Posts Populares

Jessica Jones – S02E05 – AKA The Octopus

“Nenhum DNA é igual a do Polvo”

Bem que tentaram, mas Jessica Jones voltou à prisão. E dessa vez sem culpa no cartório – é perseguição que se diz né? Como tempo perdido é desperdício, o jeito é perdir ajuda aos universitários. Sendo assim, chegou a hora de Macolm mostrar suas habilidades. Até porque Trish está sofrendo com os efeitos colaterais da bombinha de Will – ou seja, algo de errado não está certo. E a tendência é piorar.

Chega de delongas e vamos à nossa review. #Partiu

1-Poderia Estar Livre, Mas Jessica Não Colabora

Definitivamente a palavra “colaboração” não faz parte do vocabulário de Jessica. Mas se ela quiser fazer acontecer, terá que seguir as regras do jogo – e assim ela fez, contou à polícia tudo o que sabia sobre a IGH – conforme orientações de Jeri. E não é que o plano deu certo? Como não havia provas contra ela, Jess é solta. Além disso, a fama em livrar-se de Kill Grave, pesou bastante na decisão final. Confiança conquistada, agora é hora de ir atrás da assassina misteriosa.

2-E Você Achava que Trish Estava Na Pior…

Trish está pagando um preço alto em querer ser uma heroína. Como era de se esperar, a loira está sentindo os efeitos colaterais da bombinha de Will. Mesmo dormindo 26 horas, ela está muito acabada – como se estivesse de ressaca. E se você achava que a loira estava na pior… acertou em cheio. Griffen inesperadamente a pede em casamento. Mas como anel de noivado não faz parte de sua meta, ela recusa. Afinal de contas, tudo que ela quer é fazer a diferença no mundo – e nós shippamos #TrishColm. Não precisamos nem dizer que sua mãe é contra esta decisão. As duas discutem feio e tudo acaba terminando com um tapa de Trish na matriarca interesseira – prevejo mais efeitos colaterais nessa treta.

3-Precisamos Falar Sobre a Assassina Misteriosa

Sabemos que a assassina misteriosa não sabe controlar suas emoções, principalmente suas irritações – o piano que o diga. Ao mesmo tempo que ela possui uma super força, ela possui um raciocinio limitado. Prova disso é o seu modus operandi simples demais, incriminando pessoas inocentes. Inclusive depois de várias tentativas, Jess e Macolm conseguem arrancar de Inês que David Kaweck, antigo funcionario da IGH, foi preso por um crime que não cometeu. Foi graças a ele que entendemos analogia do polvo citada por Jess:

“Quando um polvo é atacado, ele se livra do tentáculo ferido e vai embora.”

Assim como Polvo, a assassina misteriosa se livra de tudo aquilo que a machuca, como os documentos da IGH e o piano quebrado – queimando-os.

4- Nenhum DNA é Igual do Polvo

Viver de riscos é o lema de Jessica Jones, até mesmo daqueles que estão ao seu redor, e com Oscar não seria diferente. O zelador mal chegou e já deve um favor à nossa defensora, falsificar a identificação de uma prisão, para que Jess fale com David Kawecki. Oscar até hesita, mas atende seu pedido – seu íntimo sabe que ela tem razão. E nosso shipp também #Jesscar.

Jessica conseguiu conversar com David, porém foi necessário muito esforço para interpreta-lo, uma vez que ele não é coerente em suas palavras. Foi graças a um de seus desenhos, que Jess foi até um museu aquático. Segundo o prisioneiro, foi naquele local que dr. Karl ensinou-lhe tudo sobre o DNA do polvo (DNOlvo) – que é diferente dos outros.

Nossa defensora pegou um chá de espera, mas conseguiu encontrar o que queria – até mais. Para sua surpresa, dr. Karl chega ao local, e em seguida assassina misteriosa. Pelo visto a relação dos dois é muito mais wue a de médico e paciente. Porém sem tempo de investigar mais, dr. Karl reconhece Jessica, provocando subitamente um descontrole da assassina, que quebra o vidro de um dos aquários e foge. Será que Jess vai ser novamente culpada por isso?

Mais um episódio envolvendo conspirações veio à tona e na medida certa. A postura da assassina misteriosa continuou intrigante, principalmente com a cena do bebê. O misto de sentimentos ao colocá-lo no colo, dá entender que algo mais aconteceu em seu passado. Outro ponto que deve ser analisado é seu instinto de proteção com o dr. Karl. Por que todo aquele cuidado? Será que o verdadeiro vilão está atrás deles? E o que dizer do grande interesse de Jeri nos tratamentos da IGH? Será que ela irá tornar-se mais um deles? Só nos próximos episódios vamos descobrir.

Enquanto isso, compartilhe sua experiência sobre este episódio. Deixe seu comentário e vamos conversar. Continue acompanhando nossa maratona aqui no Panela de Séries.

Até a próxima review 😉

gostou da matéria? deixe um comentário!

Dandy Souza

Um libriano amante de um bom suspense casado com o belo terror psicológico, porque a vida precisa de emoções. Seu lema: "toda obra tem sua moral, então fique atento aos detalhes". Twitter: @dandysouza81


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu