Posts Populares

Rupaul’s Drag Race – S09E13 – Reunited

UUUUUUUH GUURL, the shade is back!

Depois de uma temporada toda baseada em “Rupaul’s best friends race” as meninas finalmente resolveram mostrar as suas garras e soltar o verbo. Tudo que não foi dito durante os outros 12 episódios veio à tona na tradicional lavagem de roupa suja.

Tudo começou com a Ru jogando a Alexis contra a parede a respeito dela não aceitar ser gongada pelas garotas no desafio de humor. Apesar de entender os problemas que ela passa com o seu corpo, Ru e as demais não concordaram com o nível de incômodo dela com as piadas. Neste aspecto, vamos ter que concordar com a Trinity, pois faz parte de ser uma drag queen gongar e ser gongada, não é mesmo? Mas, Alexis garantiu que já estava preparada para receber shade e rir deles, tanto que para provar isso, Mama Ru abriu a biblioteca e a fez a gente se surpreender com a Jaymes zerando o jogo soltando veneno pra Valentina.

“Oh sim, eu tenho um ótimo shade para Valentina, mas eu não consigo lembrar as palavras”

Depois de fechada a biblioteca foi a vez das queens falarem sobre o lipsync da Charlie. Ninguém parecia estar satisfeito com as desculpas que a Charlie soltou para ter dublado parada no palco, pois meio que não custava dar uma de Valentina e assumir a cagada sem colocar milhões de desculpas no meio. Além do mais, geral viu ela falando que não era uma garota de lipsync, o que passou uma certa impressão de arrogância. De todo modo, a mensagem que Rupaul queria passar é de que foi triste ver algumas drags simplesmente não dando o seu melhor no palco.

Em contrapartida ao que Charlie fez, Eureka aparece como um exemplo de comportamento mesmo diante de contratempos. A sua eliminação por problemas médicos foi comentada e o ponto alto foi a relação meio falsiane dela com a Trinity sendo superada por qualquer problema que uma tenha com a outra. Isso é drag, gente, saber gongar, soltar shade, mas mesmo assim manter a linha do respeito apesar das diferenças. Trinity, nós te veneramos! ps.: destaque para a Farrah reproduzindo a cena de choque quando ela descobriu que a Eureka foi eliminada.

Agora chegou a vez da Linda Evangelista, Valentina! Tudo começou quando Rupaul trouxe à tona o polêmico lipsync que eliminou a Tina do programa. Ela se justificou e expressou que apesar de não ter parecido, ela havia sim se esforçado e aprendido a letra da música, mas no momento aconteceu aquele velho apagão e ferrou com tudo. Apesar de algumas garotas não concordarem o foco da discussão tomou outro rumo quando Ru colocou no meio disso a Nina Bonina e os ataques que ela sofreu por ter feito o que lhe foi pedido: “Dublar por sua vida”.

Ao tentar explicar o ataque dos fãs, Peppermint questionou o motivo dela não se pronunciar na mídia pedindo para que seus fãs parassem com aquilo e daí o kissuko começou a ferver. Espero que os Valentina Fãs não se revoltem e venham mandar eu me matar por isso, mas que tipo de desculpa esfarrapada foi essa? Como assim não está conectada às redes sociais? Além disso, por qual motivo ela ficou tão nervosa quando a Shea a expôs? Obviamente a Valentina não tem qualquer responsabilidade pelo que seus fãs fazem ou deixam de fazer, mas foi sim importante destacar que ela como um exemplo pode sim agir em prol de espalhar o amor ao invés do ódio que tanto cega os fandons de drags ultimamente.

Após toda a ferveção, Valentina se redimiu e deixou seu recado para os fãs. Dessa vez ela lembrou que naquela época ela também estava processando a sua própria eliminação e por isso talvez tenha sido negligente com as redes sociais, mas que em momento algum quer que pensem que ela está bem ou aceitando esse tipo de comportamento. Shantay you stay para Tina e sashay away para esse tipo de fã tóxico.

Após isso, a paz voltou a reinar no palco por algum tempo. E eu queria que os fãs enxergassem isso, nenhuma das ali ficou guardando rancor após os ataques, o clima que as envolve é de rir de tudo e inclusive fazer piada dos seus próprios erros. Por qual motivo os fãs tem que criar hate gratuito por um programa de entretenimento? Elas estão ali para criticarem e serem criticadas, é um momento de desabafos, nada além disso, superem! Quando temos episódios sem brigas e sem discussões, geral fica revoltado nas redes sociais, pois quer ver o drama e os bafões acontecer, mas quando eles acontecem, uma chuva de hate cai em cima de quem os protagoniza, por favor, levem tudo como humor, pois é apenas DRAG!

Foca no número da Linda Evangelista by Aja feat. Valentina e vejam como tudo já foi superado enquanto alguns estão por aí chamando a Aja de invejosa, mal amada e afins… Superem!

“Vocês queriam drama e agora tão reclamando disso. Me poupem! Se vocês não aguentam, por favor, canal 1. Vão assistir cartoons se quiserem, vadias. Vocês choramingam mais que a Aja falando da Val”

Dado um fim a parte I da Valentina, o drama que ressurge é o da Nina Bonina Brown Perseguida Mello. Todas as queens tentaram mostrar para ela o quanto ela estava sendo paranoica durante o show e o quanto isso a prejudicou na competição, porém, ao contrário do que muitos achavam Nina ainda não superou aquilo e continua com os seus demônios a perseguindo. Ficamos bem chateados inclusive de saber que ela andava dizendo por aí que a Shea era duas caras, mas no reunited ela não assumiu. Será que o problema de Nina é maior do que pensamos ou ela está apenas sendo meio sonsa? Infelizmente não saberemos, pois ela mais uma vez não quis expor os fatos na mesa, o que é uma pena, pois uma queen tão talentosa e incrível se perdendo em uma autossabotagem boba.

Mais uma vez, após momentos de tensão entre as drags, o show volta a ter um ar cômico e de diversão, pois Rupaul traz de volta alguns looks para serem analisados e um pouco mais da participação dos convidados especiais. Percebam esse ciclo, please! Destaque para Farrah fazendo duas piadas consecutivas, o que não seria nada demais vindo de outra queen, mas dela…

Por fim, chega a hora de anunciar a Miss Congeniality e a dona Cucu passou sua faixa para Valentina. Como não poderia ter um momento simples nessa reunião, a farofa voltou a esquentar quando a Valentina disse em seu discurso que agradecia à sua mãe, pois sem sua mãe ela não seria nem sequer uma pessoa agradável, quem dirá “simpática”. Daí, a Aja ão aguentou ouvir isso calada e iniciou um drama. O drama foi desnecessário e meio forçado? Sim. Mas, Aja falou alguma mentira? Não! Já passou da hora da Ru mudar o modelo de escolha da “Miss Simpatia” uma vez que fandom não escolhe a mais amigável delas e sim a favoritinha de todos.

Como pouco drama é bobagem, Farrah ainda fez o favor de mostrar que a simpatia de Valentina ficou guardada apenas para o programa, pois ela sentiu que seus sentimentos foram magoados ao tentar contato com ela do lado de fora do programa e ser ignorada por fucking 5 meses. Então, para geral que estava ali, inclusive a própria Trinity que defendeu a Tina, ela se mostrou muito focada em si mesma, o que não é um pecado, mas é algo que até então não conseguimos perceber apenas pelo programa.

De qualquer forma, a Tina mereceu o prêmio de Miss Fan Favorite e, gostando ou não, esse realmente é um dos maiores prêmios que o show pode dar, o reconhecimento do público. Que a Tina saiba tirar bom proveito disso e parar de magoar os crushes (Farrah Moan) ou que a arrogância/egocentrismo não prevaleçam e que ela saiba escutar os shades das meninas como algo construtivo e não apenas deboche.

Por fim, Ru anunciou que a final (que será exibida na próxima sexta-feira) será decidida por lipsync, o que aparentemente chocou as meninas (mesmo geral sabendo que elas gravaram essa reunião depois de gravar a final) rs. Eu particularmente acho que já estava na hora de mudar o formato de escolha da ganhadora. Vencer desafios é importante? Sim, mas é suficiente? Será mesmo que concordamos sempre com aquelas vitórias? Com isso, Rupaul se adéqua ao formato de outros realities shows em que as competições durante o percurso servem para você conquistar preferência, mas acima de tudo para você sobreviver até a final onde tudo é decidido em um mata-mata. E em uma temporada onde o lipsync foi tão negligenciado, a saída foi essa. Vamos ver o que acontece!

Pra quem vai sua torcida? #TeamPeppermint, #TeamSasha, #TeamShea ou #TeamTrinity?

gostou da matéria? deixe um comentário!

  • Bruno Granado

    Acho que a RuPaul disse algo importante e não sei se a maioria dos fãs repararam… que ela fica acompanhando a trajetória das queens e que muitas vezes o programa é moldado em cima delas. Vou dar um exemplo simples. Se Adore tivesse sido eliminada no primeiro lip-sync não teria tanta graça os desafios musicais da forma que foram propostos (que claramente foram feitos baseados nas aptidões dela e da Courtney). Quem sabe tiveram a ideia do desafio dos lip-syncs na finale bem antes e como seria na sétima temporada (com aquele elenco?), ou na sexta (tirando a vitória da Bianca talvez) ou até mesmo na oitava (com Kim Chi)… só teremos esse desafio porque temos 4 grandes performers. Então às vezes algumas queens são sacrificadas para o bem do programa, creio eu. E em geral, as narrativas são bem interessantes, eu acho.

    • Nyegirton

      Sim, é um reality show e a Rupaul faz tudo em busca de criar uma boa narrativa pra entreter. Não é o único reality a se adaptar para fazer um show mais impressionante para o público

Nyegirton

Sarcástico e bêbado sempre que possível. Ama um bom meme e uma problematização. Apaixonado por humor, suspense, terror e trêta. Professor nas horas vagas.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu