Posts Populares

Once Upon A Time – S06E13 – III-Boding Paterns

Descobrimos o que levou Rumplestilskin a se tornar o que se tornou.

Olha, esse não foi um episódio de grandes surpresas, mas eu gostei muito porque não sei se já disse por aqui, mas eu gosto muito quando mostram o passado das personagens nos levando a entender o porquê de serem como são no presente e além disso, gosto bastante de ver que aquela personagem foi pensada com cuidado e temos a oportunidade de conhecer todo esse processo. Além disso, tivemos um curto momento de Captain Swan, mas foi o suficiente para derreter todos os nossos corações de CS shippers de tanto amor, SOS!
Nesse episódio, conhecemos um pouco mais do passado de Rumple e praticamente o momento exato de quanto ele se tornou o Senhor das Trevas. Sempre soubemos que ele quis ter todo esse poder para deixar de ser covarde e reconquistar sua mulher que tinha fugido com Hook, mas nesse episódio pudemos ver que a primeira vez em que ele usou a adag para valer foi para salvar a sua vila da Primeira Guerra dos Ogros, se tornando o herói da vila deixando um outro “herói”, Beowulf, bem enraivecido já que Rumple roubou seu momento e ele acreditava que tudo tinha sido por conta de seu poder maligno como Senhor das Trevas e realmente foi, mas percebemos que naquele momento Rumple não tinha aquela sede de poder em seu sangue e nem pretendia fazer maldades para alcançar seus objetivos. Quando Bae, seu filho, conversa com ele e pede para que ele não use mais a adaga e renuncie ao poder de ser o Senhor das Trevas, Rumple hesita mas resolve atender ao desejo de seu filho e realmente abdica dessa vantagem, mas após um tempo, outra tragédia assola a vila e pedem a ajuda dele que vai com Bae para combater o mal, que todos julgam ser um outro ogro, e leva a adaga junto com ele e após Bae descobrir, ele revela que o poder que esse simples objeto pode dar é muito difícil de ser abdicado e Bae o convence que ele é capaz mesmo sem isso e fica com a adaga a pedido de seu pai, sabendo que aquele objeto pode controlá-lo. Porém, na sua jornada, eles descobrem que quem armou tudo isso e matou os aldeões foi Beowulf com a intenção de se vingar de Rumple. Beowulf rouba a adaga de Bae e deixa Rumple na caverna sozinho e Bae corre pela floresta em busca de ajuda quando Beowulf encontra ele e Bae consegue recuperar a adaga e invoca o Senhor das Trevas, que quase mata o herói, mas se controla a pedido de seu filho, porém Beowul humilha tanto os dois que a raiva invade Bae e ele ordena que seu pai mate Beowulf causando grande angústia e tristeza a Rumple. Depois desse evento, vimos um Bae completamente dominado pelo poder da adaga e Rumple dá a ele uma poção da memória para que ele esqueça do que aconteceu e carregue para sempre o fardo de ser dominado pelo poder no lugar de seu filho. Dali, vimos novamente do que Rumple é capaz pelos seus filhos e o que realmente fez ele ceder de vez ao grande poder de ser o Senhor das Trevas.

Esses flashbacks  se alternam com o presente onde Rumple tenta convencer seu filho, Gideon, a não seguir com o plano de matar Emma pois se ele ceder às trevas será um caminho sem volta como aconteceu com ele. Ele tenta de tudo: diálogos, poção de memória, sentimentalismo, mas nada faz Gideon mudar de ideia, fazendo o rapaz inclusive a usar a adaga para não impedi-lo de cumprir seu objetivo. Por fim, vemos que Rumple consegue achar uma brecha e em vez de deixar Gideon drenar o sangue e a magia da Fada Azul para restituir a espada que tem o poder de matar a Salvadora, ele mesmo o faz já que ele já tem a alma negra pelas trevas. Vimos um lado muito querido do Rumple nesse episódio e não só nós, mas como Bela também. O mais interessante de tudo é que foi uma das primeiras vezes, se não foi a primeira, que ele foi mostrado como sendo o que é e tendo consciência disso, mas daquele que é capaz de se sacrificar pelo amor e o bem de um filho justamente por saber como é carregar o peso de ser um ser das Trevas. Como eu já tinha dito em reviews anteriores, pra quem achava que o ponto fraco do Rumple é a Bela, não é, são seus filhos.
Além de Rumple, tivemos a presença de Zelena ajudando Robin em sua tentativa de fugir de Storybrooke, já que o ladrão rouba um dos feitiços de Regina e convence Zelena a se juntar a ele para que possam conquistar esse mundão afora. Claro que Regina desconfia de tudo antes e deixa claro que esse feitiço ainda é irreversível, porém se esse é o desejo dele ela irá ajudá-lo a ser feliz, já que ele deixa claro que viver sob a sombra de seu antigo amor não é nada agradável. Engraçado né? Eu shippava muito Outlaw Queen, mas com esse novo Robin não shippo nem um tico, inclusive tô até com um certo desgosto.
Tivemos também lá pro final uma Zelena arrependida do que fez com a irmã e indo pedindo perdão, mas quando Regina diz que a culpa é dela, Zelena rapidamente aceita rs. Inclusive, é nesse mesmo momento que elas descobrem que a cobra da Rainha Má fugiu da gaiola e está solta por aí. Eita viado!

Daí, vimos que a Rainha Má está na floresta atrás de Robin em sua versão animalesca e o pica a fim de pegar a magia da poção utilizada na fronteira para que ela volte à sua forma humana. Agora, não me perguntem como ela conseguiu fugir da gaiola porque me perguntei isso durante um tempo e não faço ideia, porque se fosse fácil assim porque ela não o teria feito antes? Sei que a bitch está de volta e disposta a fazer uma aliança com Robin para tocar o terro, prevejo grandes planos dessa aliança, já adoro ahahahaha
Por fim, vamos falar do casal maravilhoso dessa série: Emma & Killian. Vimos Hook se sentir muito culpado pela descoberta passada de que matou o pai de David há anos atrás e afogar suas mágoas no seu grande amigo, o rum. Ele também ouve os conselhos de Archie e admite estar realmente querendo contar tudo a Emma para que eles possam ter uma vida sem segredos, mostrando que está cada vez mais mudado. Porém, quando ele chega em casa é recebido com tamanha paixão de Emma e quando começa a tentar falar o que tem para falar, Emma se antecipa e diz que encontrou o anel de noivado e que sua resposta é sim. Sendo assim, ele não resiste, se ajoelha e pede sua amada em casamento para a enorme felicidade dos dois. Mas, essa felicidade toda não dura muito tempo e novamente, vimos aquela expressão de culpa de Killian. Já prevejo que isso virá à tona no pior momento e vai ser aquele auê. Será que eu tô muito negativa ou já conheço tanto de série que sei exatamente quando eles estão preparando a gente pro pior? hahahaha
De qualquer forma, eu MORRI de amores com essa cena. Mal posso esperar para ver Emma vestida de noiva com David a levando ao altar e Killian a esperando, SOS! ♥

Próximo episódio promete uma batalha daquelas entre rainhas hein? Espero que seja bem tenso mesmo, quero suspense e surpresas hahahaha
Contem vocês aí o que acharam do episódio e o que esperam dos próximos 😉

Está no ar o 2º recrutamento de reviewers do Panela de Séries! Venha se juntar a nós paneleiros! Saiba mais clicando AQUI.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Caroline Azevedo

Seriadora de carteirinha. Shipper de plantão. Friendsmaníaca. Viciada em música. Feminista. Meu sonho é ser uma Sense8 e me dividir em várias partes para conhecer esse mundão afora, tudo ao mesmo tempo, agora.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu