Posts Populares

Grey’s Anatomy – S14E19 – Beautiful Dreamer

CHORANDO MUITO.

Desde a promo deste episódio que saiu na semana passada eu já avisei que seria um episódio super emotivo, e eu não estava errada. Chorei por cerca de 80% do tempo do episódio, e aposto que não fui a única.

O plot principal deste episódio foi um oficial da Imigração (departamento do governo americano) chegando ao hospital para contatar um dos interns. Acredito que a vasta maioria das pessoas, ao assistir o episódio, imaginou que seria sobre a Dahlia, a intern que é muçulmana, mas SURPRISE SURPRISE, o homem estava na verdade procurando a Sam Bello, que descobrimos que nasceu em El Salvador e imigrou para os EUA com sua família quando tinha apenas um ano de idade.

Esse episódio com certeza foi uma crítica às políticas do presidente Donald Trump em relação aos imigrantes do país, porque desde que ele assumiu o governo o número de pessoas que viviam nos EUA há algum tempo e foram deportadas cresceu consideravelmente. Porém, devemos apontar que isso não é algo exatamente novo, porque o número de deportações também era altíssimo durante o governo do presidente Barack Obama, principalmente em relação à pessoas que era pegas cruzando a fronteira ilegalmente. Mas vamos voltar ao episódio.

Bailey e Meredith salvaram o dia, como sempre: enquanto Miranda enrolava o oficial da Imigração, ainda cuidou da saúde dele, que estava prestes a ter um ataque cardíaco ou semelhantes, já que seu coração apresentava diversos bloqueios, Meredith bolou diversos planos do que Sam e Andrew poderiam fazer (o melhor sendo ela sugerir que eles deveriam se casar), mas nada daria certo. Por fim, ela acabou cuidando de tudo conseguindo que Bello fosse trabalhar com a nossa médica favorita Cristina Yang em Zurique, de forma que o fato dela sair do país não fosse considerado crime e ela pudesse voltar aos EUA e praticar a medicina quando sua situação fosse regularizada. Confesso que chorei desde o momento em que contaram à Sam que o pessoal da Imigração estava ali pra vê-la, até o momento em que ela foi embora no carro sem o Andrew.


Um adendo: fiquei chocadíssima com o DeLuca se voltando contra a irmã, como se um cristal puro como ela fosse capaz de denunciar uma pessoa para que ela fosse deportada do país. Mais do que ninguém, eles, como imigrantes, são capazes de entender o quanto isso deve ser horrível, então a relação entre os irmãos deve ser realmente muito ruim para ele suspeitar disso.

Foi bastante interessante porém previsível a questão do acordo de não-confidencialidade que a Dra. Rebecca Froy fez com o falecido Harper Avery, porque era evidente desde o começo que, já que sua mãe não iria detalhar sobre o que tratava o acordo, logo Jackson iria deduzir que não se tratava de nada importante e ia invalidar o acordo para poder ajudar a Amelia. Ainda não sabemos o que a Catherine quis dizer com “o Jackson nos arruinou”, mas eu acredito que deva ser algo relacionado à fortuna da família, a Fundação Harper Avery, ou semelhantes.

Maggie ficou fazendo o famigerado cu doce durante todo o episódio porque o Jackson não contou a ela sobre quando a April beijou-o em um armário, e com certa razão, mas me pareceu meio imaturo que eles não discutissem logo o problema. Depois de 14 temporadas a paciência do espectador começa a encurtar, e eles deveriam entender isso. Enquanto isso, Arizona e Carina estão muito bem, obrigada, depois de Arizona ter um insight de como poderia salvar a vida de diversas mães: deixar um carrinho equipado em todas as salas com os materiais necessários para caso acontecesse alguma desgraça, como se fosse um caso de trauma.

Kimmie finalmente deixou as garras do Karev, que queria prender a coitada lá para tentar mais um procedimento que provavelmente faria muito mal à ela já que o caso dela é terminal. Acredito que deveriam adereçar melhor a questão do apego dos médicos aos pacientes a ponto de não deixá-los partir, porque isso vem sendo um ponto consistente na série há muitos e muitos anos. Lembram que a Izzie quase matou o Denny com aquele caso do L-VAD, porque ela não aceitava que estava mais do que na hora de ele morrer? Lembram do episódio PASSADO, em que o Richard não aceita que sua sponsor tem uma doença terminal e que a única razão de ela estar viva até agora é porque tem medo que ele vá voltar a beber caso ela morra do nada? Isso é um problema! Quando chega a hora, chega a hora, e qualquer medida extraordinária que não seja especificamente requisitada pelo paciente ou sua família é uma forma de abuso.

E quem mais ficou DESTRUÍDO com o Matthew, ex-noivo da April, aparecendo no hospital com a bebê dele doente? O cara perde a esposa, a filha tem um defeito no coração, e do nada ela para de comer. Pessoalmente, eu entraria em total pânico numa situação dessas. Muito bonito ele perdoando a April e permitindo que ela se sentasse na Igreja com ele no final do episódio, porque Deus foi uma das coisas que uniu os dois no começo. Será que teremos remember, agora que ambos tem filhas e são solteiros e desimpedidos, apesar de sofredores?

E por fim, sobre o Owen adotando uma criança: EU SABIAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA! Já disse em várias das minhas resenhas que esse sempre me pareceu a única solução para ele ter o filho que sempre quis, já que ele só se envolve com mulheres que não estão dispostas nem um centímetro a terem filhos com ele. Fiquei muito feliz, e espero que isso traga melhores plots para o Hunt, porque há muito tempo que ele é um adendo desnecessário à série.

E, pra compensar esse episódio choroso, o próximo promete ser BEM mais leve, com quase todos do hospital comendo sem querer biscoitos de maconha. Fiquem abaixo com a promo, e até o próximo episódio.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Isabella Oliveira

Poderia estar matando ou roubando, mas provavelmente levaria pouquíssimo jeito para a coisa, daí eu faço Direito. Só peço humildemente que vocês me xinguem/discordem de mim no post do PDS e não na divulgação do Facebook, porque lá eu esqueço de responder :) @brockhxmptxn no Twitter.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu