Posts Populares

Orange Is The New Black – S05E01 – Riot FOMO [SEASON PREMIÈRE]

Um episódio demasiadamente engraçado e dramático para um bom inicio de temporada.

A quarta temporada de Orange Is The New Black terminou em um gancho de Daya fazendo dois policiais de reféns. Uma rebelião está prestes a começar, e o motivo foi a morte de Poussey Washington, uma das detentas de Litchfield. Daya e várias outras detentas pegaram dois guardas e elas estavam prontas para mata-los, mas Daya exitou em fazer isso e acabou atirando na perna de um deles, o que causou o tumulto durante todo episódio.  Primeiro várias outras presas pensaram que os sons estridentes não fossem de tiro, mas depois que Gloria chegou, e impediu que Daya e as outras detentas matassem o guarda, elas começaram a agir e instauraram o caos.

Primeiro foi o alarme disparado, seguido das portas trancadas e todas as salas arrombadas. Em seguida, alguns guardas surgiram, mas elas logo conseguiram dominar todos eles. Taystee vai até Caputo, o diretor de Litchfield, e o faz de “refém”, exigindo que ele grave um vídeo e diga publicamente tudo o que aconteceu com Poussey, mas ele não consegue, e elas mesmas acabam fazendo isso e publicam o vídeo no Twitter.

Uma coisa que achei muito engraçada no episódio, foi o alarme sendo disparado e deixando todos na prisão enlouquecidos. Isso acabou de certo modo até ajudando elas a executarem seu plano melhor, mas todas já estavam ficando sem saber o que fazer, tamanho era o barulho ensurdecedor. 

Além disso, tivemos Gloria levando o guarda para Sophia, que tenta salva-lo apenas porque ela pediu, pois o cara agiu feito um cuzão (desculpa o palavriado) com Sophia. Depois disso, elas não viram outra solução, e decidiram leva-lo para a enfermaria, e lá só tinha um médico, o que acabou terminando com Sophia o ajudando também.

Por fim, tivemos Daya ficando transtornada com toda a situação, pois ela percebeu que está totalmente com o sangue em suas mãos, e ela será a principal responsável pela rebelião, caso tudo dê errado (o que é bem provável). Em certo momento, eu até achei que ela se mataria, e ela acabou indo para uma sala e tentou telefonar para sua mãe, mas quando menos esperamos, alguém acerta Daya na cabeça a deixando inconsciente e terminando o episódio com esse ar de mistério. 

Tivemos alguns outros fatos isolados, mas achei mais importante destacar esses que foi basicamente a trama central do episódio. Além disso, adorei as pitadas de humor em diversas cenas, foi genial, como por exemplo, Piper e as outras detentas amarrando um dos guardas, usando até mesmo fios (com) um VHS hahaha. Eu (Ricardo) estou refazendo a review por conta de uma infelicidade que descobrimos com as reviews de OITNB do autor antigo, então eu peço desculpas para todos que lerem e acharem que a review não está completa ou algo do tipo, eu não assistia a série e busquei fazer o meu melhor pesquisando nomes e um pouco da história para escrever. 

Então pessoal, fiquem atentos para a próxima review, até mais. 🙂 

 

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Ricardo Souza

Tem gente que diz que sou um amorzinho, eu digo que sou um trouxa. Viciado em maratonar séries e ficar na bad depois de assistir tudo em um dia. Amo muito música indie, quando quiser me chamar pra ouvir Florence já sabe onde procurar. Mineiro do interior que não puxa o 'r' quando fala, mas adora um pão de queijo.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu