Posts Populares

Marvel’s Agent of S.H.I.E.L.D. – S05E20 – The One Who Will Save Us All

Pois então, o Thanos tá invadindo a Terra. 

É, o Talbot agora é um com o gravitonium e o gravitonium é um com ele. Então ele e o Coulson voam até a nave dos Remorath pra resolver a situação dessa invasão alienígena. Chegando lá, o Talbot mostra que tá com pleno controle dos poderes e com a mente no lugar, controlando as vozes dentro da cabeça dele já que, afinal de contas, tudo que eles precisavam pra se acalmar é de um general tomando o controle da situação. Num primeiro momento os aliens até tentam atacar e mostrar que os humanos são de uma raça menor, mas o Talbot em dia de Nathan Petrelli (se tu pegou essa referência me dá um abraço) transforma um deles em uma bolotinha e eles percebem que a coisa ali é diferente.

Por mais que o Talbot insista que a mente dele tá muito bem, obrigado, a gente consegue perceber que alguma coisa mudou. A paciência dele foi pro saco e a confiança que ele tinha no Coulson nem tava das maiores; de certa forma, ele tava mais influenciável, apesar de acreditar que tava em pleno comando da situação. Mesmo quando o Phil vai atrás da Hale e ela explica toda a situação sobre como funciona a Confederação e quais civilizações fazem parte dela,  ele continua sendo convencido e achando que pode resolver tudo através dos poderes – o que não deixa de ser verdade, cá entre nós.

No Farol, a Daisy voltou da missão dela e logo de cara é confrontada por uma Ioiô que culpa ela por tudo que aconteceu. Rapidamente, a conversa começa a ficar tensa e elas partem pra uma troca de socos with powers, mas que não dura muito porque a May chega pra acabar com a brincadeira e colocar as duas no rumo certo. Inclusive, a Ioiô tá numa fase muito sem rumo. Ninguém na equipe parece gostar dela, nem o Mack tá com muita vontade de estar perto dela. Por mais que ela acredite que fez o que deveria ser feito, assim como a May fez, assassinato é um lance muito pesado, e a forma como as pessoas olham pra ela mudou. E ela não tá sabendo lidar muito bem com isso não.

Mas lá na nave, as coisas não tá dando muito certo. O Talbot foi, com o chefe dos Ramorath, conhecer a o resto da Confederação. A postura arrogante não ajuda, mas quando começam a perceber a força e o poder dele, surge uma espécie de respeito pelo humano. E lá a gente descobre que esse episódio se passa durante os eventos de Vingadores: Guerra Infinita, já que falam que o Thanos tá invadindo a Terra, e aí sim o Talbot resolve que precisa ir buscar os bolsões de gravitonium espalhados pelo planeta pra conseguir derrotar o invasor. Porém, o episódio termina e não tem nenhuma referência ao titã louco.

Com os planos do Fitz e a habilidade mecânica do Mack, finalmente conseguem colocar a Zephyr no modo pra realizar viagens extraplanetárias e o Deke, a Daisy e a May vão atrás do Coulson, numa operação de resgate. Nessa altura do campeonato, o Talbot já vê o líder da SHIELD como um inimigo e a vinda da May e da Daisy não ajuda em nada. E, pra fechar com chave de ouro, o Kree presente na Confederação é da família Kasius, então a gente já sabe que vem merda por aí. O Coulson tenta avisar isso e quase é morto. A Hale tenta utilizar os lances mentais programados no general, mas tudo que ela consegue é ser transformada em uma bolota. Que final mais estranho pra personagem. E, como Kasius bom é Kasius morto, o Talbot permitiu que o Kree levasse a Daisy, que ficou desacordada, e sabe-se lá o que ele vai fazer com ela.

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Rafael Augusto

Um hiperativo que não sabe viver sem ler, escrever, ouvir música, ver séries e filmes, geralmente tudo ao mesmo tempo. Fã de ficção científica, suspense, Stephen King e histórias em quadrinhos.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu