É por episódios como esse que a gente assiste essa série, pqp!

Foi o típico episódio que acaba e parece que se passaram apenas 10 minutos, teve coisa acontecendo no episódio inteiro. Interessante como a série está tomando um rumo diferente da primeira temporada, que tinha casos esporádicos em todos os episódios, nesse ficou bem claro que quase não veremos isso acontecer, interessante, pois dá mais atenção em cada mínimo detalhe de toda a investigação, e deixa cada vez mais curioso para o próximo ep.

Como caso principal desse ep, tivemos Bonnie. Após no final do último episódio, ela revelar para o Asher que matou Sam, ela tem que fazer com que ele não deponha contra a má conduta de Annelise no tribunal. Foi uma cena realmente convincente, bela atuação da atriz, eu quase acreditei hahahaha. A propósito, Bonnie realmente mostrou sua força no seriado. Vimos no começo do episódio que ela é mais uma dos envolvidos no caso da noite em que Annalise foi atingida, e que Asher estava esperando ela no carro.

1

Sério, já não to mais aguentando esse Asher, essa história ai pra mim ta chata já. Ele estava prestes a depor para colocarem uma escuta na casa de Annalise, mas desistiu ao lembrar de Bonnie. Pelo que vimos, o pai dele aproveitou da situação de desespero do filho pra fazer um acordo com a promotoria de se livrar de um processo que foi dito lá na Season 1 que ele foi acusado. Asher se revolta ao descobrir isso e sai. Isso foi bom, pois Annalise teve mais tempo para impedir que ele fosse depor.

3

4, dos 5 Keating percebem que ta rolando alguma coisa estanha aí nesse meio de Asher e querem descobrir, enquanto isso Annalise está no escritório tentando “comove-lo” para resolver a situação, mas nada feito.

2

No caso dos Hapstall, Mrs. Sinclair quer incluir o depoimento de Helena Hapstall (a tia que foi assassinada) no caso aos “45 do segundo tempo”. Então, Annalise tinha pouquíssimo tempo para descobrir uma forma de anular o depoimento. Ela passa para os 4Keating, já que Asher está fora dessa agora, para que tentem resolver isso até 5pm, enquanto isso foi encontrar Nate.

4

Rolou também aquele discurso melódico e confiável que o pessoal dessa série sabe fazer, dizendo que não conseguia mais esconder as coisas dele e ainda jogando aquele caso que a esposa dele, Nia, pediu que Annalise levasse uns comprimidos ao hospital e ela não aceitou.

5

Na casa, enquanto uns procuravam pistas… Outros “não estavam muito preocupados” no porão. Laurel não resistiu mais a “conhecer” Frank e resolveu partir pra cima, deu certo. 3Keatings (o número de quem trabalha nos casos tá só diminuindo né?!) encontraram uma gravação editada do carro da polícia, onde Helena se mostrava racista e ainda seu desprezo pelos sobrinhos adotados. Caleb chegou quando estavam vendo o vídeo e fez um draminha que ao meu ver foi bastante “????”, desnecessário. Com ajuda de Oliver conseguiram toda a gravação e Annalise levou ao tribunal, mas… deu ruim. A juíza entendeu como se fosse prova ilegal, o que realmente foi, e deu como aceito o depoimento. E temos ela perdendo de novo! Ainda por cima, deu a entender que vão investigar onde ela consegue essas provas, pode dar merda pro Oliver aí.

66

Agora vamos falar de Wes… Puta. Que. Pariu. Eu. Não. Aguento. Mais. Alguém faz com esse menino a mesma coisa que fizeram Rebecca? Esse aí no episódio ganhou o troféu de trouxiane da série. Vamos lá: Ele e Levi, em toda essa “investigação policial CSI” foram até ao tal de Bruno no cemitério saber o que Frank queria naquela noite, e conseguiram tirar dele que ele havia emprestado ao Frank um depósito. (Eu ria demais da cara dele de que achava que ia desvendar um super crime). Ele viu que Frank havia uma chave em seu chaveiro escrito “Eddie’s Storage” e demonstrou que iria pegar pra ir lá. Feito! Logo vemos ele se encontrando com Levi e quando iam sair… Chegaram Michaella, Laurel e Connor, achando que eles estavam tendo um caso, e eles contaram sobre a investigação. Então chega a polícia com uma denúncia de tráfico de drogas contra Levi e acharam muita droga no porta-malas do carro dele levando-o preso. Mesmo assim, Wes, Connor, Laurel e Michaella foram ver se o corpo de Rebecca estaria no tal depósito.

7

Em vez do corpo que esperavam, acharam uma mala cheia de dinheiro. É Wes, não foi dessa vez. Logo depois da parada da chave eu já comecei a ver que tava fácil demais, e realmente, foi tudo armado por Frank, inclusive a prisão de Levi. Afinal, quem que esconde alguma coisa vai andar com o lugar escrito na chave? E também, Frank é profissional demais pra isso né?! Hahaha

8

Ao final vemos o desespero de Bonnie, querendo que Annalise jogasse a culpa toda nela. Confesso que deu pena. Então Mrs. Keating resolve intervir mostrando ao Asher a verdadeira história que deu título ao episódio. Ela chega com um pen drive e coloca no notebook, o vídeo se mostra ser a evidência de um caso antigo terrível. Mostra Bonnie quando criança e o pai dela iniciando uma “brincadeira” que levaria ao seu estupro. Asher fica completamente apavorado. Logo, corta pra 18 uma cena onde ele e Bonnie saem do local futuro crime, ela para o carro para supostamente fazer xixi, mas na verdade quando tira o blazer ela está toda suja de sangue. Quando ela volta, vê que Asher sumiu. Na verdade, ele está na delegacia para fazer uma denúncia.

9

Bom, um episódio realmente cheio de conteúdo, e que ainda nos deixa bem curioso para o próximo. E você, o que achou do ep? Acha que realmente Asher vai depor? Deixe nos comentários!

Fique com a Promo do próximo episódio que parece incrível:

Hugo Boniolo
Hugo Boniolo

Um fotógrafo quase carioca e quase capixaba. Fanático por séries, família, amigos e tecnologia, principalmente se acompanhados de uma boa cerveja.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: