Looking em seu segundo episódio mostra uma leve melhora em conteúdo e fluidez da trama em relação à premiere desta temporada. Em um episódio que podemos chamar até de tenso – afinal, quem não se preocupou com o vazamento do affair entre Patrick e Kevin enquanto cada vez mais gente sabia do que está acontecendo entre eles?

Quanto ao casal que faz jogos de first shooters for straight men e possivelmente um novo jogo temático gay, a entrega de Patrick a esta relação está cada vez mais evidente e absurda. Como se jogar numa relação sendo o outro minha gente? Não tem cabimento o Kevin manter o relacionamento com o oficial namorado e enrolar nosso inocente protagonista em troca de umas rapidinhas no horário de almoço.

L1

L2

Embora as cenas da dancinha de Kevin tenham dado uma esperança de crescer algo bonito entre eles, a relutância do chefe em embarcar no projeto do jogo e a insistente pressão pra não vazar o caso deixa certa tensão em torcermos por esse casal. E colocar Ritchie na zona do perigo em descobrir tudo?? Corram para as Colinas! Episodio tenso!!

Pra quem não conhece, a musica da routine de Kevin é esta:

Gosto de Ritchie, gosto muito. Mas o personagem tá caindo muito no conceito ao ser tão radical em nem sequer querer almoçar com Patrick. Sério, porque eles terminaram mesmo? Uma briguinha por causa do futuro profissional, outra por levar um baseado no casamento… Eita relação frágil essa que acaba por coisas tão banais (o que não deixa de refletir uma realidade dos relacionamentos de hoje em dia!) Vejo tanto motivo mais interessante pra acabar um relacionamento, tipo ficar com o carinha que trabalha contigo e que tá super afim de você (#fikadika Kevin), que Ritchie me soa orgulhoso demais para merecer um cara gente boa como Patrick.

Ainda relacionado, e o Augustin? É possível afundar ainda mais o personagem, minha gente? Puta cara chato, sem propósito! Não soube manter uma relação legal quetinha, encontra o peguete do ex na balada, bebe tudo, fica na sarjeta e precisa ser carregado pra casa? Aff tenha amor próprio meu filho! Tudo bem ele estar ‘pagando’ pelos erros que cometeu na temporada passada, mas que fundo do poço esse hein? Se vazasse a relação do Patrick eu ia pessoalmente pra San Francisco dar uma surra no idiota.

Não posso deixar de comentar de Doris. Minha personagem preferida arrumando um negão na balada? Por favor, mostrem mais dela, quero ela como protagonista no lugar de Augustin pra ontem!!

Por fim, Dom e Lynn. O melhor casal da série passou meio apagado nesse episodio, mas o pouco que foi mostrado deles prometeu bastante. A química dos dois está muito boa, vejo muita naturalidade em mostrar um lado positivo da relação aberta dos dois, algo que esperávamos que Augustin mostrasse anteriormente. Mas pela previa da semana que vem, conflitos vão aparecer e mal posso esperar pra torcer cada vez mais pelo casal.

Ponto bastante positivo do episódio foi ver o contraste de Dom e Patrick e seus motivos para terem seus próprios negócios. Enquanto Dom sempre sonhou com aquilo e está fazendo desse seu momento de concretizar seu frango ao lado de Lynn, a tentativa de Patrick de empurrar Kevin para uma empreitada de jogos para iPhone soa meio desesperada, algo como quero manter meu macho na jogada a qualquer custo, ter mais uma desculpa para estar mais tempo com ele. Questão de maturidade, que pode render boas historias no futuro.

Patrick surtando por causa de AIDS fecha os temas abordados no episódio. Típico dele, fazer um baita drama por uma besteirinha dessas. Mas o tema é importante e espero que tenha espaço pra ser tratado no futuro, nem que seja através de Augustin e o amigo urso dele.

Sobre este episodio é isto aí. Looking for conflicts, some serious conflicts a partir da semana que vem!

Fernando

Fernando Zingler
Fernando Zingler

Gaúcho, engenheiro, mestre em Engenharia de Transportes. Ama Zelda, Pokemon e vôlei, e é apaixonado por séries e músicas em geral. No Panela, assim como na vida, fala coisas aleatórias sobre comedias românticas, tipo Modern Family e LOVE, e eventualmente participa da cobertura do The Voice.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: