The Final bitch’s

Chegamos pessoal… Depois de muita relutância, controvérsia, risadas e por que não decepção não é mesmo? Scream Queens foi uma das séries mais “hipadas” desse ano, sua divulgação estrondosa trazia nomes de peso, que elevaram as expectativas para outro patamar. Contudo, sua estreia foi extremamente fraca, houve inúmeros boatos de que a série seria cancelada, e a audiência caia bruscamente semana após semana.

Chegando então aos últimos episódios, a série ao meu ponto de vista de uma boa melhorada. Sua história finalmente pegou o foco, a trama estava começando a ficar envolvente e todos estavam com muitas duvidas e suspeitas sobre quem seria o red devil.

ep 12 red devil

Pois bem, o 12º episódio – Dorkus – resolveu trazer finalmente a tona a identidade do assassino. Sabíamos que um dos assassinos era Boone, e que a cabeça de tudo era Gigi. Ao inicio desse episódio, descobrimos que Pete também era um dos assassinos, mas o propósito dele era diferente. Sobrou então 1 red devil, que falarei mais a frente.

O episódio em si foi extremamente convincente, partindo da revelação de Pete, até o maravilhoso monólogo narrativo de Chanel Oberlin escrevendo um email. Achei superinteressante essa cena, mostrando todo o email sendo escrito em diversos cenários, lido por todas as meninas da KKT e interpretado de maneiras diferentes. Claro que isso surtiu o efeito contrário, já que Chanel se tornou uma das pessoas mais desprezíveis após esse pronunciamento.

ep 12 email

Vamos agora falar de terrorismo, ou melhor, o homem bomba que apareceu na KKT, e que quase matou as meninas. Obviamente elas não conseguiriam pegar o red devil tão facilmente quanto nessa cena, e com isso, logo nos damos conta que era uma armadilha, havia uma bomba junto com o falso assassino, e em um breve momento de suspense e aflição, eis que tudo explode, mas felizmente todas conseguem se salvar.

ep 12 bomba

Ao desfecho dessa primeira parte, um ataque ocorre… Chanel 5 está no banheiro, iludida no Tinder (te entendo). Um grito estrondoso vem e eis que Chanel, e suas bitch’s acham Hester estirada no chão com um sapato cravado em seu olho.

ep 12 sapato

Para nossa surpresa, Hester não estava morta, e assustada ela começa a apontar para Chanel 5, dizendo que ela é a assassina.

Agora pulando para a segunda parte, ou melhor dizendo, para o próximo episódio – The Final Girls – iniciamos o prólogo com a revelação do quarto assassino, que é ninguém mais ninguém menos que Hester. Ela conta toda sua história, desde a criação dela e de seu irmão Boone em um orfanato, onde lá ela aprendeu tudo sofre vingança e matança. Mostra o inicio do traçar de seu plano, (ou melhor, plano de Gigi) para se vingar de toda a KKT, e com isso ela adota uma personalidade extremamente estranha, pois assim as suspeitas sobre ela diminuiriam.

Toda essa narrativa da Hester foi interessante, a meu ver foi bem reveladora e bem trabalhada a forma que fizeram isso, mas é ai que entra a frustração e as inúmeras críticas sobre essa season (series?) finale. Após Hester contar tudo, passa-se algum tempo e ela se junta a Grace e Zayday na nova KKT. Antes disso, ela conseguiu acusar não só a nº 5, mas também a nº 3 e a própria Chanel Oberlin. A forma como tudo isso foi desenrolado, as acusações, os pais falsos (?) a gritaria… Foi tudo nonsense ao extremo. Tudo bem, sabemos que a série segue essa linha, e seu humor é extremamente nonsense, mas para uma season finale, foi no mínimo patético o que fizeram. Como Hester consegue convencer que Chanel é a assassina? Grace estava no local, ela poderia afirmar que Pete e Boone eram assassinos também… Hester quis dizer então que havia 5/6 assassinos? Como se não bastasse, o discurso de Hester foi tão convincente que conseguiu mandar as três para um hospício!

ep 13 presas

O que mais podemos falar sobre esse final fraquíssimo? Ah… O red devil volta a atacar, e vai atrás de Chanel dentro do próprio hospício, deixando assim um gancho para a próxima temporada. Podemos levar em conta que Munch sabe que Hester é a assassina, mas qual o motivo de ela não ter denunciado a mesma? Falta de provas? Ou seria parte do Gancho da próxima season, onde descobriríamos que a reitora também é (ou virá a ser) a assassina?

ep 13 reitora

Em suma, achei esse final MUITO abaixo do esperado, a série tinha tudo para terminar de forma digna, pois o episódio anterior deixou uma brecha muito boa, e o inicio onde Hester conta sua história foi ótimo também, mas infelizmente erraram no desenrolar.

Em geral, achei a série mediana, considerando o seu tema. O inicio como eu já citei aqui, foi extremamente fraco, a série estava sendo muito hipada e acabou desapontando muita gente. No meu ponto de vista, ela começou a melhorar só a partir do oitavo episódio, onde finalmente focaram na trama principal, e começaram a querer brincar com o publico, sempre deixando suspeita sobre quem seria o assassino, mas no final, no ápice da série, ela se perde novamente.

Quero destacar o elenco que achei bom… Os melhores personagens: Chanel Oberlin, Denise Hemphill e Zayday Willians.Foram ótimos, muito caricatos (principalmente Denise) chamativos e humorísticos.

montagem

Obs: A rainha bitch fica em destaque com o azul, por que sim. Hahaha.

Para os personagens intermediários temos: Chanel’s nº 3 e 5 e Chad. Todos eles tiveram seus momentos, mas as vezes extrapolavam no nonsense. A característica de nº 3 era marcante, onde ela se mostrava totalmente avoada e desligada das coisas (fora a revelação de que segurava com todas as forças para ir ao banheiro.. que achei bem hilário). Chanel nº 5 era a odiada por Oberlin, e coitada, as vezes dava dó… mas quando ela queria ser chata com aqueles gritos dela, ninguém superava. Chad, é aquele tipo de hétero do ensino médio, agia de forma engraçada as vezes, mas forçava em sua maioria.

montagem 2

E por ultimo, os piores personagens : Grace, Pete, Munch e Hester. Vamos começar pela protagonista… eu achava que na série “Scream” a protagonista era sem sal, mas olha… Grace conseguiu superar, e virou a Scream Queens Boring (piadinha). Não tem carisma nenhum, sua trama não envolve, eu mais torço para ela morrer do que para viver e não possui humor nenhum. Pete, é indiferente… sumiu alguns episódios, quando apareceu foi bem apagado e sem nexo, eu até gostei do seu desfecho, ele revelando ser um dos assassinos, mas isso não foi o suficiente para me convencer. A reitora Munch tinha tudo para ser uma ótima personagem, mas depois dos absurdos do episódio 11 eu finalmente aceitei de vez a realidade, essa mulher é uma demonia! Ou algo do tipo… enfim, o nonsense aqui foi ao limite, e fez eu perder o gosto por ela totalmente… seria interessante pra mim trazer ela como uma assassina na próxima season, mas até lá… E para fechar Hester (ui polemica). Eu amo Lea de paixão, achei sua atuação para com o personagem boa sim, mas a personagem em si não me convenceu. Era irritante ao extremo, creep ao extremo, sem sentido ao extremo e ao final, me faz o favor de ser uma das assassinas, por mais obvio que seja.

montagem 3

Quero deixar ainda uma menção honrosa para Boone e Chanel nº 2 (Nick Jonas e Ariana Grande) Tudo bem que no caso de Ariana, sua atuação foi bem meia boca, mas a cena de sua morte foi memorável e uma das melhores da série… sem contar daquela foto dela morta, que podemos dizer… virou um meme hahaha.

tumblr_nxrw69b0Mb1u83hbto1_1280

Já Nick foi até bem, conseguiu me convencer, e foi um “bom assassino”. A surpresa ao final do segundo episódio foi bem marcante, quando descobrimos que ele ainda estava vivo…

especial

Chegamos ao fim pessoal, quero pedir desculpas pelo atraso… foi uma correria e acabou que eu tive que substituir minha parceira Taina na review. Obrigado a todos que acompanharam/ acompanham conosco as review de SQ. Dicas, criticas e comentários são sempre bem vindos, então sinta-se a vontade para comentar o que você achou desse final, e suas opiniões sobre essa temporada (e quem sabe palpites para a próxima). Vamos aguardar então para ver como será, e torcer para atenderem nossas expectativas. Até mais pessoal 🙂

Ricardo Souza
Ricardo Souza

Hello, it's me... Rick, a pessoa que vos escreve com capricho e zelo (talvez sim, talvez não, nunca saberão). Estudante, aspirante e perseverante (esse ultimo adjetivo foi só para rimar). Ama escrever, e por consequência é estudante de Letras/Libras. Aqui no Panelas faz de tudo um pouco, séries, realitys e premiações.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: