Posts Populares

Outlander – S03E10 – Heaven & Earth

Uma mulher dessas, bicho!

Eu não canso de dizer o quanto eu amo essa série, ela consegue até com episódios mais “parados” nos envolver e fazer a gente se apegar a outras coisas além do foco principal que é o relacionamento de Jamie e Claire e mais, tem episódios que são verdadeiras declarações de amor a personagens, principalmente Claire e Jamie separadamente e esse, foi um desses à Claire. QUE MULHER! A cada coisa que ela fazia, eu vibrava aqui. Eu vibrei, chorei, me emocionei, me desesperei como se tivesse na sua pele e isso não é qualquer série que tem o poder não, ouso dizer que raras exceções conseguem isso, fazer o telespectador se envolver tanto assim. Mas enfim, depois da minha ode de amor à Outlander, vamos ao episódio em si rs

Vamos começar falando do Jamie que, claramente, se desesperou quando viu que o navio britânico começou a navegar com Claire dentro e quis obrigar o capitão e a tripulação a seguir atrás, mas esse capitão Reiners é um pé no saco e um belíssimo de um covarde e resolveu não ir atrás para não desrespeitar as ordens do capitão novinho lá e só encontrar na Jamaica como prometido e como conhecemos nosso Fraser que nunca se conformaria com isso, ele continuou rebatendo e o capitão mandou prendê-lo no convés do navio. Jamie ainda tentou convencer Fergus a roubar a chave para tirá-lo de lá e ainda chantageou ele dizendo que se ele fizesse isso e eles tomassem o navio, ele daria a benção dele para que Fergus e Marsali se casassem. Claro que isso deixou nosso eterno menino super mexido, mas ele tomou a decisão mais acertada e corajosa, ao meu ver, e não roubou chave nenhuma porque, claramente, isso ia dar merda e ainda mais dele ouvir os podres daqueles marujos falando em estuprar a Marsali. ARRGHHH, homens do meu ódio! Ele conseguiu ser libertado graças à Marsali que conversou com o capitão e fez ele acreditar na palavra de Jamie que não ia se rebelar e ainda colocou razão na cabeça dele fazendo com que ele percebesse que Fergus fez tudo o que fez mais por amor à Jamie do que qualquer outra coisa. Sendo assim, ele se dá conta de tudo e certamente percebeu que Fergus não transou com Marsali por respeito à promessa que fez a ele e, por fim, dá a benção para os dois se casarem. Confesso que agora estou achando bem bonitinho esse casalzinho, inclusive aquela cena que eles se pegaram loucamente e quase transaram achei bem… empolgante rs. E esse Fergus mais velho também está uma graça, só queria dizer isso mesmo 😛
Só queria complementar que fiquei com meu coração pequenininho na cena em que Jamie diz que não pode perder Claire de novo e Claire do outro lado diz que apesar da distância ser de 200km entre os dois, parecem 200 anos </3
Os pobis ficaram 20 anos separados e mal podem ficar juntos direito, ô povo cruel!

Agora vamos falar de Claire e da personagem que fisgou nosso coração em apenas um episódio e foi o responsável por destroçá-lo todinho no mesmo episódio também: Elias Pound. Ai gente, não consigo nem falar dele sem sentir uma dorzinha no peito e um nó na garganta. Que menino de ouro, não merecia morrer assim não 🙁
Eu achei linda a forma como ele respeitava a Claire, a admirava e o coração tão amoroso e generoso que ele tinha para com os outros e a relação que ele foi criando com a Claire foi muito lindinha. Quando ela encontrou ele super doente com a tal da febre tifóide já nas últimas, meu coração partiu em mil pedaços, na cena em que ela passa o arame pelo nariz dele da forma como ele disse que tinha que fazer e que só podia ser feito por pessoas amigas, eu senti a dor de Claire daqui e chorei junto com ela (inclusive, já estou chorando de novo lembrando). Awn e ela “fingindo” ser a mãe dele e depois devolvendo o amuleto a ele pra que ele fosse jogado no mar com aquilo? Aiii gente, não tenho estrutura nenhuma até agora, foi claramente uma das mortes da série mais sentidas por mim :'(
Uma cena maravilhosa foi quando a Claire putíssima vê que o marido da moça das cabras não tava com a febre e sim alcoolizado e coloca toda a sua revolta pra fora e quando o Pound diz “Não achei que uma dama falasse assim” e ela diz “Eu não sou uma dama, Sr. Pound”. MEU DEUS QUE HINO!!!! Eu amo tanto essa mulher, SOS!

Inclusive, esse episódio nos apresentou duas personagens maravilhosas né? Além do Elias, conhecemos a moça das cabras que eu não consigo decorar o nome de jeito nenhum  que fez o possível e impossível para ajudar Claire e convenceu ela até a pular do barco para salvar Jamie, pois sabia que assim que ele chegasse na Jamaica ia ser enforcado, até quando a Claire hesitou, ela tava ali dando força. Girl power, babes! E por falar nisso, que homem nojento aquele que denunciou o Jamie né? Tomara que pegue a febre e morra logo, porque com a Claire é assim, monamour, ela não deixa barato mesmo ainda mais se mexem com o homem dela 😉
Aaaah! E por falar nisso, a cena que ela enfrenta de cabeça erguida o tal do cozinheiro que queria assustar ela em menção de estuprar ela e é ela que sai por cima, coloca medo na bixa e sai divando. Gente, não canso de dizer… que M U L H E R! Aqui em Outlander é assim, não é o cavalheiro que salva a mocinha sempre não, a mocinha também salva o cavalheiro, afinal não temos nenhuma dama aqui não é mesmo? 😉

Eu tinha certeza que o episódio terminaria com aquele salto da Claire e prendi a respiração junto com ela, inclusive estou com ela presa até agora com a curiosidade de saber o que teremos a seguir. Já dá pra ter uma breve noção pela promo, mas só breve mesmo. Me falem vocês o que sentiram com esse episódio tão empoderado e emocionante e se assim como eu, não superaram a morte do amorzinho do Pound </3

gostou da matéria? deixe um comentário!

Caroline Azevedo

Seriadora de carteirinha. Shipper de plantão. Friendsmaníaca. Viciada em música. Feminista. Meu sonho é ser uma Sense8 e me dividir em várias partes para conhecer esse mundão afora, tudo ao mesmo tempo, agora.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu