Posts Populares

Supernatural – S12E14/15 – The Raid/Somewhere Between Heaven and Hell

As definições de VRÁ foram atualizadas!

Foram diversos tapas na cara, vulgo VRÁS, nesses episódios. Na de personagens e nas nossas também rs. Foi VRÁ nos Homens das Letras Britânicos, em Dean, em Lúcifer e por fim, todas as vezes na gente hahahaha.

O episódio 12×14 começou de onde tinha terminado o anterior e mostrou a conversa entre Dean, Sam e Mary, que obviamente não terminou nada bem. Nossos meninos se sentiram traídos pela mãe e deixados de lado, pois afinal quando ela disse que precisava de espaço eles foram compreensivos, mas ela rapidamente se uniu aos britânicos. Por mais que Sam demonstrasse frustração, decepção e tristeza quem tomou a frente em toda a conversa e disse tudo que tava entalado foi Dean e isso fez Mary achar que Sam novamente iria tentar ajudar, mas naquele dia não. A pena que eu tive de Dean quando ele diz a Mary que nunca teve a oportunidade de ser uma criança por causa dos pais, aiiin meu bichinho </3
Três dias depois os irmãos continuavam dando um gelo daqueles na mãe apesar de várias tentativas frustradas da mãe e então, Sam tenta convencer Dean a conversarem com Mary, o que causa uma certa irritação nele já que Sam está tentando sempre ser o pacificador e isso é irritante, que ele tem que escolher um lado. Olha, por mais que eu adore o Sam, concordei plenamente com Dean porque é justamente isso, é raríssimo vermos Sam colocar tudo pra fora e falar poucas e boas, ele só engole e depois tenta amenizar e confesso que isso também me irrita bastante. Além do mais, tava (e continuo) com uma raivinha básica da Mary por ela ter feito o que fez e enganado os meninos, já tava torcendo para ela junto com os britânicos se darem bem mal, mas não demorou muito para que acontecesse hahahaha
Acaba que Sam não resiste e se encontra com a mãe na base “militar” dos britânicos, apesar de relutante e visivelmente chateado, ele aceita fazer um tour com Mary pela base e acaba numa reunião de planejamento dos “”””poderosos”””” em que eles só ficam ali mostrando como são maravilhosos e se gabando para que Sam resolva se unir a eles. AIIIII Q SACOOO! E esse plano é com o objetivo de exterminar os vampiros da América e eles mostram que obtiveram resultados ótimos e estão de olho numa nova gangue que será muito importante, já que depois dali eles vão sair da Região Oeste e atacar todo o país. Maravilhosos não é mesmo? Só que não!

Enquanto de um lado Mick, Mary e cia tentam convencer Sam a se juntar a eles d eum jeito, Ketch vai atrás de Dean com um whisky daqueles (já sacou direitinho o Dean hahaha) e começa a desenrolar uma conversa com ele para ver se consegue recrutá-lo e acaba convencendo-o a ir numa missão com ele para exterminar justamente os tais vampiros do plano lá de Mick. O primeiro VRÁ veio daí quando Ketch vem cheio de marra, dando na cara da vampira para que ela revele alguma coisa sobre o resto do ninho e Dean o para e resolve fazer do jeito dele, não dura nem 5 segundos para ela revelar que eles foram atrás dos britânicos caçá-los para se vingar, Dean só faltou olhar pra Ketch e dizer “É assim que se faz, viado”. AMO! ahahahahaha
Enquanto isso, com o ataque dos vampiros à base dos britânicos, Sam começa a armar todo um plano para tentar conter os sanguessugas e se surpreende ao descobrir que ninguém além dele, Mary e  um outro caçador de Baton Rouge sabem utilizar armas e que a quantidade de armas é irrisória. Além disso, eles descobrem que o Vampiro Alfa está junto com suas crias e os britânicos descobrem que se enganaram quanto à informação de onde ele se encontrava. Por fim, Mary faz com que Mick revele que eles tem posse da Colt e Sam fica visivelmente de coração partido ao descobrir mais uma traição da mãe, mas engole isso e segue em frente. Acaba que o outro caçador tá macomunado com o Alfa e deixa ele entrar até que Sam invade o local com a Colt e o ameaça tentando enganá-lo que ele optou somente por salvar ele e a mãe, mas na verdade faz tudo parte de um plano para que Mick o dê a bala enfeitiçada para matar o vampirão enquanto Mary o distrai. Um plano sensacional inclusive, o que resulta na morte do Alfa, inclusive um lado de mim até deu uma doída porque ele pisou tanto no Mick e foi um vilão tão bom que já queria ele destruindo mais por aí ahahahaha
Resumindo: Sam deu DIVERSOS VRÁS na cara dos britânicos mostrando quem realmente sabe caçar nessa p*rra e que planinhos teóricos não adiantam de nada. No fim, Mick já tava até zonzo com tantos tapas na cara ahhahahaha

Acaba que Dean chega com Ketch na base e o irmão mais velho mostra preocupação com a mãe e a perdoa e compreende. Eu ainda não perdoei não, mas ele sim, fazer o quê né? Aí o VRÁ final é quando Sam se junta ao Mick e diz que aceita entrar no Homens da s Letras britânicos e que vai precisar de tempo pra convencer Dean… WTF???!!!! A bixa acaba de ver o que a mãe fez, crucificou ela, viu o quanto faz mal mentir por n vezes e vai mentir pro seu irmão DE NOVO? Affff… o ódio que me deu de Sam hein? SOS!
Mary já não tá me descendo muito agora vem Sam também, eu não mereço isso ¬¬

O último episódio que foi ao ar, 12×15, foi totalmente dominado pro Crowley e não teve pra ninguém. Apesar de ter tido várias cenas divertidas entre os meninos, de ter tido Dean com a arma do personagem de Jeffrey Dean Morgan (John Winchester) em The Walking Dead e ter rolado um pequeno crossover quando ele diz que seu pai adorava aquilo e ter Castiel e Lúcifer, o episódio foi de Crowley, apenas. Ele começou com aquela dominação à Lúcifer e colocou até um objeto de tortura para mantê-lo calado enquanto ele não estava presente, até que os dois demônios descobriram o esconderijo do Diabo e o salvam. Claro que Lúcifer tava ótimo, semre divertindo com seu jeito irônico e maldoso de ser, mas quando Crowley voltou e Lúcifer tava lá todo poderoso abrindo as asas e achando que ia fazer do Rei do Inferno seu cachorrinho de novo, Crowley se levantou e deu uma “surra” nele mostrando que dessa vez ele será seu escravo sim e que ele não deveria o ter subestimado e revela que esse receptáculo foi enfeitiçado de uma forma que ele tem total controle sobre Lúcifer, ou seja… se prepara porque vem muito mais por aí, viado! ahhaahhahahaha
Além disso, é ele que ajuda os Winchester a capturar e matar Ramsey, a cachorra do Inferno que foi liberada pelos 2 demônios lá para distrair Crowley. A história é a seguinte: a cacchorra foge e começa a ir atrás de pessoas que não fizeram pactos com demônios e mata o namorado de uma menina e quando vai matá-la, a garota dá uma facada que a cadela resolve ir atrás dela para se vingar. Quando Sam e Dean entram no caso e descobrem o que está acontecendo, resolvem ativar o Disque Inferno, vulgo Crowley, que mesmo com raiva deles por terem ajudado o filho a voltar no tempo e morrer, resolve ajudar para que a fama ruim dele não se espalhe. Por fim, eles armam um plano e conseguem literalmente acabar com a raça de Ramsey. Destaque para a cena de bromance entre Crowley e Dean na floresta e Dean super gato com aqueles óculos e gente… eu amo a relação desses dois ahahahhaahha
Destaque também para, finalmente, todos reconhecerem o valor de Crowley e agradecer a ele, até ganhar um abraço inesperado ele ganha #TodosAmamCrowley hahahahahaha
Por fim, destaque mor para o Dean dando instruções para Sam cuidar bem de Baby e Sam achando que era a garota em perigo e não é que deu m*rda mesmo? O carro voltou todo arranhado e quebrado pela Ramsey e Dean não perdeu a oportunidade de dizer que é por isso que ele não dirige, outra relação que amo: Dean e Baby 😛

Mudando um pouco o foco, Castiel retornou nesse episódio e reencontrou um velho amigo anjo que o convence a retornar para a sua família no Céu e ajudá-los a rastrear Kelly, a mãe do futuro Lúcifer que inclusive já aposto no nascimento dessa criança lá pra season finale e causando vários desastres. Castiel reflete e resolve aceitar voltar, mas não conta aos meninos via telefone, mesmo assim Dean percebe algo de estranho com seu amigo, claro. Eu realmente espero que Cas fique muito feliz nesse reencontro e que não nos abandone por isso, mas não sie porque… sinto cheiro de  m*rda por aí, não sei se fiquei muito desconfiada porque ninguém nessa série dá pra confiar ou se realmente isso é uma armadilha. Afinal, pouquíssimos anjos se mostraram dignos da minha admiração #SddsHanna
Vamos falar um pouquinho da relação Sam e Dean que foi ótima nesse episódio e destaco o momento em que eles voltam da caça aos ghouls lá no início do episódio e Sam dá um verdadeiro sermão para o irmão tomar banho enquanto Dean neeem se importa e ainda confirma estar usando a mesma cueca 4 dias… SOS hein migo? ahahahahhaah
E é também nessa cena que eles falam da tal arma o pai que na verdade a usa em outra série né? Achei sensacional esse “crossover”, inclusive já quero mais vezes 😛
Só que toda essa relação boa entre os irmãos, tem uma quebra no fim do episódio quando Sam revela que está conseguindo os casos através de Mick e que está com eles agora, pelo menos ele se abriu logo e viu que mentira não dá certo MESMO, mas mesmo assim deu pra ver a cara de decepção de Dean, que por mais que o tenha perdoado e aceitado participar disso até que não dê nenhum problema, ficou visivelmente abalado pela traição do irmão e por ter feito a mesma coisa que Mary. Doeu em mim inclusive, mas espero que eles superem isso logo e dêem o VRÁ final nos britânicos, porque além de Crowley, Lúcifer e Ramsey, o VRÁ final foi o mais doloroso que foi em Dean, o pobi :/

Agora só teremos episódio novo de SPN daqui há 2 semanas, no dia 30 de março. Não acho que terminou num gancho que nos gere muita ansiedade então dá pra aguentar né? rs
Comentem aí o que acharam do episódio e falem das suas expectativas, curiosa 😛

Está no ar o 2º recrutamento de reviewers do Panela de Séries! Venha se juntar a nós paneleiros! Saiba mais clicando AQUI.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Caroline Azevedo

Seriadora de carteirinha. Shipper de plantão. Friendsmaníaca. Viciada em música. Feminista. Meu sonho é ser uma Sense8 e me dividir em várias partes para conhecer esse mundão afora, tudo ao mesmo tempo, agora.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu