Posts Populares

Rupaul’s Drag Race – S10E03 – Tap That App

Ou você luta para se destacar, ou você vai embora.

Após eliminação de Kalorie, as garotas conversam sobre tudo que aconteceu. Aparentemente, Monique vai se sentir injustiçada durante a temporada inteira. De fato, como mencionei na review anterior, ela parece estar sendo um pouco perseguida pelos jurados, mas a edição do programa aparenta querer jogá-la como a chata que não tem humildade e reclama demais.

No dia seguinte, Rupaul aparece no workroom para anunciar as novas tarefas das meninas. Devo dizer que o tom de voz da Russaura tem me preocupado um pouco, pois, ou ela está doente, ou está com ZERO ânimo para fazer o show. Será que só eu notei isso?

No mini desafio elas teriam que fazer um teste para comercial de uma barra de chocolate. Podemos dizer que todas elas renderam momentos engraçados, mas a edição favoreceu a exibição das campeãs: Blair, Monique e Monet. Destaque para Monique, que para mim foi a melhor.

Como vencedoras, as três queens se tornaram as líderes de novas equipes. Cada equipe foi responsável por escrever, dirigir, atuar e lançar o comercial de um aplicativo de namoro idealizado pelo programa. Para facilitar, não escreverei em ordem cronológica dos acontecimentos, mas sim separando os comentários time a time.

Time Blair – End of Days

O aplicativo era voltado para as pessoas esperarem o fim do mundo na companhia de alguém especial. O time foi formado por Blair, Miz Cracker, Eureka e The Vixen.

Eureka queria usar o seu corpo para fazer rir, mas sua proposta inicial parecia fazer um comercial inteiro girando em torno dela. Isso então despertou um certo incômodo da Vixen, mas ao invés dela transformar essa energia em uma força para disputar, creio que ela deixou-se ficar apagada.

Nas gravações era nítido como o time de um modo geral parecia bem entrosado e com piadas boas. Sem dúvidas o melhor time no pacote final. Blair, Eureka e Miz estavam basicamente empatadas em seu desempenho, Vixen, por outro lado, ficou completamente apagada conforme deixou transparecer nos ensaios.

Destaque para esse pit crew que é o Asaf da quarta temporada do Are You The One americano

Um ponto a se destacar foi como trouxeram o lado religioso, sem extrapolar os limites do humor. Neste ponto, uma discussão que apareceu no episódio foi interessante. Se por um lado Blair explanava como sua família religiosa o aceitava e ainda tinha sua mãe como uma grande fã, por outro lado, Dusty nos trouxe o lado mais sombrio da coisa. Sua família nunca o aceitou e ainda o fez passar por todo tipo de pesadelo como exorcismo, terapia e acampamento hétero. É triste vermos como um fardo pode pesar e quase destruir a vida de um LGBT. Ainda nesse aspecto, um contraponto foi a igreja de Monet que o aceitava inclusive como drag em seus ensaios de coral.

Time Monique – Fibstr

No time Monique, formado pela líder e por Dusty, Kameron e Mayhem, a ideia era conseguir relacionamentos amorosos para mentirosos compulsivos.

Nos ensaios, Mayhem parecia muito calada enquanto as meninas traziam sugestões e criavam um roteiro. Após uma discussão suave, Kameron acabou ficando com o papel de narradora no lugar da Mayhem.

Durante as gravações, tudo parecia muito confuso. Kameron não estava conseguindo deixar sua personagem engraçada o suficiente e o que parecia salvar tudo era Monique se auto dirigindo durante o comercial. Dava pra ver que depois do bottom 3, ela estava realmente empenhada em se reerguer e finalmente conseguir estar entre as melhores.

Na exibição do comercial, as piadas ficaram um pouco confusas, em especial quando se tratava de Kameron e Mayhem. Os destaques foram para as atuações de Dusty e Monique. Kameron, por outro lado, trouxe uma atuação morna, enquanto Mayhem ficou completamente esquecida no churrasco. Não sei se vocês conseguiram captar, mas Kameron era uma loira que mentia sobre quem era, enquanto na hora do encontro a pessoa na verdade era a Mayhem (uma dominatrix). Ao escolher apagar uma de suas colegas do comercial, além de dificultar o entendimento, acabou jogando o time como o maior fracasso do episódio.

Time Monet – Madm Buttrface

O time composto por Monet, Asia, Aquaria e Yuhua tinha a proposta mais fácil entre os três aplicativos propostos. O aplicativo era oferecido para aquelas pessoas com corpos maravilhosos, mas o rosto…

Nos ensaios, Yuhua parecia não se enquadrar ao restante do time. Suas propostas buscavam deixar as coisas não tão clichês, mas o restante do time não concordava. Durante a preparação, também ficou óbvio que ela não estava se enquadrando no que foi proposto. Sua maquiagem ainda parecia de uma garota bonita, enquanto a das meninas estava realmente horrenda.

No comercial, Asia realmente roubou a cena, ofuscando completamente Monet e as demais. Yuhua, como esperado, não conseguiu mostrar o que a proposta pedia e, para piorar, criou piadas que não pareciam divertidas.

Runaway

Na passarela, o tema da semana foi “penas” e confesso que amei a maioria das meninas. Vamos aos destaques:

Eureka O’hara

Assim que Eureka entrou na passarela eu já pensei: CARALHO, GANHOU SÁPORRA! Seu look era um completo vilãs da Disney realness, com toque da Madastra má, Malévola e Úrsula. A maquiagem, a lente e o cabelo estava fortes e incríveis. O corvo segurado na mão foi um toque de mestre. Amei!

Monique Heart

Falem o que quiser da Monique, mas a bicha saber se destacar na passarela. Olha pra isso, gente. Que look maravilhoso. Se por um lado Eureka fez uma leitura trevosa do tema, Monique trouxe um lado angelical e nos levou aos céus.

Aquaria

Também com um look angelical, Aquaria nos apresentou um anjo caído após ser atingido. Me lembrou um pouco a Saori atingida por uma flecha em Cavaleiros do Zodíaco, inclusive em seu desfile a canção triste do desenho tocava o tempo todo em minha cabeça. Amei como ela conseguiu atuar e vender o seu visual. Não sou muito fã da garota, mas confesso que fiquei impressionado.

Kameron Michaels

Não nego pra ninguém que Kameron é uma das minhas favoritas nesta temporada. Se ela vacilou MUITO no desafio principal, na passarela ela se redimiu por uns 10 anos. Que look impecável!!! A ilusão de nudez estava incrível, as asas pareciam reais e sua maquiagem estava 1000/1000. Rainha trevosa!!!

Já como destaque negativos, tenho apenas uma queen pra dar um puxão de orelha:

Dusty Ray Bottoms

Menina Dusty, o que diabos é isso? Me digam pelo menos 1 coisa certa nesse look, gente! Não tem. Uma peruca horrenda, com uma roupa horrenda e com uma maquiagem tenebrosa. Infelizmente para Dusty a passarela não era de filme de terror.

Alguns looks que também chamaram a minha atenção, mas que são um pouco controverso são:

Asia O’hara

Meu pintinho amarelinho, cabe aqui na minha mãe, na minha mão… No instante que Asia entrou na passarela eu comecei a gargalhar na frente da televisão. Esse look parece tão errado, mas TÃO ERRADO, que talvez seja o certo. As vezes assistindo ao show, esquecemos que drag não são apenas um visual high fashion, mas o humor e o entretenimento são essenciais. Asia trouxe um pouco de tudo. Por mais que pareca ridículo ao primeiro momento, podemos constatar a essência drag no seu look.

The Vixen

The Vixen tinha uma das roupas mais lindas, porém estava tão preocupada em brigar com a Aquaria nos bastidores que esqueceu de rebocar o rosto direito. A maquiagem estava horrível e a peruca tinha sido lavada com shampoo de laranja, um verdadeiro bagaço. Em HD a gente consegue ver a ilusão maravilhosa desse vestido de pavão, mas é uma pena que Vixen não tenha tido um acabamento melhor.

Após a runaway e ao assistir os comerciais, Rupaul decidiu (com ajuda do seus jurados Nico Tortorella e Courtney Love) que o top 3 seria composto por Eureka, Blair e Asia. Neste aspecto, eu realmente acredito que as três mereceram isso, porém ainda me incomoda bastante que os looks sem silhueta e com peitos caídos da Blair estejam sendo destacados como lindos e incríveis. Dentre as três, Rupaul acabou escolhendo Asia como a vencedora, e apesar de eu ter cogitado a vitória da Eureka, acredito que foi muito justo, pensando que ela conseguiu se destacar apenas com expressões faciais e trouxe um look pensando fora da caixinha.

No bottom 3, Rupaul acabou levando Kameron, Mayhem e Yuhua. Apesar de eu concordar com as escolhas, acredito que The Vixen poderia facilmente substituir Kameron aqui. Kameron não teve destaque em seu comercial, mas fez seu trabalho direitinho, enquanto The Vixen tinha piadas, mas cortinou apagada e ainda trouxe um look completamente mal acabado para a passarela. De qualquer forma, entre as quatro, o bottom 2 mais correto de fato seria entre Mayhem (que se deixou ser apagada) e Yuhua (que não conseguiu cumprir o seu papel e trouxe um look fraco). No julgamento, acredito que tanto Mayhem, quando Yuhua foram injustas com os seus respectivos times, tentando colocar a culpa do seu desempenho ruim em outra pessoa.

O lipsync da semana foi então realizado com a música “Celebrety Skin” da banda Hole. No geral eu gostei do desempenho de Mayhem e Yuhua, porém Yuhua escolheu movimentos repetidos e acabou sendo ofuscada pela entrega completa e agressividade de Mayhem (destaque para ela arrancando as penas no final da performance). Desse modo, o sashay foi correto, por mais que a gente já sinta falta da Yuhua.

Untucked

Enquanto isso, no Unctucked a treta continua. Antes do desafio principal, Asia trouxe à tona em forma de shade em uma brincadeira que a Vixen ganhou o desafio vestida com seu melhor look drag, mas com a peruca emprestada da Monique. Aquaria ouviu isso e tratou de comentar, inclusive nesse momento Asia foi para o lado de Aquaria e continuou brincando. Porém, saindo da boca de Aquaria, Vixen esqueceu que tudo tinha começado com shade/humor e partiu para o ataque. É nítido que entre elas não vai rolar uma conciliação tão cedo.

Dito isso, o destaque principal foi entre a briga das duas. Vixen afirma que não vai deixar Aquaria atacá-la e ficar calada, por outro lado Aquaria parecia incomodada e inclusive começou a chorar. Nesse momento, eu não seu vocês, mas eu senti uma leve forçada de barra vindo da Aquaria. Então, um assunto relevante veio à tona, apesar de Aquaria ter provocado The Vixen primeiro, quem sairia como a vilã raivosa para o público seria Vixen, pois o esteriótipo de negra descontrolada e amarga cairia nela, enquanto a Aquaria seria uma pobre branca chorando. Vale destacar, que fora da competição Aquaria deu razão ao que The Vixen falou sobre o racismo e pediu para que não houvessem ataques, pois as duas são amigas e aquilo foi apenas um desentendimento.

O que quero levantar aqui é que, nem Aquaria e nem Vixen são queens fácies de lidar e ambas trabalham com muito shade e personalidade forte. Porém, apenas uma está sendo DETESTADA pelo fandom, enquanto a outra continua sendo uma das favoritas do público. Seria interessante tentar enxergar que nessa história toda, há erros e acertos de ambos os lados.

De todo modo, no próximo episódio teremos um ball com tema “The Last Ball on Earth” com três looks para cada uma das meninas, o que vai totalizar 33 fucking roupinhas para gente falar mal ou amar. Além disso, algo com “Sugar daddy” parece que vai voltar a assombrar os bastidores e a relação entre Miz e Aquaria.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Nyegirton

Sarcástico e bêbado sempre que possível. Ama um bom meme e uma problematização. Apaixonado por humor, suspense, terror e trêta. Professor nas horas vagas.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu