Posts Populares

Supergirl – S03E05 – Damage

Finalmente começou a caminha a série!

Temporada fraca até então e com grandes perspectivas, porque a história da Supergirl está começando a tomar forma e não ser aquela coisa primária caminhando no interesse secundário de muitos que assistem, mas com uma grande vilã sendo feita e com vários (eu) se apegando demais.

A primeira cena de Supergirl foi de um pequeno motim de uns presidiários que haviam rendido o motorista do ônibus, mas obviamente a Supergirl e a Alex interviram e mudaram toda a situação, mas a cena em si para o episódio não tinha nada de interessante a não ser uma promessa da Alex de conversar com a Maggie sobre o sonho dela de ser mãe. Logo em seguida nos foi mostrado um amigo da Ruby passar mal logo depois que sua mãe Samantha a deixou no colégio e logo de cara pensei que poderia ter sido a mãe dela sem saber controlar seus poderes e creio que essa história dela se tornando a Reign é a mais interessante da temporada. Esse desmaio desse menino não foi um fato isolado, então foi a brecha para o Morgan acusar a Lena Luthor de ser a responsável, pois havia criado uma bomba de Chumbo, deixando ela extremamente irritada.

Acho a história da maternidade da Alex incrível, mas já me encheu o raio da paciência, porque acho que as duas estão sendo egoístas, onde nenhuma abre mão de nada, então a solução para a Alex e Maggie seria terminar, mesmo me doendo o coração, achei bem sensato e ao mesmo tempo egoísta da parte de ambas. Já no hospital a Kara e a Lena acabaram encontrando Samantha e também o Morgan, que manteve a sua linha ofensiva, onde tirou a culpa da Supergirl e foi toda para cima dela, fazendo com que ela ficasse desesperada ao chegar na Catco, pois não sabia o que fazer, até que o James sugeriu seu afastamento para dar maior imparcialidade e ela aceitou, ainda mais que logo em seguida um pai desesperado pelo que havia acontecido com seu filho decidiu ir até ela para ameaçar, não achei errado da parte dele, porque o homem estava desesperado.

Falando em desespero o povo estava eufórico com o anuncio público da Lena Luthor e ela então decidiu falar a verdade, que não sabia se o dispositivo era realmente o culpado, mas no meio do discurso uma mãe desesperada começou a atirar e logo foi contida, só que ele acabou sendo atingido (eu queria até que morresse), mas logo foi socorrido e levado na DEO. Na DEO o Winn fez alguns testes no dispositivo e obviamente descobriu que a chance era pequena de ser ele o culpado, mas existia e nessa hora eu já pensei em um plano do Morgan, já a Lena teve que se esconder na casa da Samantha.

A fada Kara foi até a casa da Samantha e viu como a Lena estava destruída, mesmo sendo uma mulher muito forte, onde até ela ficou abalada com aquilo, então decidiu ir investigar o caso e nessa hora a dona da casa chegou com grandes informações, bem inteligentes e ao perceber que todos os afetados eram de ninchos diferentes, a Kara decidiu olhar os extratos bancários e com a ajuda da Samantha que é hacker também, descobriram uma coincidência em algo frequentado pelas crianças, achei muito ícone, mas muito forçado tudo. Mas ícone mesmo foi a despedida da Alex e da Maggie, com direito a cachaça, dança e até sexo, mas logo depois de tudo veio a depressão pós transa, pois era bem claro que a Alex não queria abri mão de seu sonho, então taca-lhe pau.

Depois de toda a investigação a dupla Kara e Samantha chegaram ao local e obviamente entraram, mas a Kara decidiu usar seus olhos maravilhosos para olhar coisas suspeitas e logo percebeu algo estranho na água, mas o que mais amei foi aquela tecnologia que ela e o Winn usaram para encaminhar amostra e logo foi percebido que a água da piscina que era infectada e além do mais, o produto estava no cloro fabricado por uma empresa chamada Acre (eu ri) Lee.

O dono da Acre Lee obviamente era o Morgan e a Lena foi até ele, para matar, mas logo ela foi atingida na cabeça e desmaiando vindo a acordar em um avião de carga cheio de cloro contaminado para ser jogado em toda a água, então ela viu que o avião estava sendo controlado por fora e decidiu comunicar e quem interviu/ouviu? A DEO e a Kara reconheceu sua voz e foi salvar, nessa hora foi muito emocionante, porque a cara conseguiu salvar do produto não cair na água, conseguiu partir o avião em dois e a Lena tendo que confiar nela para ficar pendurada, que ícone de heroína, e terminou tudo bem, menos para o comparsa do Morgan que acabou morrendo e ele saindo da “base” super frio.

Depois de todos esses acontecimentos e vidências, mas sem provas a Kara foi confrontar o Morgan que foi muito irônico e sarcástico, mas ainda afirmando que destruiria seus inimigos, provando que pode ser um bom elemento no meio dos vilões.  No meio do mundo acabando a Alex só podia cuidar da sua vida e termino de noivado que foi por um motivo em si imaturo, porque faltou diálogo, maior dedicação, onde uma abriria mão para a outra ser feliz e se tornaria feliz com aquela escolha, mas obvio que terminaram e revoltou grande parte do público, eu já simplesmente caguei e só serviu para acabar com meu trio do POP reunido (Kara, Samantha e Lena) que estavam juntas bebendo e felizes, enquanto a Alex chamou a irmã que estava na Bad em um bar e nossa fada Kara decidiu levar ela para casa por um tempo.  No fim nos foi mostrado mais uma bela caraterística da Samantha que é ser impenetrável por balas e já estou triste que ela vai virar vilã.

Esse episódio foi o melhor que da temporada até então, nos foi apresentado um vilão melhor, não teve a Kara na Bad e o mais importante nos foi mostrado que a série é da Supergirl e não da Alex como estava parecendo, mesmo amando o casal dela com a Maggie, mas essas séries não podem se limitar a apenas isso, tem toda uma história, assim como eu amo esse casal, não quero esse povo forçando a Lena e o James, que por mim já tinha vazado da série. Mas o mais legal do episódio foi o trio Lena, Samantha e Kara, que ícones.

 

 

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

  • Daiane

    Me preparando pra Sam virar vilã. Por um lado, é uma pena, pois a amizade dela com a Kara e a Lena é maravilhosa. Mas por outro, vai render uma excelente história.

Autor

Phelipe

Bacharel em Direito, Cruzeirense, polêmico quando deve ser, além de muito confuso, autêntico e um pouco louco. Começou o seu amor por série com Prision Break e depois disso virou vício.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu