Volta de um personagem querido e revelações bombásticas. OUAT voltou com tudo!

Confesso que não estava nada empolgada para a volta de Once Upon A Time porque tenho achado essa temporada bem morna e nada excitante, porém esses dois episódios deram um novo sentido à série de alguma forma e o 6×12 foi um ótimo episódio em vários sentidos que me chocou (e creio que a todos) com uma revelação daquelas.

Bom, o 6×11 foi um episódio que se revelou boa parte bem morno também, mas o fato de Regina conseguir trazer a outra versão de Robin para Storybrooke me deixou bem feliz porque afinal, para uma shipper de Outlaw Queen, qualquer pontinha de esperança é motivo para ser Alice 😛
No episódio antes do hiatus, vimos que Emma e Regina perderam a oportunidade de sair da realidade alternativa (que Emma criou a partir do desejo da Rainha Má) porque Regina ficou hipnotizada quando encontrou a nova versão de Robin nesse mundo. Tendo visto que essa oportunidade foi embora, Emma resolve procurar August/Pinóquio para que possam utilizar o armário mágico criado por seu pai como uma espécie de portal, mas August revela que já não o tem mais e que será necessário tentarem de outra forma, fazendo com que ele chegue à conclusão que precisará construir um novo. Super gostei de ver August de volta mesmo que por um episódio apenas, na verdade eu nem lembrava mais o que tinha acontecido com ele e por alguns momentos, cheguei até a pensar que ele tivesse morrido, mas depois que Emma volta e reencontra ele em Storybrooke, vi que estava equivocada. Bom, continuando com o mundo paralelo de Emma, no meio da floresta, August e a princesa são atacados por uma versão absurdamente estranha e engraçada de Hook, que sem Emma virou um pirata bêbado, velho e barrigudo. Eu ri TANTO com essa cena, pra mim melhor cena do episódio sem dúvida nenhuma hahahahaha. Acaba que nessa “batalha”, August perde a ferramenta principal e duvida do seu potencial, achando que nunca será como seu pai, só que depois disso Emma descobre que quem o fez acreditar numa nova chance de mudar a vida quando pequena foi o próprio e vai atrás dele o convencendo a acreditar que ele mesmo pode fazer o seu destino, assim como ela acreditou e está tornando a acreditar. Adorei ver essa Emma renascendo, porque há alguns episódios atrás só restava medo de enfrentar o possível futuro de sua morte, mas bastou ser relembrada desse momento super importante da sua infância para mudar. Acaba que August consegue esculpir a tal madeira mágica da árvore e constrói um novo armário mágico para que ela e Regina possam voltar pra casa.

E por falar em Regina, ela e Robin acabam entrando em apuros juntos (inclusive com o próprio Rumplestilskin) e acabam se conhecendo melhor, levando Regina a descobrir que na verdade, Robin nem é Robin Hood, é apenas Robin de Locksley que nunca encontrou o amor e só faz pose de superior, mas por dentro não é feliz de verdade. Sendo assim, Emma a convence a levá-lo junto com elas para Storybrooke para um possível novo final feliz para ela e eu que já esperava isso, adorei a ideia, inclusive fiquei bem receosa de não ter dado certo quando ele demorou uma boa quantidade de tempo para passar pela porta do armário, mas quando Regina já está sofrida, ele aparece e se joga nos braços dele. Uma linda né? Eu realmente espero que estejam preparando algo interessante para esse novo Robin se não for pra ele ficar com a Regina ou que seja os dois ao mesmo tempo rs.
Outra coisa que vale ressaltar desse episódio é algo que mencionei lá em cima que foi um flashback mostrando quando Emma criança fugiu do orfanato e foi pras ruas e encontra um estranho (que depois descobrimos ser August) que a convence que os contos de fadas falam sobre transformação e usa o conto do Patinho Feio que se tornou um cisne como exemplo. Sendo assim, Emma procura o Conselho Tutelar e “inventa” seu sobrenome Swan (cisne em português) mostrando acreditar nessa transformação e justamente que cada um faz o seu próprio destino. Foi tão fofinha essa cena e serviu para eu nutrir um carinho ainda maior pelo August 🙂

Agora vamos falar de um núcleo bem chato que é o de Rumple com Bela. Ai gente, eu já fui shipper Rumbelle e já adorei a Bela, até o Rumple, mas atualmente que eles só sabem falar do mesmo assunto e as mesmas coisas, ou seja, sobre Gideon, já tá chato. Parece que estou vendo um looping eterno nas cenas deles, pelo menos agora o Rumple assumiu que ele é do jeito que é mesmo tendo seu lado bom quando se trata de seus filhos. Eu gosto da Bela, mas a personagem está extremamente sem função na série, tá na hora de arrumar uma função pra bixa ou sumir com ela de vez porque…SOS! O episódio que os dois não estavam presentes foi muito mais interessante. E por falar em Gideon, descobrimos que ele não virou maléfico, ele quer é livrar o Reino dele das maldades da Fada Negra e acha que matando Emma se tornará o Salvador e terá esse poder. Apesar de Rumple conversar com ele e seus pais estarem presentes na luta com Emma, isso não significou nada pra ele, apenas para ele repetir sempre que não precisa da ajuda do pai, mas na verdade foi a piedade de Emma pelo pedido de Emma que fez com que ele se salvasse. Inclusive, Emma arrasou nessa luta, super empoderada e mostrando que acabar com ela não vai ser fácil assim e é justamente dessa Emma que eu tanto gosto!
Achei super fofo no final da luta quando ela abraçou seus meninos (Killian e Henry) e ainda brincou com Killian dizendo que agora na casa só terá água para beber deixando ele com a pulga atrás da orelha do que ele era nessa realidade alternativa hahahaha
Outra coisa que gostei foi Captain Charming em ação de novo a fim de salvar Emma, coisa que nem foi necessária mas é sempre maravilhoso vê-los juntos.
Ah! Entendemos porque todos ficaram parados na hora da batalha, foi porque Gideon os congelou e eles não conseguiram fazer nada, os pobis. O que importa é que no fim tudo deu certo, mas no fim do episódio soubemos que Gideon não vai desistir fácil não, resta esperar pra ver qual será a próxima dele.

O último episódio, 6×12, foi um ótimo episódio por motivos de: Captain Swan, Hook, Captain Charming e uma surpresa não muito agradável no fim. Como eu disse, Rumbelle nem deu sinal de vida nesse episódio e foi ótimo, na verdade Rumple até apareceu mas em flashbacks como sua versão antiga que vamos combinar é muito melhor né? Nesse episódio tivemos vários flashbacks mostrando como foi que James se separou de David e seus pais quando bebê e também descobrimos o verdadeiro motivo da morte de Robert, o pai de David. James foi pego por Rumple que fez um acorod com Rei George que não conseguia ter filhos e o escolhido na cara e coroa por Rumple foi James. Descobrimos que por mais que Robert tenha sido um bêbado, no fim ele morreu muito dignamente indo atrás do filho James que havia fugido do castelo para a Ilha dos Prazeres. Lá ambos conheceram Pinóquio que os ajudou a tentar fugir, porém rei George acaba os encontrando e porque Robert contraria a majestade e quer levar James com ele, o rei manda matá-lo só que seus funcionários acabam não matando ele, um outro alguém muito conhecido o faz, mas vou voltar nisso lá na frente. Quando David começa a ter visões de seu pai no início do episódio, resolve investigar a fundo a morte dele e pede ajuda a Hook que aceita, mas com uma certa mágoa e receio de que ele não o ache digno para Emma e só o veja como pirata, além dele super considerar o sogro/amigo isso se agrava porque ele vai pedir a mão de Emma em casamento e quer ter a benção de David. Ai gente, é muito amor pro meu coração viu? É Hook querendo casar com Emma, falando dela e de David com Archie, é esse brOTP maravilhoso reunido numa missão de novo e um episódio todo focado praticamente nos dois, afff assim meu coração não aguenta ♥
E Captain Charming protagonizou cenas ótimas, a cena deles girando em vez de girar o pote pro feitiço foi ótima, só eles mesmo hahahah. Outra cena ótima, mas no sentido emocional foi quando Hook impede de David matar o rei George, que está preso em Storybrooke, o convencendo que seu pai não ia querer isso e essa não é a melhor forma de ver as coisas, assim ele finalmente mostra pro amigo que mudou de verdade e o consola em sua dor. Inclusive, palmas para Josh Dallas nesse episódio, arrasou! Além de ter me feito ficar com o coração na mão por ele, tadinho :/

As cenas Captain Swan foram um amor também, o sorriso da Emma com o Killian e até aquela cena que ele “enganou” ela e compartilhou seus sentimentos foi super lindinha, amo forte!
Além de CS e CC, tivemos Regina e Robin aprofundando mais a relação e Mary aconselhando Regina a não se iludir que esse novo Robin é o Robin dela que morreu, para ela ficar bem atenta e isso acaba se revelando quando em um dado momento, Robin a beija e ele não sente absolutamente nada, assim como Mary disse que quando beijou James achando ser David não sentiu nada. Ai, fiquei com tanta pena dela e de mim que tivemos esperanças hehehe
E parece que Robin veio para Storybrooke com algum intuito né? Apareceu ele fuxicando nas coisas e mexendo numa caixa lá, resta descobrir porquê. Quem apareceu por 5 segundos foi Zelena, mas foi totalmente sem função rs
Nesse episódio reforçamos que o ponto franco de Rumple sempre foi filhos/paternidade, já que quando Robert vai atrás de James e pede sua ajuda, ele finge estar interessado num fio de cabelo dele, mas não é nada, é simplesmente porque o coração dele amolece com esses assuntos. Aff, volta Rumple do passado!

Por fim, chegamos a cena mais linda do episódio que foi Killian pedindo a benção de David para casar com Emma, super nervoso o bixinho tadinho rs… Ele o faz após David ter finalmente se desapegado das memórias do pai, estar sofrido pela morte dele e reconhecer que Killian mudou muito e logo depois que Hook abre seu coração, ele dá seu consentimento super feliz e promete manter segredo. Quem te viu e quem te vê né? David antes odiava Killian, agora olha aí e por isso que eu digo, apenas o melhor brOTP xD
Logo depois dessa cena, Killian descobre através das páginas do Livro que quem matou de verdade Robert foi ele quando tentou assaltar a carroça dos funcionários do Rei e não sentiu pena alguma enfiando a espada no pobre homem. Olha, tenho que confessar que me doeu aquela cena por pena de Robert, do atual Hook, de David e de saber que isso vai dar uma m*erda federal, já estou sofrida por tudo que vem por aí quando tudo vier à tona. Tava muito bom pra ser verdade né? :/

Pelo jeito, os plots de Gideon e o dilema de Hook irão se misturar no próximo episódio, vejamos como será isso. E vocês, o que acharam do retorno de OUAT? Mais esperançosos com a temporada? Comentem aí 😉

Está no ar o 2º recrutamento de reviewers do Panela de Séries! Venha se juntar a nós paneleiros! Saiba mais clicando AQUI.

Caroline Azevedo
Caroline Azevedo

Complicada e perfeitinha. Me tira tudo, mas não me tira minhas séries e a música. Já que não tenho o meu mozão, shippo os mozões do mundo seriador: Delena, Captain Swan, Olicity e Zade são os principais. Entre os meus vícios, estão The Vampire Diaries, Once Upon A Time, The Originals, Arrow e Supernatural.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: