O carnaval passou e finalmente os paneleiros puderam conferir tudo que aconteceu no final de #HTGAWM

A tensão sobre o verdadeiro assassino de Wes toma conta de todos nós e para acabar com nosso coração ainda recebemos a noticia de um ep duplo para o tiro ser logo certeiro, vamos lá!!

O mistério sobre o envolvimento de Connor na morte de Wes deixa tudo mais agonizante, porém logo descobrimos que o embuste carinha não assassinou Wes, mas tentou reanima-lo, Oliver o encoraja a contar aos outros amigos, mas o medo da reação dos amigos o apavora.

Agora com Atwood demitida as coisas parecem estar mais fáceis para todos nossos protagonistas, Bonnie a encurrala com a ajuda de Annalise em um dos julgamentos. Tudo isso fez com que a promotoria comece a desconfiar de Nate e se ele está envolvido com Annalise, mas ainda assim ele se safa e continua fazendo uma pesquisa interna dentro da promotoria para ajudar Anna Mae, devido as ultimas coisas que Nate anda fazendo tenho minhas duvidas reais sobre a fidelidade a ele, tanto para com a promotoria, como para Annalise, tudo pode ser uma tentativa de apenas tirar ele da reta.

Michaela nota que Connor anda agindo estranho e o confronta, até que ele conta a ela seu envolvimento na morte de Wes e logo todos os outros percebem que eles estão agindo estranho, diante da pressão Michaela acaba falando tudo, o que deixa todos ainda mais irritados com Connor e Laurel num ataque de nervos, chegando até a dizer que ele deveria se matar. PESADO!!

A promotoria oferece um acordo a Frank, em que ele admitiria que Annalise o mandou matar Wes e teria uma pena reduzida, mas ainda bem que Frank é muito leal e não cai nessas coisas. Connor e Annalise tem uma conversa babado, que esbanja atuação de ambos os atores que representam esses personagens, deu para sentir toda verdade vindo de ambos, é um fato que Viola Davis é uma das maiores atrizes da atualidade, mas os outros atores de HTGAWM vem mostrando uma evolução estupenda com o decorrer da série. Para variar Annalise pisa em Connor, que continua sendo ingrato com ela e ainda tem uma ideia que só poderia vir dela em fazer Laurel usar a história de Connor como sendo dela, para tentar ajuda-los no caso.

Infelizmente não foi dessa vez, o D.A. tinha uma carta na manga contra Laurel, sobre uma mentira dela para as autoridades sobre um suposto sequestro, que na verdade não era uma mentira, mas uma das coisas péssimas que ela passou com o pai. Nate por sua vez vai até Atwood descobrir se ela estava seguindo ordens de alguém para fazer tudo o que fez, ela insiste dizendo que não estava e pela primeira vez eu senti pena dessa mulher, eu senti verdade no que ela contou a Nate, mas não acredito que ela não estivesse fazendo algo a mandato de alguém. Vamos ver no que isso vai dar!

Ainda falando de Laurel descobrimos que ela está pensando em abortar o filho e eu me pergunto, se ela amava tanto Wes, qual o motivo de abortar a única coisa que sobrou dele com ela? Será que existe uma possibilidade dessa criança não ser dele? Fica a reflexão. Ela ainda se desculpou com Maggie, que eu acho muito ficha limpa, muito boazinha, será que Maggie esconde algum segredo? Ela ainda é uma das minhas suspeitas pelo assassinato de Wes.

Nos minutos finais do episódio Connor vai até a promotoria pedindo imunidade em troca da sua história no dia da morte de Wes, em meio a isso ele liga para Oliver, que junto com Michaela, Asher e Laurel tentam fazê-lo desistir da ideia. É ai que Asher liga para o numero misterioso e Connor acha um celular tocando na mesa do carinha do D.A. ele atende a assim eles descobrem que tudo está interligado. Acontece que o nojento advogado entra na sala e vê Connor com o celular, a minha certeza é que vai ser difícil para Connor sair dessa, tô começando a pensar que ele pode até ser o próximo a ser assassinado.

Nesse mesmo momento Nate e Annalise ligam os pontos sobre quem está por trás de muitas merdas que tentou afundar Anna Mae, é Denver. E num flashback vemos Connor notando que a casa iria explodir, Laurel chegando no local e vendo ele sair correndo do porão e alguém num carro na frente da casa de Annalise, machucado e se comunicando com alguém, que eu julgo ser a promotoria.

Antes de começar a falar sobre o episódio 15 eu preciso dizer que tô passada em cristo, não aguento com esses plots de HTGAWM e que o pai da Laurel é um nojento mesmo viu!!

Quando você pensou que tinha desvendado todos os mistérios, Shonda Rhimes da um tapa na sua cara e diz “você não sabe de nada!” 

O episódio começa com o sumiço de Connor, que logo é revelado, Denver estava o mantendo preso e sob ameaça de culpa-lo pela morte de Wes. Isso deixa Oliver a flor da pele preocupado com o namorado, mas os outros #KeatingSquad estão mais preocupados com outras coisas e com razão. Em meio a tudo isso Asher volta a ser um embuste fazendo Laurel vomitar o tempo todo por estar comendo perto dela, mas tudo isso era um certo nervosismo pois ele também está pressionado como os outros e ainda solta um “Eu te amo” Michaela, que não consegue responder.

Annalise vai encontrar com Sylvia Mahoney, a mulher do suposto pai de Wes, em meio a acusações de uma para a outra sobre quem destruiu mais a vida de quem, Sylvia solta que ela é, na verdade, avó de Wes e até esse momento eu acreditei nela, mas no flashback, a forma como o filho dela trata Wes, é notável que ele não é coisa boa. Annalise continua a acusando, o que irrita a vovó Mahoney e faz ela ir embora dizendo que Annalise está muito enganada sobre tudo, deixando uma pulga atrás de todos nós e claro que os #KeatingSquad não acreditaram na historia da mulher.

Nate finalmente confronta Denver, ele alega ter provas para incrimina-lo e Denver obviamente o demite, é uma cena legal de assistir, mas meio que pra preencher linguiça do episódio. O interessante mesmo vem na cena seguinte, quando Connor não aceita o acordo até a hora prevista por Denver, ele cumpre a promessa e manda a policia prende-lo, mas o menino é tão embuste que decide contar sobre o pen-drive em que Oliver guardou tudo que estava no celular que Annalise deu a ele, são em momentos como esse que vemos como Connor é egoísta.

Felizmente Annalise é um gênio e tem a ideia brilhante de incriminar Wes por tudo e ainda colocar Denver nas mãos dela. E claro que Laurel iria ser contra, mas Anna joga logo a real dizendo que está fazendo tudo aquilo para proteger todos eles de apodrecer na cadeia, eu me pergunto como eles ainda não perceberam isso, tudo que essa mulher faz é pra proteger a bunda desses meninos, o pobre do Wes poderia ser chato o que fosse, mas ele ao menos notou isso antes de morrer. E ainda acrescento que essa construção de Annalise como mãe desses seus alunos fica cada vez mais clara na série, a cena desse episódio em que ela vai até sua antiga casa, agora toda queimada e que você acredita que ela vai encontrar alguma coisa pesada lá, mas ela só encontra uma foto dela com o marido assassinado e o bebê que perdeu simboliza muito isso.

É interessante como Shonda constrói suas histórias, repletas de plots e algumas narrativas tão reais, que você se vê tão representado, a relação de Michaela e Asher é um ótimo exemplo disso e um ponto alto dessa temporada. Além da relação de Annalise e Wes e Michaela e Laurel, mesmo em meio ao caos que esses personagens estão inseridos a construção de uma especie de família entre eles é nítida e bonita.

Michaela finalmente explica a Asher o motivo de não ter conseguido dizer o temido “I love you too”, o que o fez entender e ficar ainda mais apreensivo, mas eles são interrompidos por Laurel, ela chega nervosa e com um plano, praticamente intimando eles a ajuda-la. Já Annalise vai até Denver colocar seu plano em prática e mesmo com a resistência dele, ela consegue. É assim que descobrimos como Wes morreu, sendo assassinado por um homem que até o momento pensamos ser capanga de Denver e foi uma morte um tanto agonizante viu, porém muito bem pensada por quem planejou, assassinando ele por asfixia e queimando a casa depois, temos que admitir a inteligencia.

Mas o tiro real oficial, como sempre, vem nos últimos minutos. Laurel tem a catastrófica ideia de fazer Michaela seduzir o filho Mahoney e depois encurralar ele junto com Asher em um hotel. Michaela faz seu papel maravilhoso na hora de seduzir, mas desiste quando ele a chama pro hotel e conta a Asher que o ama, Laurel sedenta para descobrir o assassino de Wes vai atrás do cara com uma arma e eu me pergunto o que essa menina tem na cabeça. Por sorte ou não, Dominck, o amigo de família dela aparece no meio do caminho, a impedindo de chegar até o Mahoney e é ai que o tiro vem. Num flasback descobrimos que o tal do Dominick é o mesmo cara que matou Wes e ele não é capanga de Denver, mas do pai de Laurel e olha gente, nesse momento eu coloquei as mãos na cabeça e fiquei em choque por uns 40 segundos. Eu definitivamente nunca imaginei que o pai dela seria o assassino de Wes, até a pobre da Maggie passou pela minhas suspeitas e esse homem não, mas o pior é que Laurel sempre avisou o quão podre seu pai é. Shonda você é um gênio!!

Nas cenas finais Frank aparece na casa de Annalise e diz que sabe que ele quem deveria ter sido assassinado no lugar de Wes e que está sujeito a fazer tudo que ela quiser pelo seu perdão. Mas os tiros não param, Annalise em mais um encontro dos AA (Alcoólicos Anônimos) diz que Wes é seu filho e obviamente eu fiquei seca e sem entender nada, só entendi que Viola Davis é um monstro da atuação pois essa cena foi impecável, eu consegui sentir toda dor dela como se fosse minha.

Alguns pontos abertos e duvidas foram deixados essencialmente para a quarta temporada. Como Annalise pode ser a mãe de Wes? E toda história que sabemos dele? Era tudo uma mentira? Como o tal do Dominick vai prosseguir na série? Como eles vão descobrir que foi o papai Castillo quem matou Wes e não Denver? Será que existe ligação entre Denver e o Sr. Castillo? Maggie é tão inocente quanto parece? Atwood simplesmente seguiu sua vida? Connor vai aceitar o pedido de casamento de Oliver? O que Annalise vai pedir para Frank fazer como forma de conseguir o perdão dela?

São muitas as duvidas que só poderão ser descobertas na Season 4 de How To Get Away With Murder, a qual também será coberta por nós aqui no Panela de Séries, fiquem ligadinhos!

Nos vemos na próxima temporada!

Um grande beijo

 

Andy
Andy

19 anos, pernambucano da peste, sagitariano com asc e vênus em aquario, lua em câncer! Signo importa sim! Amante e consumidor massivo de cultura pop, além de claro, problematizadora, não pode faltar. Amém Rihanna, amém Katy Perry! Bjxxx de luxx
Deixe-nos um comentário!
  • Leonardo Santos

    Menino
    Quando eu comecei a vê o episódio eu não imaginava que teria esse plot maravilhoso no final. Eu não imaginava que esse FDP do pai da Laurel fosse o culpado por todo o sofrimento que o Wes sofreu na sua morte e com tudo que aconteceu com a Anna Mae e os 4Keating. Agora também não imaginava que o Charlie viesse a ser o verdadeiro pai do Wes. Ou seja, a série tinha dado uma esfriada, mais terminou com vários plots para a próxima temporada. Quero saber como a Laurel vai reagir ao descobrir esse Dominick e essa pessoa que é o pai dela mataram o Wes. Porque se por acaso ele mandou matar o Wes só porque ele era um filho bastardo do Mahoney’s, a Laurel é capaz de qualquer coisa para vingar o talvez pai do filho dela.

  • R. S.

    Na verdade, acredito que quando ela menciona que Wes é filho dela, ela quis dizer que era assim que ela sentia (sempre sentiu, mas nunca assumiu) e não que ele é filho real dela. O Wes na verdade ocupou o vazio que a morte do bebê dela causou, visto que o Wes ficou sem a mãe na mesma época.

  • Eduardo

    Papi Castillo já demonstrou ser bem fdp, talvez até pior que os Mahoney. E a morte de Wes pode até mesmo ser uma vingança entre rivais – “como que o bastardinho dos Mahoney engravidou a minha filha!!”. Talvez por isso também o contato entre Dominic e Denver (quando o assassino entregou o celular de Wes pra prejudicar Annalise). E Annalise entrou na roda porque Laurel a respeita mais que o próprio pai. Engraçado o velho não ter procurado Frank – até o momento…

    Acho que na 4a temporada Castillo vai pegar pesado, inclusive atacando os outros 5Keating, Nate, Bonnie e Frank. Atwood não volta, e talvez nem Maggie. Soraya “sorayando” e Denver fazendo “denverices” até botar Annalise de volta na cadeia. Quem deve reaparecer é a mãe de Michaela, ainda mais que a menina está envolvida com Asher. E algum parente “falsiane” de Connor e/ou Oliver virá do nada pra aumentar a bagunça que é HTGAWM.

    A morte de Wes foi importante pra dar uma chacoalhada no enredo, mas a série não pode ficar só nas (ótimas) atuações de Viola Davis. Ainda mais que ela já “oscarizou”. Nem cagar os coadjuvantes (ex. Bonnie e Frank) pra enrolar o espectador. HTGAWM termina na 5a temp (como House Of Cards e Bates Motel, outros clássicos), com Annalise/Viola dando um “bye, bitches” e se mudando pra The Good Fight.

    Saudades da Eve…

%d blogueiros gostam disto: