ter um humor diferenciado, Alfred não é desse feitio, sempre fez o que deveria fazer pra ajudar Bruce. Isso decepciona. Mas agora que os 2 estão juntos novamente, poderemos esperar as coisas entrando nos trilhos.

Pra eu parar de reclamar, só vou citar aqui o plot chatérrimo de Nygma. Ninguém merece essa crise de personalidade. Mas, mais uma vez, parece que o episódio foi o divisor de águas, e Ed finalmente está morto, dando lugar ao Charada, que deve aprontar muito com Pinguim. Assim espero.

Pois bem, vamos falar desse embate Lee vs Sofia Falcone. Que ícone de embate. Lee demorou pra notar que Sofia não é flor que se cheira. Mas depois de levar umas marretadas na mão, acredito que ela se deu conta do que precisa fazer. Sofia é uma vilã muito carismática. Eu gosto muito da sensualidade e do girl power que ela traz à cena. É muito bacana ver isso. E eu tenho certeza de apenas uma coisa: É Lee que vai acabar com a raça dessa piranha! HAHAHAHAHA

O plot de Ivy também foi legal nesse episódio. Todo o plano dela não fazia sentido, ok. Mas esse poder de Hera Venenosa é muito massa. E o melhor foi o embate entre ela e Selina. E a frase que mais me pegou nesse embate foi:

“Selina Kyle não é uma heroína.”

AAAAAAAAAAAAA ícone demais! Gostei que não deram um ponto final em Ivy, porque daí deixa tudo em aberto pra ela reinar no futuro de Gotham, assim como já vimos nos filmes. E Selina parece que voltou a um primeiro plano na série. Gosto assim.

Pra encerrar nossa review, finalmente ficou claro o problema que Harvey tinha com Jim: ciúmes. Ciúmes de Jim ser capitão por mérito e não porque o antigo capitão morreu. Bem banal e zero do feitio de Harvey, mas ok. Fato é que os dois fizeram as pazes e esse plot tosco não vai mais atrapalhar.

Parece que depois desse episódio a temporada segue pra sua reta final mais nos trilhos. Eu gostaria que essa fosse a última temporada e que fosse fechada de maneira primorosa. Se seguir as pontas deixadas por esse episódio, acredito que isso pode acontecer.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Gerson Elesbão

Um @gerson incomoda muita gente, um @gersonrealoficial incomoda incomoda incomoda muito mais! É DC, é Marvel, é Netflix, é reality. Se a série for boa, chama no probleminha, bebê!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu