Posts Populares

Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D. – S05E17 – The Honeymoon

“Eu te amo”.

Enquanto o Coulson e o Talbot tão lá naquele gelo todo tentando encontrar uma forma de sair de lá, o trio ‘invencível porque o futuro é imutável’ tá indo atrás de uma das bases secretas, procurando a tal arma da Hale. E pra fins de ‘essa série precisa andar rápido’, eles já acham.

Lá no Zephir, a Daisy e a May tão sobrevoando o lugar onde a Robin desenhou a localização do diretor, mas é muita área pra cobrir e elas não acham nada. Então, elas decidem descer, porque teriam uma chance maior de achar, na teoria. Porém, tudo tá dando muito certo e a Daisy consegue achar os dois, que já tão quase congelando de frio. Mas, tem mais gente atrás dos fujões, e a Hale mandou a Ruby pra recuperar o que o Creel soltou. E chegando lá, rola uma luta não exatamente longa, mas que prova que, sem usar os poderes, não tem tanta diferença assim entre Ruby e a Daisy. A maior diferença é que a Ruby luta com raiva, sem um jeito meio descontrolado, sem medir as ações, e isso faz com que ela continue apanhando.

Mas o Deke desobedece uma ordem direta e acaba levando um tiro quando a Hale chega lá. E como a médica da equipe resolveu dar uma fugida, resta pro Mack fazer a operação pra salvar o guri do futuro. É, o Mack que nunca sequer chegou perto de fazer uma operação na vida.

De volta na base da Hidra, a Hale dá uma dura na filha, que quer apressar o processo de entrar em contato com o gravitonium e se tornar quem ela foi criada pra ser; mas, obviamente, a Hale quer que outra pessoa passe pelo processo, nesse caso o Creel, e por isso elas se estressam, e feio. Lá na base secreta não tão secreta, a Ioiô, a Simmons e o Fitz descobrem que o Ivanov chegou lá, o que mostra que eles tão indo no caminho certo e que tem algo lá que é realmente importante.

Aí, tem o lance mais relevante desse episódio. A May chama o Coulson pra conversar e ela começa falando sobre essas decisões absolutamente erradas que ele vem tomando nos últimos tempos. Se entregar pra Hale foi um erro, principalmente levando em conta a rapidez com que isso rolou. Por mais que tenha resultado em coisas positivas, ainda teve suas consequências, já que o Deke levou um tiro. Daí tem o segundo erro, que é a Daisy ser a nova líder nessas circunstâncias. Ela não tá pronta pra isso ainda. E por mais que o tempo de vida do Coulson seja curto, ele tá fazendo um esforço muito grande em diminuir esse tempo ainda mais. A decisão de aceitar que a morte tá vindo e que o melhor jeito de ir é fazendo algo importante foi tomada pelo Coulson e só por ele, mas as pessoas que amam ele também tem voz nessa decisão. E daí a May diz que ama ele.

Daí, seguindo com a maré de “sorte”, a Ioiô, a Simmons e o Fitz acham o tal aparelho e começam a destruir ele, pra impedir que ele seja utilizado pela Hale ou qualquer outra pessoa. Enquanto isso, a Ruby engana a mãe e, com a ajuda do Strucker Jr. vai atrás desse mesmo aparelho. Nesse meio tempo, a Ioiô tenta usar os poderes só pra descobrir que as mãos robóticas não tão preparadas pra movimentos em alta velocidade, ou seja, dor, muita dor. Mas ela precisa lutar contra o Ivanov, então é o que ela faz. E o Fitz e a Gemma entram num modo meio ‘lutando contra stormtroopers’, porque ficam parados no meio da troca de tiros e nada acontece com eles (a gente também pode aceitar a coisa do tempo ser fixo e talz, mas né). E como tudo tá acontecendo ao mesmo tempo, o Mack tá lá usando o diploma de House e Grey’s Anatomy dele pra salvar a vida do Deke. E ele consegue, inclusive.

Aí, quando a Ioiô derrota o Ivanov, os robôs param de funcionar. Ou seja, mais um ‘milagre’ pra conta do trio. Mas, surgem Ruby e Alex, apontando uma arma e aquele negócio que a Ruby usa (abraço Xena) pra ameaçar eles. E como não resta muita opção, eles percebem que vão ter que consertar a máquina.

No momento groselha do episódio, um Deke sobre forte efeito de remédios assume a paixão que sente pela Daisy e o Talbot liga pra família, pra avisar que ele tá bem e tudo o mais. MAS, a Hidra já chegou na casa dele e a esposa dele lê um texto que indica que ele tá sendo controlado remotamente, tipo faziam com o Bucky com o crossover vagon e aquelas palavras todas.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Rafael Augusto

Um hiperativo que não sabe viver sem ler, escrever, ouvir música, ver séries e filmes, geralmente tudo ao mesmo tempo. Fã de ficção científica, suspense, Stephen King e histórias em quadrinhos.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu