Posts Populares

Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D – S05E11 – All the Comforts of Home

Pelo visto, não dá pra fugir do futuro.

O começo desse episódio é bastante interessante, se a gente for parar pra analisar ele como um todo. Essa relação da general com a filha, que aparenta ser uma fã da S.H.I.E.LD., principalmente da Tremor, vai aparecer em outro momento e a gente vai ser atingido por ela e nem vai perceber até ser bem tarde.

Sem muita enrolação, a gente descobre que todo mundo da equipe conseguiu chegar no monólito e, consequentemente, voltar pro tempo certo. E como a viagem é só temporal, eles ainda tão no que viria a ser o Farol, que descobrimos ser uma base secreta da S.H.I.E.L.D. construída há muitos e muitos anos, bastante avançada pra época. O interessante disso é que eles tem outro quartel general, um que, em tese, ninguém sabe da existência. Mas a vida de agente secreto não é exatamente uma moleza, porque quando eles achavam que teriam um tempo de celebrar e comemorar, algo aparece. Na verdade, uma luz vinda do céu, que é exatamente aquilo que falaram que foi o começo do fim da Terra. Mas a coisa de ter um chronicon já virou tendência, então depois do sacrifício do Enoch, veio outro pra substituir ele, o Noah. E a base guarda umas coisas bem estranhas, tipo, sei lá, outros três monólitos.

Enquanto a equipe vai verificar o que tá acontecendo com essa luz, a Daisy decide ficar, por não querer ter nenhum contato com algo que tenha relação com o possível fim da Terra. Só que a equipe é composta pelas pessoas que são as mais procuradas do planeta Terra, então tudo fica mais complicado. Mas a base tem várias saídas, em vários pontos da região, então esse problema também foi resolvido.

Mas ter problemas é uma coisa muito frequente pra esse pessoal, então aparece mais um. O Deke também viajou no tempo. E pra alguém que passou a vida num lugar fechado, ver árvores, pássaros e nuvens é a melhor coisa ever. E ele tá muito empolgado, num nível de abraçar uma árvore, e ele acaba indo em um bar, pra ver se tudo aquilo que ele tinha imaginado no futuro tinha algum grau de proximidade com a realidade. Aí ele descobre que a cerveja tem um gosto bem pior do que ele achava, mas havia outra coisa pra ele beber lá. Aí ele ficou bêbado, comeu até não querer mais e queria pagar do único jeito que ele conhecia. Obviamente não deu certo e ele acaba na cadeia. E quem tem que ir buscar ele, depois de se recuperar do susto de descobrir que ele tá no agora? A Daisy.

Enquanto isso, a equipe descobre que a luz tá indo pro céu, e não vindo do céu e que é um sinal pros kree. Mas chegando no lugar, eles encontram a Piper, uma das agentes que não foi pro futuro. Ela tá lá pelo mesmo motivo, pra tentar descobrir o que esse sinalizador é e depois como desligar ele. Mas enquanto o Fitz e a Simmons tentam descobrir algo, tudo começa a dar errado. Um esquadrão de robôs liderado por uma pessoa encapuzada ataca a equipe e a gente descobre que na verdade foi a iludida da Piper que chamou os militares pra prender todo mundo, achando que eles estariam melhores na segurança da prisão. Aí, naturalmente, começa uma batalha E em um primeiro momento, as coisas até tão dando certo, mas aí rola a merda.

E tá parecendo aquela propaganda da Casas Bahia, porque não é só isso, tem mais coisa. A pessoa encapuzada é aquela guria, filha da General Hale, e ela tem uma predileção muito grande pela Daisy, mas não do jeito que parecia ser no começo do episódio. Além disso, o quarto dela não passa de uma fachada, já que ela mora dentro de alguma base militar. Daí, do outro lado da história, o pessoal decidiu levar o sinalizador pra nova base, porque é bom evitar que equipamentos assim caiam em mãos erradas, mas esse era exatamente o plano da Hale. O sinalizador não tinha apenas uma função. Ele também era uma bomba, cuja explosão o Noah tenta segurar com o próprio corpo. E tem mais uma coisa. A Hale tá formando uma equipe de pessoas pra ir atrás dos membros restantes da S.H.I.E.L.D. e o Homem-Absorvente é a pessoa que ela procura.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Rafael Augusto

Um hiperativo que não sabe viver sem ler, escrever, ouvir música, ver séries e filmes, geralmente tudo ao mesmo tempo. Fã de ficção científica, suspense, Stephen King e histórias em quadrinhos.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu