Posts Populares

Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D. – S05E04 – A Life Earned

Pouca coisa aconteceu, mas agora a gente sabe qual o interesse do Kasius no que restou da Terra

Até agora, esse foi o episódio mais fraco dessa temporada. Não dá pra ousar e dizer que nada aconteceu porque não seria exatamente uma verdade, visto que coisas até aconteceram, mas no geral a lentidão tomou conta desse A Life Earned.

Agora a Daisy tá presa, com o Kasius controlando quando ela pode usar os poderes, então dá pra dizer que o plano dela de resgatar a Simmons não deu muito certo. E falando nisso, o Kasius tá todo empolgado porque tem a Destruidora de Mundos nas mãos e sabe que dá pra conseguir uma boa grana vendendo ela pra alguém e, com isso, sair daquele pedaço de terra sem nenhum futuro. Mas ele também sabe que esse lance de duas pessoas aparecerem do nada é um lance bem estranho, principalmente quando tem uma certa profecia que deve ser levada em conta.

E é isso que ele fala pro Deke, e inclusive recompensa o escroto cara com algo absolutamente valioso naquele mundo. Há de se ressaltar que introduziram um personagem novo que dá todas as mostras de que vai ser subutilizado que eu nem lembro o nome dele, mas é um carinha que consegue ler e projetar seus pensamentos na mente de outras pessoas. E ele é útil, porque a Daisy tá sendo interrogada e diz que ela e a Jemma foram as únicas que vieram, e o azulão diz pra ela contar a história e depois pede pra Simmons contar a mesma história, já que elas passaram pela mesma situação; o cara serve como ponte pra fazer a história ser a mesma.

No outro nicho, o Grill pede pro Mack ser o cara que cobra as dívidas dele, já que né, olha o tamanho do cara. Ele tem que cobrar uns lances de um carinha e pra não perder mais ninguém, o Coulson decide que eles vão se dividir em duplas: Ioiô e Mack, Coulson e May. E essa parte da história acontece em duas partes, quase simultaneamente. O filho de Coul e a Cavalaria vão atrás do Deke, procurando saber alguma novidade da Daisy. A resposta que ele dá parece ser bem ensaiada, bem redondinha, e num primeiro momento eles até acreditam no querido. Na busca do tal 35º andar, eles acabam encontrando uma criança, o que evidencia o lance distópico do lugar, já que ninguém mais engravida a não ser que os kree escolham que isso aconteça. E no outro lado da missão, o Mack e a Ioiô vão atrás do cara, e o Mack começa a ameaçar o cara de todos os jeitos, ameaçando algo que ele nem sabia o que era mas que evidentemente deixa o cara totalmente desconcertado. E o que ele faz? Continua pressionando. E o que era o lance que o cara tava tão preocupado em perder? Uma criança. E a Ioiô percebe isso antes do Mack, mas mesmo quando ela avisa é meio tarde, o cara se deixa levar. E daí ele recebe o maior ataque que poderia receber. O cara diz que ele não mereceria uma criança. E levando em conta tudo que aconteceu no Framework, a reação é quase imediata. O Mack começa a bater no cara só pra mostrar que, de certa maneira, o cara até tava certo.

Mas por que as crianças não nascem do jeito ‘natural’ mais? Negócios. Mexendo na genética da população, o Kasius aumenta a possibilidade de que nasçam potenciais inumanos, o que é basicamente mais dinheiro pro cara.

Mentira tem perna curta, já dizia minha avó, então não demora muito pra história que o Deke inventou, da Daisy estar investigando alguma coisa e manter silêncio por isso, caiu por Terra. O Coulson já não confiava nele, agora complicou ainda mais. Aí ele conta a história da vida dele, dizendo que a mãe foi uma rebelde que acabou morta e o pai seguiu o mesmo caminho e ele, naturalmente, não queria isso. Mas a forma que ele encontra pra provar que é alguém que merece uma chance de provar que é de confiança foi entregar o que ele recebeu pela Daisy pra alguém que precisa mais, alguém que acabou de receber um filho, quem sabe.

Mas enquanto o Deke, o Coulson e a May tavam investigando o tal andar que ninguém.vai, começam a aparecer os azulões, prontos pra descer a porrada nos invasores. Eles conseguem parar a primeira leva, mas a segunda se aproxima e a May fica pra trás, pra dar tempo pros outros fugir. E quem aparece é o braço direito do Kasius, a Sinara. A May, nos seus momentos áureos, seria capaz de oferecer alguma resistência, e quem sabe até ganhar a luta, mas com o ferimento na perna ela até resiste alguns golpes mas é derrotada. E sabe-se lá o que vão fazer com ela.

Lembra que eu disse que não dava pra dizer que o episódio foi uma total perda de tempo? Pois então, o fim valeu a pena. No leilão que o Kasius tá organizando pra ganhar uma grana com a Tremor, várias pessoas aparecem, já que é um bem muito cobiçado – por pessoas entenda seres extraterrestres. E o Kasius faz todo um discurso, falando do poder dela e tudo o mais e daí ele pergunta se alguém tem algum pedido antes do leilão começar. E alguém tem. Alguém aparece e diz que a Destruidora de Mundos deve lutar até a morte. E esse alguém, que tava inicialmente mascarado, é o Fitz.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Rafael Augusto

Um hiperativo que não sabe viver sem ler, escrever, ouvir música, ver séries e filmes, geralmente tudo ao mesmo tempo. Fã de ficção científica, suspense, Stephen King e histórias em quadrinhos.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu