Posts Populares

Marvel’s Agents of S.H.I.E.LD. -S05E22 – The End [SEASON FINALE]

E não é que foi bom esse fim de temporada?

Devo dizer que minhas expectativas não tavam exatamente altas com esse fim de temporada. Depois da temporada passada, que foi a melhor temporada de qualquer série que foi ao ar ano no ano passado, eu esperava bastante coisa dessa. O começo de temporada foi bastante surpreendente, de uma forma até positiva. Todo o lance do futuro, da Terra destruída, dos Kree comandando tudo, até que foi legal. Aí, depois disso, toda a luta do Fitz pra encontrar o resto da equipe também foi muito genial, inclusive dá pra eleger o episódio 5, Rewind, em que o Hunter volta pra ajudar ele, como um dos melhores dessa temporada, senão o melhor. Mas, todo o resto, inclusive a volta pro presente e a luta pra evitar o futuro ‘imutável’, foi, e eu sinto muito em dizer isso, um saco. Entretanto, porém, não obstante, esse último episódio foi bom, de uma forma que me pegou de surpresa.

Analisando o episódio de uma forma muito geral, aconteceram basicamente três ou quatro coisas: a decisão entre salvar o Coulson ou matar o Talbot e posteriormente o diretor não tomando o soro, o Mack virando o novo líder da S.H.I.E.L.D., o Fitz morrendo e a Daisy derrotando o Graviton/Talbot. Aconteceram outras coisas importantes, óbvio, mas o episódio girou ao redor disso.  Indo por partes, a decisão entre salvar e matar foi meio que decidida pela May, depois da Ioiô usar os poderes pra pegar o soro, que jogou o Odium no chão e acabou com qualquer possibilidade de seguir pelo caminho mais mortal. Só que, mesmo quase morrendo, o Coulson decide que não vai usar o soro, inclusive todo o resto da equipe, afinal de contas ele acredita que não dá pra mexer com a natureza das coisas.

Aí tem a Daisy desistindo da liderança, levando em conta tudo que as outras pessoas falaram pra ela, e dizendo que o Mack é a melhor pessoa pra líder, já que ele é quem tem o maior coração. Foi uma escolha bem acertada, eu diria, já que ele se mostrou o único que não mudou a forma de pensar de acordo com as circunstâncias e é, e sempre foi, a bússola moral da equipe. Aí, depois da decisão tomada e do Mack aceitar o novo cargo, o Coulson surge apoiando tudo isso e entregando o uniforme de Tremor pra Daisy. E com a chegada do Graviton em Chicago, o novo diretor já separa a equipe pra resolver a situação nos mais diversos fronts: ele, May e Fitz vão resgatar a Robin e a mãe dela de dentro da nave, além de resgatar as pessoas presas nos prédios em que a nave tá se apoiando; a Daisy e o Coulson vão confrontar e, se necessário, derrotar o Talbot.

Só que, na realidade, o Coulson não injetou o soro e segue à beira da morte. Ele conta isso pra Daisy quando eles tão pra ir convencer o vilão de que ele tá fazendo merda. Após convencer que ela consegue fazer isso, ele fica no avião, sentado, esperando voltar pro Zephyr. Mas a gente vê no olhar dele que ele já não tem muito tempo de vida.

Daí, o Mack, o Fitz e a May tão indo pra nave fazer o que tinham que fazer. E até conseguem, resgatam todo mundo, inclusive o diretor, que tava prestes a ser atacado por dois Remorath. Aí, quando tão prestes a sair de lá, a batalha entre o Graviton e a Daisy começa a reverberar na cidade e rola um enorme terremoto, que desestabiliza o prédio. Nesse processo, o Fitz é atingido pelos destroços e, em uma cena bastante emocionante, a gente percebe que ele tá gravemente ferido e que é impossível tirar ele dali a tempo. E, de melhor personagem da temporada passada, o Fitz passa pra morto no fim dessa temporada.

A conversa da Daisy com o Talbot não dá muito certo e os dois partem pra luta. É muito divertido ver como a Daisy tá usando os poderes dela, tendo um pleno domínio das habilidades, e é por isso que a batalha dura algum tempo. Mas não muito, já que os poderes do Graviton são muito maiores do que os dela, principalmente porque ele absorveu mais um pouco de gravitonium. E, quando tudo parece perdido, ela percebe que o Coulson colocou o soro em uma das manoplas dela, pressentindo que ela iria precisar de toda a ajuda possível. Rola uma cena meio Matrix Revolutions, com o Agente Smith absorvendo o Neo, inclusive a cor é a mesma, a forma como tudo acontece é bem parecida, mas dessa vez a Daisy é capa de usar os poderes pra impedir isso. E, em seguida, mandar o Graviton pro espaço. Eba, vilão derrotado, Terra ainda intacta. Quase tudo deu certo no fim das contas.

Tem toda uma cena muito emocionante, de novo, da Ioiô se sentindo culpada pelo Coulson não ter tomado o soro, quando ele volta pra nave e tá inconsciente. Ela fica lá, tentando ressuscitar ele e pedindo perdão a Deus por tudo que fez, e tudo indica que ela tá fazendo isso usando os super poderes, já que todo o resto ao redor dela tá lento. Aí, eventualmente, ela consegue trazer ele de volta, mas né, é aquela coisa paliativa.

Aí no fim do episódio tem todo um clima de despedida, fazendo a gente achar que o clima fúnebre era pela morte do Fitz, mas na real era uma despedida, de fato, só que do Coulson, que vai passar os últimos dias de vida com a May no Taiti. E o Fitz, por mais que esteja morto, ainda tá vivo. É que ele ainda tava congelado na nave do Enoch, já que essa ação foi feita no passado, então a Simmons só precisa achar onde essa nave tá.

No fim das contas, foi um fim digno, melhor do que o resto da temporada. Desataram os nós, resolveram as histórias abertas, e só a questão do Fitz ficou como gancho pra próxima (e a questão do Deke ter deixado de existir ou não, mas não me parece um plot que segure uma temporada) – o que até é bom, dá mais liberdade pros roteiristas voltarem a nos oferecer algo com a qualidade que a gente sabe que a série tem. E como MAoS foi oficialmente renovada pra mais um ano, é esperar pra ver o que acontece.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Rafael Augusto

Um hiperativo que não sabe viver sem ler, escrever, ouvir música, ver séries e filmes, geralmente tudo ao mesmo tempo. Fã de ficção científica, suspense, Stephen King e histórias em quadrinhos.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu