Por onde andam…


Chegamos a segunda edição da coluna “Por Onde Andam”, hoje com duas artistas espetaculares uma da Season 2 e a outra da Season 4: Juliet Simms e Sarah Simmons.  Juliet por ser minha artista favorita de todas as temporadas e The Voice’s do Mundo e Sarah por ser amada por mim e ter sido uma das artistas mais pedidas por vocês queridos leitores! Hoje, o Ricardo Souza (Rick) me ajudou com a pesquisa, principalmente sobre Sarah, então thanks Rick!

Então sem mais delongas, vamos comentar sobre o que nossa Rockstar Juliet Simms fez antes, durante e depois do The Voice US.

477909640Juliet Simms é vocalista da banda “Automatic Loveletter” desde 2003, a banda apareceu no cenário americano por volta de 2007, com o single “Hush” que atualmente está próximo de 2 milhões de visualizações no youtube.

Automatic Loveletter – “Hush”

Sua banda cresceu tanto que Juliet Simms (vocalista do grupo) conseguiu participações em músicas de bandas famosas, como “Remembering Sunday” do All Time Low

All Time Low – “Remembering Sunday” feat. Juliet Simms

Mas vamos comentar um pouco sobre sua participação no The Voice US, ela participou da segunda temporada do reality, e em sua audição fez uma escolha ousada cantando “Oh Darling” dos Beatles de uma forma visceral, sendo uma das audições de destaque daquela temporada, seu timbre rouco e seu jeito singular fez com que ela vira-se três cadeiras, sua interpretação foi tão magnifica que fez o jurado Adam Levine cantar parte da canção de sua cadeira, após uma linda cena de discussão entre os coaches, Juliet optou por Cee Lo Green e ali começou a nascer uma das melhores parcerias que este show já teve.

Em sua batalha ela duelou com Sarah Golden com a música “Stay With Me” e teve uma vitória fácil, mas seu grande momento no show foi na primeira noite dos shows ao vivo, Juliet Simms cantou “Roxanne” by The Police, e foi surreal, não tenho palavras para descrever esta performance, apenas dizer que foi uma das melhores da história do programa.

Juliet Simms – Roxanne

Alias fazer performances incríveis e poderosas, expandir seu timbre rouco e mostrar a extensão de seus vocais e uma certa agressividade em sua interpretação foram a marca de Juliet no programa, na rodada seguinte ela cantou “Cryin” do Aerosmith e foi incrível, vestida como um anjo gótico ela entregou mais uma vez uma performance poderosa.

Juliet Simms – Cryin

Mas seu melhor momento no show para muitos foi nas semi finais, com o hino de James Brown “It’s a Man’s Man’s Man’s World” fazendo uma interpretação que colocaria no mesmo nível da que Christina Aguilera fez, claro ambas são diferentes.

Juliet Simms – It’s Man’s Man’s Man’s World

Mas como os americanos amam ser coerentes e justos, acabaram dando a vitória do programa a Jermaine Paul, e Juliet Simms apesar de favorita acabou em segundo lugar no show. Após o programa Juliet tentou tocar sua carreira solo. Em 2013 ela lançou seu primeiro single solo, “Wild Child”.

Juliet Simms – Wild Child

Seu primeiro single é bem diferente da linha artística que Juliet seguia, algo mais pop e acredito que foi uma tentativa de lançar ela na indústria de uma forma diferente e que acabou tirando sua essência.

Mas não acabou por ai, no início do ano Juliet lancou seu primeiro EP solo “All Or Nothing”, que conta com seis faixas, que acredito que seja um mistura dos trabalhos que ela fez com sua banda antes do The Voice e com o que ela apresentou no programa, um EP delicioso, indicaria para vocês ouvirem a faixa título “All or Nothing” e “Not Broken Yet” minhas duas faixas favoritas.

Juliet Simms – Not Broken Yet

Com o lançamento de seu EP, Juliet começou em Junho deste ano sua turnê pelos Estados Unidos, com shows pequenos compostos por sete ou oito faixas, ela apresenta seu EP e faz alguns covers e assim continua sua batalha para fazer sucesso na indústria da música.

Sarah-Simmons

Nossa outra participante é a cantora Sarah Simmons, participante da quarta temporada do The Voice US onde integrou o Team Adam até o Top 8 da competição. Em sua blind audition ela mostrou seu potencial com seu timbre sutil, carregado de rispidez e equilibrado com suavidade e rouquidão, em uma linda apresentação ela conquistou logo de cara os quatro coaches cantando “One Of Us” by Joan Osborne.

Sarah Simmons – One Of Us

Sim, é incrível pessoal. Sarah Simmons trilhou um caminho duro até os lives, vencendo sua batalha e knockout, sendo que no knockout enfrentou um outro favorito do Team Adam: Warren Stone. Mas sua apresentação única e singular de “Wild Horses” a garantiu nos lives.

Sarah Simmons – Wild Horses

A partir daí chegamos na fase dos shows ao vivo, nos Playoffs Sarah nos presentou com uma linda apresentação de “Angel” da Sarah McLachlan, porém que não foi suficiente para ela avançar com os votos do público, Adam salvou sua garota e ela chegou ao top 12.

E graças a deus, Adam optou por Sarah, ela fez valer a pena sua continuação no show, entregando o que para mim foi uma das melhores performances daquela temporada: “The Story”.

Sarah Simmons – The Story

Alguns acusavam Sarah de não sair de sua zona do conforto, mas após ela cantar “Mamma Knows Best ” de Jessie J, este paradigma foi quebrado, mostrando que ela era capaz de muito mais do havia aparentado.

Infelizmente o destino foi cruel com ela, na semana seguinte uma das maiores injustiças em realitys foi cometida, a eliminação dupla que fez Adam Levine soltar um “I hate this country” , Sarah Simmons, juntamente com Judith Hill (também uma das favoritas da competição), foram eliminadas de forma extremamente precipitada e sem nexo.

Após sua eliminação, na primeira semana de julho, Sarah em uma entrevista, disse que estava se mudando para Los Angeles, e que estava conversando com Adam Levine sobre algumas possibilidades, na qual portas poderiam se abrir para ela.

Ainda em 2013, Sarah lança dois singles chamado “Fall” e “Our Story” , que infelizmente não trouxe muito retorno para a cantora, e após isso , ele ainda faz algumas interpretações como “Little Drummer Boy”  do Pentatonix e pequenos shows em bares e concertos.

Sarah Simmons – Fall

Em 2015, Sarah começou a fazer uma pequena tour, com shows pequenos, principalmente em sua cidade natal. Nos resta aguardar e torcer, para que em breve ela comece a planejar sobre sua carreira, e lance novas músicas para fazer muito sucesso, pois uma voz como esta não encontra todo dia!  **Segundo informações do nosso amigo Jean, que falou com Sarah no Twitter, ela está com um cd pronto e deve ser lançado até o fim do ano por sua gravadora.

Enfim, assim terminamos a segunda edição da nossa coluna Por Onde Andam… para quem não conferiu a primeira edição, as cantoras Jacquie Lee e Melanie Martinez foram as escolhidas, você pode ler a matéria clicando aqui.

Aliás Melanie recentemente lancou seu primeiro cd “Cry Baby”, na página do Grupo Sub Voice você encontra para download, clique aqui. Nesse mesmo link é possivel encontrar um pouco do trabalho autoral de Sarah Simmons, Juliet Simms e outros artistas que participaram da franquia americana do The Voice.

Na próxima edição que deve sair até o fim deste mês, algumas surpresas, cantores de outras franquias do The Voice serão lembrados!! Fiquem na expectativa de quem serão, mas a única dica que dou é que são mulheres, um participou do The Voice UK e a outra do The Voice AU.

Sugestões de artistas são bem vindas, todas as dadas na postagem anterior foram anotadas, mas quem sabe pedindo duas vezes a fila não anda e o post chega logo? Então mandem sugestões nos comentários.

 

Lindomar Albuquerque
Lindomar Albuquerque

Canceriano com ascendente em Sagitário, ou seja UMA ÓTIMA PESSOA! Atualmente um louco que faz Doutorado e que já se formou em Química. Viciado em The Voice, séries e Indie Rock. Gosta de gastar o tempo que não tem para escrever sobre The Voice, The Flash, Bates Motel, Orphan Black, The Vampire Diaries e Westworld.
Deixe-nos um comentário!
  • Ricardo Souza

    De nada Lindomar, se precisar estamos ai 🙂 Juju e Sarah minha lindas injustiçadas <3 :'(

%d blogueiros gostam disto: