É amanhã!

Às 11:15 da manhã desta terça-feira saberemos quem serão os indicados ao Oscar 2017 e, como já é de praxe, o Panela vem aqui pra trazer a anual previsão sobre os indicados, que dessa vez está em uma versão compactada, já que, com exceção de duas ou três categorias, tudo parece estar caminhando para o ano mais previsível da premiação desde 2013.

Antes de falar dos prováveis indicados, devo dizer que cada categoria virá com os nomes ordenados na probabilidade de indicação, assim como estará acompanhada de um texto justificando as escolhas e/ou falando sobre outros possíveis candidatos que poderão também abocanhar uma indicação. Algumas observações feitas nessa postagem continuam, outras desvaneceram-se, mas considerando padrões, os prêmios de termômetro e os sindicatos, estas são as apostas…

MELHOR FILME:

La La Land: Cantando Estações;
Moonlight: Sob a Luz do Luar;
Manchester à Beira-Mar;
A Chegada;
Lion;
Estrelas Além do Tempo;
A Qualquer Custo;
—- Cercas;
—– Silêncio;
—— Sully: O Herói do Rio Hudson;

Nessa categoria, temos três considerados favoritos para vencer e é claro que aparecerão entre os indicados. Estes são La La Land, Moonlight e Manchester à Beira-Mar. A Chegada e Lion não parecem ter força para vencer a categoria, porém também devem garantir ser grandes dificuldades, já que, embora não sejam grandes vencedores, tem garantido muitas indicações durante a corrida (e a indicação dupla do diretor de Lion no DGA reforça ainda mais a força deste filme na premiação). A Qualquer Custo e Estrelas Além do Tempo não possuem o mesmo impacto, mas devem ser alguns dos nomes cogitados para completar as indicações, pois o primeiro foi indicado ao PGA e é uma filme que permaneceu linear durante toda a corrida e o segundo, além do PGA, também foi indicado ao SAG, deixando ainda mais forte a possibilidade de uma indicação, isso sem falar do fato de que o filme virou um fenômeno de bilheteria justamente quando as votações estavam abertas, o que pode ajuda-lo bastante.

Cercas vem logo abaixo, pois mesmo com as indicações ao SAG e ao PGA, o buzz do filme se resume às atuações de Denzel e Viola, tornando mais complicada sua aparição que a dos nomes que coloquei na frente. Fechando a categoria, aposto em Sully e Silêncio que, por mais que sejam filmes que pouco apareceram na temporada de premiações, possuem dois fatores que podem catapultá-los a uma indicação aqui. No caso de Sully, é o fato de ser produzido pela Warner, já que a produtora conseguiu a proeza de estar estre os indicados nesta categoria em todos os anos de 2003 pra cá, até mesmo em 2011 com Tão Forte Tão Perto, que havia recebido menos a atenção dos prêmios que Sully, então, não consideraria uma surpresa se ele aparecesse aqui. Já quanto à Silêncio: Martin Scorsese é um nome de responsa, né? Nunca podemos duvidar de sua capacidade de ser lembrado pela Academia.

Há outros dois nomes que eu deixei de fora, mas que não excluo completamente a possibilidade de aparecer: Até o Último Homem e Deadpool. O primeiro porque apareceu em muitas listas, incluindo uma indicação ao PGA, mas que exclui da minha previsão aqui porque eu particularmente não creio na força desse filme. Já Deadpool é pelo simples fato de que seria muito épico ver essa indicação, por inúmeros motivos, e porque teve indicação ao PGA, ao WGA e ao “First-Time Feature Film” no DGA, ou sinaliza um suporte da Academia, só resta saber até onde ele vai.

 

MELHOR DIREÇÃO

– Damien Chazelle, La La Land: Cantando Estações;
– Barry Jenkins, Moonlight: Sob a Luz do Luar;
– Denis Villeneuve, A Chegada;
– Kenneth Lonergan, Manchester À Beira-Mar;
– David Mackenzie, A Qualquer Custo;

São ínfimas as chances de os quatro primeiros nomes não aparecerem na categoria. Os quatro simplesmente dominaram a temporada e a ausência de algum deles seria um absurdo. A quinta vaga não é tanta certeza assim. Poderia ser ocupada por Garth Davis (Lion), que foi indicado ao DGA, mas nos últimos as indicações têm um padrão de diferenciar-se do DGA por um nome que havia passado despercebido na corrida, então, por isso, aposto em Mackenzie, porém sem descartar a possibilidade de Martin Scorsese (Silêncio) ou Tom Ford (Animais Noturnos) aparecerem. Ou até mesmo essa “regra” ser quebrada e o nome de Davis ser lido amanhã.

 

MELHOR ATRIZ

– Natalie Portman, Jackie;
– Emma Stone, La La Land: Cantando Estações;
– Isabelle Huppert, Elle;
– Amy Adams, A Chegada;
– Meryl Streep, Florence: Quem É Essa Mulher?;

Aqui está a categoria mais impossível de prever de todas. As três maiores vencedoras dos prêmios poderiam estar “garantidas” se não fosse o fato de a corrida estar tão aberta que até mesmo elas podem ser substituídas. Mas, tentando analisar de maneira mais centrada, creio que não seja possível ver essa categoria sem Portman e Stone pois são duas personagens tendem gerar certa atração dos votantes assim como estão sendo altamente elogiadas desde a primeira exibição. Huppert venceu o Golden Globe e teve uma reação que chamou a atenção, ganhou vários prêmios dos críticos e seria uma indicação certa se não enfrentasse os empecilhos de não ter sido indicada ao SAG e de ser uma atuação não inglesa, dois pontos que transformam aquilo que seria uma certeza para qualquer outra atriz em uma interrogação pra ela. Aposto na indicação, mas não acharia surpreendente vê-la ser esquecida. Adams vem sendo uma coadjuvante de luxo na categoria, mas creio que ela deve garantir a indicação devido pela recepção do filme. Streep, se entrar, o fará pelo discurso que fez no Globo de Ouro porque essa atuação, ainda que muito boa, está a milha de distância de três das que coloquei aqui (as três que já vi) e de algumas que não coloquei, mas que podem aparecer. Se uma delas não for indicada, aposto em Emily Blunt, indicada ao SAG e BAFTA, ou Taraji P. Henson, novamente pelo sucesso comercial do filme, aparecendo no lugar.

MELHOR ATOR

– Casey Affleck, Manchester À Beira-Mar;
– Ryan Gosling, La La Land: Cantando Estações;
– Denzel Washington, Cercas;
– Viggo Mortensen, Capitão Fantástico;
– Andrew Garfield, Até o Último Homem;

Casey já venceu essa categoria, sem dúvidas. Gosling vai ser carregado pelo amor ao filme. Washington tem sido aplaudido por esse trabalho desde antes de o filme lançar. Mortensen foi aclamado pela atuação aqui mesmo por quem não gostou do filme e isso quer dizer muito. Garfield tem Silêncio e Até o Último Homem pra garantir a última vaga, mas aposto mais no segundo filme porque ele tem recebido mais atenção por ele nessa corrida. Não consigo imaginar outro ator entre estes cinco. Se mudar, será tombo mais feio que eu já tive desde quando comecei a acompanhar essa premiação.

 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

– Viola Davis, Cercas;
– Michelle Williams, Manchester À Beira-Mar;
– Naomie Harris, Moonlight: Sob a Luz do Luar;
– Nicole Kidman, Lion;
– Janelle Monáe, Estrelas Além do Tempo;

Aqui temos Viola garantindo a vitória da categoria com uma “category fraud” semelhante à de Alicia Vikander no ano passado, temos Williams que deve pegar carona no impacto do filme, temos Harris que está recebendo muitos elogios por ter filmado suas cenas em apenas três dias e temos Kidman provando que ainda consegue receber uma indicação mesmo depois de tanta plástica feita. Essas quatro eu tenho quase certeza que não saem daqui. Já o quinto nome deve vir de Estrelas Além do Tempo e como dizem que Spencer não faz nada no filme, decidi jogar um pouco com a intuição e apostar em Janelle Monáe, mas não duvido nada que Spencer concretize sua indicação.

 

MELHOR ATOR COADJUVANTE

– Mahershala Ali, Moonlight: Sob a Luz do Luar;
– Dev Patel, Lion;
– Jeff Bridges, A Qualquer Custo;
– Aaron Taylor-Johnson, Animais Noturnos;
– Hugh Grant, Florence: Quem É Essa Mulher?;

Os três primeiros são nomes concretizados na categoria e não devem sair dela por nada. Johnson está aqui pela sua indicação ao BAFTA e porque sabe-se lá quando foi a última vez que um ator venceu a categoria de coadjuvante no Golden Globe e não foi indicado ao Oscar. Já a última indicação me deixou na dúvida entre Grant e Hedges, pois os dois parecem ter chances iguais de indicação, mas preteri Hedges pela sua idade, já que o Oscar tende a indicar os veteranos nas categorias de ator. Porém, não seria uma surpresa sua aparição na categoria.

 

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

Manchester À Beira-Mar;
La La Land: Cantando Estações;
O Lagosta;
A Qualquer Custo;
Capitão Fantástico;

Esta categoria pra mim está tão fechada que não consigo nem considerar outro nome. Mesmo com muitos apostando em Jackie e Zootopia, eu simplesmente não vejo um destes aqui caindo amanhã.

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

Moonlight: Sob a Luz do Luar;
A Chegada;
Animais Noturnos;
Lion;
Cercas;

Eu tenho absoluta certeza que os dois primeiros estarão indicados. O problema está no fato de que, além deles, existem outros quatro filmes que tem grandes chances de ocupar uma vaga aqui. Escolhi esses três por intuição, contudo se Estrelas Além do Tempo aparecer, não será nada surpreendente.

 

MELHOR FOTOGRAFIA

La La Land: Cantando Estações;
Moonlight: Sob a Luz do Luar;
A Chegada;
Silêncio;
Jackie;

Os três primeiros estão tão dentro dessa categoria quanto podem estar e duvido que o prêmio vá para as mãos de algum outro. Já Jackie e Silêncio podem muito bem ter seus lugares trocados por uma outra opção, como Animais Noturnos, que eu não me surpreenderia.

 

MELHOR FIGURINO

La La Land: Cantando Estações;
Jackie;
Animais Fantásticos e Onde Habitam;
Florence: Quem É Essa Mulher?;
Silêncio;

Quer dizer, se algum desses não for indicado, a gente já pode acampar na porta do teatro da premiação e protestar!

 

MELHOR MONTAGEM

La La Land: Cantando Estações;
A Chegada;
Moonlight: Sob a Luz do Luar;
Manchester à Beira-Mar;
A Qualquer Custo;

Não tem como mexer nos quatro primeiros. O favoritismo a eles grita em qualquer linha de pensamento que eu escolha seguir. Entretanto, para escolher o último, fiquei indeciso entre cinco opções e decidi escolher A Qualquer Custo pela aposta que fiz do filme em direção, mas Até o Último Homem e Jackie possuem fortes chances de aparecerem aqui também.

MELHOR MAQUIAGEM E CABELO

Florence: Quem É Essa Mulher?;
Deadpool;
Um Homem Chamado Ove;

Queria Star Trek no lugar de algum deles, porém a categoria parece estar fechada também. Vamos fazer o quê?

 

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

Jackie;
La La Land: Cantando Estações;
Animais Fantásticos e Onde Habitam;
A Chegada;
A Criada;

Os três primeiros não saem da categoria por nada desse mundo, tenho certeza. A Chegada é menos garantido, mas também deve estar dentro da categoria amanhã. A Criada eu coloquei porque ganhou vários prêmios da crítica e dei um voto de confiança, no entanto, se Mogli ou Rogue One podem aparecer aqui sem dificuldades.

 

MELHOR TRILHA SONORA

La La Land: Cantando Estações;
Jackie;
Moonlight: Sob a Luz do Luar;
Lion;
Estrelas Além do Tempo;

As quatro primeiras trilhas são uma garantia. Se uma delas sair, vai ser um choque, ao menos pra mim. Fora elas, é uma categoria bem aberta e eu escolhi Estrelas Além do Tempo por causa do fator bilheteria quando a votação estava aberta, mas é uma vaga bem ampla.

 

MELHOR CANÇÃO

– City of Stars (Ryan Gosling e Emma Stone), La La Land: Cantando Estações;
– How Far I’ll Go (Auli’i Cravalho), Moana: Um Mar de Aventuras;
– Audition [The Fool Who Dream] (Emma Stone), La La Land: Cantando Estações;
– Drive Like You Stole (Ferdia Walsh-Peelo), Sing Street: Música e Coração;
– Can’t Stop the Feeling (Justin Timberlake), Trolls;

Nunca sei de nada sobre essa categoria e só faço apostas aleatórias. Pelo menos dessa vez sei que City of Stars vai vencer e How Far I’ll Go estará indicada. De resto, é puro chute.

MELHOR EDIÇÃO DE SOM

A Chegada;
Até o Último Homem;
Rogue One: Uma História Star Wars;
Mogli, O Menino Lobo;
Sully: O Herói do Rio Hudson;

Me surpreenderei muito se o resultado for diferente disso. No máximo troco Sully por Horizonte Profundo, mas duvido muito disso. Se La La Land aparecer aqui, pode ter certeza que o filme levará bastante prêmios pra casa.

 

MELHOR MIXAGEM DE SOM

La La Land: Cantando Estações;
Até o Último Homem;
A Chegada;
Rogue One: Uma História Star Wars;
Silêncio;

Aqui La La Land tem a vitória e o resto é resto. Creio que só os dois últimos correm um pequeno risco de serem trocados, no entanto, quem se importa quando já temos um vencedor?

 

MELHORES EFEITOS VISUAIS

Mogli, O Menino Lobo;
A Chegada;
Rogue One: Uma História Star Wars;
Animais Fantásticos e Onde Habitam;
Doutor Estranho;

Quase certeza de que a categoria será essa e tudo se encaminha para um duelo entre Mogli e A Chegada. Só aceito a troca de Doutor Estranho / Animais Fantásticos por Kubo e as Cordas Mágicas, e só por Kubo!

 

MELHOR ANIMAÇÃO

Zootopia: Essa Cidade É o Bicho;
Kubo e as Cordas Mágicas;
Procurando Dory;
Your Name;
Moana: Um Mar de Aventura;

Esse ano algo me diz que a categoria fugirá do padrão de indicar animações inesperadas e ficaram com três sucessos de público e crítica, mais dois candidato um pouco mais alternativos. Talvez trocaria Your Name por A Tartaruga Vermelha, mas não confio muito no segundo pra trocar.

MELHOR FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA

Toni Erdmann;
O Apartamento;
Terra de Minas;
Um Homem Chamado Ove;
Minha Vida de Abobrinha;

Os dois primeiros já garantiram a indicação, o restante eu chutei mesmo.

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO

O.J.: Made In America;
A 13ª Emenda;
I Am Not Your Negro;
Cameraperson;
Weiner;

Os três primeiros estão garantidíssimos aqui e O.J. deve vencer sem dificuldades, mas não duvido nada dos outros dois podendo ser trocados por Life, Animated e The Ivory Game.

 

MELHOR ANIMAÇÃO EM CURTA-METRAGEM

Piper: Descobrindo o Mundo;
Borrowed Time;
Pear Cider and Cigarettes;
Trabalho Interno;
Pearl;

Apostei nos títulos que gostei e nas sinopses mais interessantes.

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM CURTA-METRAGEM

Joe’s Violin;
Extremis;
The White Helmets;
Close Ties;
Watani: My Homeland;

Apostei nos títulos que gostei e nas sinopses mais interessantes. [2]

 

MELHOR CURTA-METRAGEM

Nocturne In Black;
Graffiti;
The Way of Tea;
Bon Voyage;
Time Code;

Apostei nos títulos que gostei e nas sinopses mais interessantes. [3]

 

Pois bem, essas foram as minhas previsões para os indicados ao Oscar 2017. Acham que rolará algo de diferente? Não deixem de comentar e voltar ao site amanhã para descobrir o quanto acertei ou errei nessas previsões. Na semana antes da premiação, voltarei com as apostas finais. Até lá!

Ícaro
Ícaro

Cinéfilo de carteirinha e atual professor de Herbologia em Hogwarts, tem a escrita como uma de suas paixões e acha que o mundo seria um lugar melhor se as pessoas não ligassem tanto para a opinião dos outros.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: