Posts Populares

Narcos – S03E01 – The Kingpin Strategy [SEASON PREMIERE]

Um giro de 360 graus na série.

Narcos está de volta para sua terceira temporada, prometendo manter a qualidade da série, mesmo sem sua principal estrela. Não vou mentir, a morte de Pablo Escobar me deixou bem chateado no fim da última temporada. Apesar de saber (por causa da história) que isso aconteceria, não tem como não sentir falta de um personagem carismático como o feito por Wagner Moura. Mas agora que Pablo é passado, vamos nos ater no que a série se propôs a mostrar.

Tudo mudou! Foi uma virada de jogo incrível. Começando que saímos de Medelín e agora chegamos a Cali. Mais de 400 km separam as duas cidades, mas ambas estão agora mais próximas por um mesmo motivo: a caça ao narcotráfico. Outra mudança significativa na série foi a abertura, que agora mostra mais do nosso novo endereço e do que estamos lidando nessa temporada. Achei lindíssima, diga-se de passagem.

Pois bem, logo nesse primeiro episódio tivemos o retorno de Javier Peña, um dos agentes que liderou a caçada a Pablo Escobar. Vamos combinar que aquele início, mostrando a vida pessoal dele, foi bem dispensável. Muitos podem achar que é construção de personagem, mas já estamos na terceira temporada de Peña, se isso fosse pra acontecer já deveria ter acontecido.

E aí que começamos nossa introdução ao Cartel de Cali, formado por 4 cabeças principais: os irmãos Gilberto e Miguel Rodriguez, Pacho Herrera e Chepe Londono. Cada um tem sua finalidade na organização, sendo que Gilberto é o líder, Miguel cuida da contabilidade, Pacho cuida da distribuição internacional da droga, e Chepe é quem comanda o Cartel em New York. Só essa pequena introdução já nos dá uma ideia de como esses criminosos eram organizados. A própria narrativa nos mostra as principais diferenças entre eles e Pablo Escobar. Essa parte do episódio foi essencial pra toda a construção da temporada, sem dúvidas. Ah, e eu amei a narrativa!

O foco principal do episódio foi mostrar um pouco as ações do Cartel de Cali. Uma delas, foi uma reunião de toda a organização, o que raramente ocorre. Na verdade, era um anúncio dos líderes de que o Cartel iria terminar em 6 meses. Já fui pego de surpresa logo no primeiro episódio. Mas a questão é que os chefes de Cali eram tão influentes que estavam negociando com as autoridades e até a presidência da república para dar um fim ao Cartel, de modo que todos saíssem ganhando. O problema é que o anúncio não agradou alguns membros, e por isso Gilberto teve que lidar com eles.

Um desses rebeldes, Salazar, foi morto por Pacho, numa sequência maravilhosa. Primeiro, quem vai imaginar um traficante gay? Pior, naquela época, quem respeitaria um traficante gay? A série me surpreendeu e surpreendeu a todos com a sexualidade de Pacho, principalmente naquela cena da dança. Tudo culminando na morte de quem quis se opor às decisões do Cartel. Não uma morte qualquer, mas uma morte pesada. E aí também vemos a maneira que esses criminosos lidam com os inimigos.

Pra encerrar, ainda tivemos a apresentação de Salcedo, chefe de segurança dos líderes do Cartel, e que deve desempenhar um papel importante ao longo da temporada, como foi neste primeiro episódio. Na verdade, mostrou que o Cartel está sempre à frente das autoridades que tentam derruba-los. Isso, claro, por conta de toda a influência que eles exercem na Colômbia.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Gerson Elesbão

Nem tão complicado demais, mas nem tão simples assim: quebra-galho, colunista e seriador. Dificilmente atualiza o Banco de Séries, mas adora gongar as séries amadas pelo público. @gersonelesbao


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu