Posts Populares

RuPaul’s Drag Race – S09E12 – Category Is

Meu Drag Race ta vivoo…

Hello Kitty Girls, Andy is here e pronto para comentar com vocês sobre todoos os babados que aconteceram nesse episódio lindo, emocionante e maravilhoso que encerrou a Season 9 antes do Grand Finale feat coroação da Next Drag Superstar em RuPaul’s Drag Race. Então vamos lá!!

Bom o episódio começa com as Queens lamentando a saída de Alexis, mas que todos nós sabemos ter sido justa e até demorada, concordei completamente com Sasha quando ela disse que foi o certo a acontecer. Logo as meninas parabenizam Shea pelo Win, que nesse ponto da competição é deixa as outras Queens preocupadas, já que Shea teve 4 deles e isso é um bom motivo para torna-la a Winner da Season. Com isso, o shade tomou conta do Workroom e apesar delas estarem felizes por serem o top4, a pressão para se tornarem o top3 tomou conta e o babado é certo, todo mundo quer pegar essa coroa.

Tudo segue tranquilo com as meninas felizes em serem o top4 e foi tão fofo vê-las assim. Então nossa amada e odiada Michelle Visage chegou no lugar da nossa Mama Ru, como de costume no top4, para contar qual o desafio da semana e o babado é forte.

Como o desafio do All Stars 2 em que as Queens do TOP4 deveriam compor e gravar um verso para o remix de uma musica da RuPaul, além de fazer um numero musical dançando a música fez tanto sucesso, Mama Ru decidiu refazê-lo na season 9 e as nossas Queens tiveram ajuda de Todrick Hall. Alem disso elas ainda vão participar do aclamado podcast da Mama Ru “What’s The Tee” com a Michelle Visage, tudo isso para impressionar a RuPaul e garantir sua vaga no TOP3 #RUTop3

Então gente, eu vou fazer um pouquinho diferente agora, vamos falar sobre como cada Queen se saiu no podcast, na gravação da musica com o Todrick e no ensaio da performance, sem ser no mesmo roteiro do episódio, vocês vão entender! Lesgoow

Começamos com Peppermint que brilhou nesse episódio, no Podcast com Mama Ru e Michelle Visage ela pode falar sobre sua vida como mulher trans e como ainda existe um preconceito sobre mulheres trans não poderem ser drag queens, o que é uma total mentira e isso foi muito bem ressaltado por Michelle e RuPaul, é magnífico que isso finalmente esteja acontecendo no Drag Race e foi bonito ver a nossa Mama Ru e Visage dando suporte a Peppermint e com certeza isso vai servir de lição e força para muitas mulheres que fazem drag a continuarem fazendo e que venha mais mulheres trans e cis fazendo drag em próximas seasons. Já na gravação da música Peppermint se saiu muito bem, como pudemos descobrir a gata já tem um álbum no iTunes e ela canta e compõe muito bem, espero que arrase na carreira viu e o poder dessa mulher não para por ai, no ensaio da performance Peppermint se sobressaiu ainda mais e arrasou, da pra ver que ela leva jeito para o babado mesmo.

Já nossa Sasha falou mais um pouco sobre o seu relacionamento com a mãe dela que faleceu, ela contou que não conseguia se abrir com ela e que se arrepende muito disso, pois ela sente como se a mãe dela, apesar de não entender como ela se sustentaria trabalhando como uma drag queen, ela tinha interesse em saber e Sasha não permitiu isso. Apesar de ser uma dor que talvez Sasha carregue com ela até o fim da vida, é um fato que muitas vezes muitos LGBT’s não conseguem se abrir com seus pais por um sistema que os coloca nesse ideia de bloqueio com aquelas pessoas que te tiveram e te amam, mas felizmente o Papa Velour está lá para dar suporte, já que ele se apaixonou pela arte drag. Já na hora de gravar a música e de aprender a coreografia, Sasha teve algumas dificuldades, mas recebendo os conselhos do Todrick ela conseguiu dar o seu melhor.

Shea contou pra Mama Ru e Michelle que ela cresceu num bairro com maioria de pessoas brancas e ela sofreu muito racismo lá, o que é uma merda, mas é ótimo que ela coloque isso na mesa, pois é uma realidade. Com certeza foi uma das entrevistas mais engraçadas, já que Shea contou que frequentava as igrejas e RuPaul perguntou se ela falava linguas e as duas começaram a brincar com isso, eu juro a vocês que me acabei de rir com esse momento. Ainda melhor, Shea foi a única pessoa que conhecia o “Squatty Potty” que eu acho que é tipo um “pinico” e estou morrendo de rir que essa marca está patrocinando o Drag Race, o melhor foi RuPaul se perguntando como Shea conhecia o tal Sqatty Potty e ela não só conhecia como ficou super animada ao ver que ia ganhar o negocio. Para variar Shea se saiu muito bem na gravação da musica e ainda melhor no ensaio da performance. You Go Girl!

Trinity por sua vez contou uma história linda e um tanto dolorosa da sua relação com sua avó, que não aceitava muito o fato dele ser gay e numa das discussões que eles tiveram, pouco tempo antes dela falecer, ele acabou dizendo que a odiava, não que isso seja uma verdade, mas todos nós falamos coisas ruins em momentos de raiva e estresse e infelizmente Trinity não teve a oportunidade de se resolver com a avó por isso, mas como Mama Ru disse, eu acredito totalmente que se ela estivesse aqui, ela a perdoaria. Bom, na composição da musica Trinity teve algumas dificuldades e também na hora de cantar e no ensaio para a performance, mas a bicha sabe se virar e surpreender.

Rupaula chega triunfante no palco principal do show e apresenta os jurados da semana, nós já os conhecemos e eles fizeram mais de uma participação nessa season e também nas outras, são: Michelle Visage, Carson Kressley e Ross Mathews. Ela explica o desafio da semana e as meinas entram no palco para arrasar, mas antes de falar sobre isso, precisamos enaltecer o belíssimo look da Mama Ru, pra mim o melhor da season, até agora, já que não vimos o da finale ainda.

Quanto a performance as manas D-E-S-T-R-U-I-R-A-M, não teve uma das quatro que não tenha se destacado, os versos e movimentos de Peppermint foram maravilhosos, a caras e bocas da Sasha foram sensacionais, a letra de Trinity brincando com suas plasticas foram extremamente engraçadas, a presença de palco, look e classe de Shea foi icônico, a escolha de usar o taco de baseball foi muito certa. Sem duvida as quatro brilharam e conseguiram ser tão incríveis quanto as queens do All Stars.

Agora vamos falar dos looks do Runaway com o tema:  Final Four Eleganza Extravaganza. Acredito que o nome do tema já fala muito, não é mesmo? Tem que abalar na elegância e extravagancia, vamos ver quem cumpriu o requisito:

Peppermint

Eu particularmente amei o look, achei um dos melhores que ela já usou na season e sabemos que a mana não é tão boa de Runaway, mas esse vestido longo e estilo balão, uma coisa bem Maria Antonieta realness caiu muito bem nela, o cabelo estava encaixando bem com o look e a make tava linda, a mana é linda né, então isso contribui. 

Sasha

Talvez eu seja um pouco ousado e posso vir a ser julgado por falar o que vou falar, mas eu não gostei tanto do look da Sasha. Não me entendam mal, ela estava extremamente linda, o vestido é muito bem feito e os detalhes dão um brilho incrível a ele, a coroa na cabeça e a maquiagem estavam no ponto certo e tudo junto representou muito bem a personagem dela. Porém não me surpreendeu, a sensação é que ela já tinha usado essa roupa antes e por isso eu não acho que foi uma escolha certa para o momento, ela podia ter inovado mais, apenas.

Shea

A bicha sabe construir um conceito, não é?! Eu deitei para o look dessa bicha, parece que ela pegou um figurino da Madonna, Beyoncé e Katy Perry misturou, fez uma magica, e tirou essa obra de arte. A classe que essa mulher anda na passarela é incrível, ela veste o look totalmente e não o contrário, pra mim foi o melhor look da Runaway, pisa menos Shea.

Trinity

A mulher não veio pra pouca merda não amores. Trinity simplesmente destruiu nesse look, do cabelo, passando pela make até o longo vestido com uma estampa selvagem, um tanto transparente e cheio de lantejoulas, ela brilhou literalmente. A forma como ela se portou no palco foi maravilhosa também e deu muita personalidade ao look. Destaque para aquele cabelo incrível e a piada do Carson foi ainda melhor: “Odeio quando eu durmo no ônibus”. Gritooo.

E chegamos num dos momentos mais lindos dos episódios com o TOP4, quando RuPaul pede para que as Queens deem conselhos para elas mesmas quando eram crianças. Esse é basicamente um momento impossível de não chorar no reality e assim eu o fiz, todas as meninas fizeram belos e poderosos discursos para seus eus do passado. Definitivamente não tem como pontuar os melhores, foram todos lindos em suas particularidades e tocantes, é muito bom ver essa vulnerabilidade das Queens e importante para que as pessoas vejam que tem um ser humano por baixo daquele personagem, uma história com felicidades e tristezas.

As críticas finais dos jurados foi um dos pontos altos do episódio também, foi muito bom ver eles pontuando os acertos das meninas e depois relembrando a linda trajetória de cada uma delas no programa e claro um destaque maravilhoso a Michelle Visage escolher uma catégoria do C.U.N.T para cada uma delas, acho que nunca vi Michelle tão tranquila e leve. Ela deu Charisma (Carisma) para Peppermint, Uniqueness (Singularidade) para Sasha, Nerve (Coragem) para Shea e Talent (Talento) para Trinity e eu concordei MUITO com essa pontuação dela. E claro, Carson fazendo mais uma piada maravilhosa com o: “C-U-N-Trinity”. Maravilhosoo haha.

E o babado não parou por ai, RuPaul ainda fez a famosa pergunta: “Por que deveria você, e não suas companheiras, ser coroada a America’s Next Drag Superstar?”. Bom, em minha humilde opinião Peppermint e Sasha se sobressaíram muito no discurso que fizeram, isso não significa que Shea e Trinity tenham ido mal, apenas que eu senti mais verdade e conexão com o das duas primeiras.

Depois de tudo isso as meninas ainda tiveram que fazer um lipsync final da musica “U Wear It Well” da RuPaul. Éééé foi meio mais ou menos né, como são as quatro no palco o espaço delas fica mais limitado e isso atrapalha um pouco a execução do lipsync, eu senti que Trinity e Shea souberam usar mais os espaços, mas não foi lá um momento muito memorável, eu não acho os Lipsync do TOP4 muito memoráveis por justamente ter menos espaço no palco e as queens são meio obrigadas a ficar mais paradinhas num lugar, porém também não foi nada desastroso, foi legal de ver.

E na hora de anunciar a eliminada foi que RuPaul mais uma vez nos surpreendeu. É incrível, estamos na 9º temporada do reality e ainda assim esse ser humano maravilhoso consegue colocar plots interessantes em momentos que nós não esperávamos. Eu AMARIA que ela tivesse feito isso na Season 8 pois Chi Chi, Bob, Naomi e Kim Chi são sem sombra de duvidas o melhor TOP4 de todas as seasons do Drag Race, mas não aconteceu lá e aconteceu aqui. De qualquer forma eu fiquei muito feliz pelas meninas e foi lindo ver elas surpresas, se abraçando e fazendo cirandinha por estarem as 4 na final.

Agora é com vocês! Comentem, twitem, compartilhem, postem no instagram, snapchat e em todas e qualquer rede social que você quiser, para quem vai sua torcida. E ai, você é?

#TEAMPEPPERMINT

#TEAMSASHA

#TEAMSHEA

#TEAMTRINITY

É isso meus amores, foi um prazer fazer essa review para vocês e nos vemos na Grand Finale da Season 9 de RuPaul’s Drag Race, que como vocês já devem estar sabendo, aguardam grandes surpresas!

Se você gostou da nossa review comenta ai e se não gostou comenta também, queremos saber tudo o que você achou, se concordou com minhas favoritas ou não, se concordou com a critica dos jurados, enfim, qualquer comentário seu é valioso para a gente e prometemos responder tudo.

Um grande beijo em vocês e até mais!

 

 

 

 

 

 

 

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Autor

Andy

20 anos, pernambucano da peste, estudante de Radio, TV e Internet da UFPB. Sagitariano com asc e vênus em aquario, lua em câncer! Signo importa sim! Amante e consumidor massivo de cultura pop, além de problematizadora. Amém Rihanna, amém Katy Perry! Bjxxx de luxx


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu