Posts Populares

The 100 – S05E02 – Red Queen

OCTAVIA, EU ESCOLHI TE AMAR!

Vou começar essa review avisando que estou a horas olhando para a tela do computador e não tenho ideia do que escrever porque esse episódio me abalou um pouco (talvez muito). The 100 nos entregou um episódio totalmente focado no bunker, e nas coisas que aconteceram lá dentro no decorrer dos anos. Episódio esse que veio recheado de lutas, revoltas, e, envolvendo a Octavia, não poderia faltar muito sangue.

Já no inicio vemos que a cena começa 46 dias depois da Praimfaya, onde Ocatavia, atual Comandante, treinava com Miller, e foi chamada por Indra para uma reunião com os líderes. O que deu a entender é que cada líder trazia os problemas que haviam acontecido no seu clã para que a “Osleya” (nome que Indra passou a chamar Octavia) pudesse decidir o destino/punição. Mas a garota só tomava decisões brandas, como reaver as coisas roubadas, sem punir os infratores.

Nesse meio tempo, algo começou a barulhar na entrada do bunker, e ao tentar abrir para ver o que, ou quem era, acabaram descobrindo que a porta estava emperrada, pelo possível desabamento da construção que havia sobre o bunker. Foi quando começou o inferno. Rapidamente a noticia se espalhou, e ainda souberam que a comida que eles poderiam produzir duraria no máximo 5 anos com a quantidade de pessoas lá dentro. A primeira sugestão dada por Jaha seria de reduzir ainda mais a população, que foi prontamente negada por Octavia, que tomou então a decisão de diminuir pela metade a comida que estava sendo ofertada.

Mas o povo do clã skaikru (ex moradores da Arkadia) se rebelaram por considerar o bunker era inicialmente deles, e que Octavia não tinha direito de ter dividido com os outros clãs. Sendo assim, eles decidiram pro tomar a região da cozinha, enquanto estivessem apenas o pessoal do seu clã almoçando, trancando a porta que separava do restante. Os outros clãs não ficaram felizes com a situação, e começaram a caçar o povo skaikru que ficou do lado de fora.

Octavia, em contrapartida, começou a abrigar os que estavam feridos, e juntamente com Jaha e Indra, bolou um plano para conseguir abrir a porta que separava a cozinha. Os outros níveis do bunker estavam tomados por grounders, então eles tinham a difícil tarefa de chegar até o Nível D, para causar um curto e destrancar a porta de cima.

O plano deu certo, e conseguiram colocar o Jaha nos painéis para poder causar o curto. Nesse meio tempo descobrimos que ele foi atingido em uma briga, logo no começo da rebelião dos outros clãs, e está com uma grande hemorragia no abdômen. No fim, Jaha só precisava unir alguns cabos, mas se negou a fazer até que Octavia tomasse as rédeas da situação, já que, assim que ele abrisse a porta, os grounders invadiriam a cozinha e matariam a todos, seriam um grande banho de sangue, com pessoas e inocentes e até mesmo crianças.

Nossa comandante foi então até a porta, onde uma pequena rebelião tenta abri-la a força. A srta. Blake até que tentou resolver na conversa, mas os grounders não facilitaram, então ela teve que partir para a agressão, não é mesmo? Sob o discurso de que os clãs agora eram apenas um (Wonkru), Octavia enfrentou – e matou – todos que se colocaram entre ela e a porta, dizendo “Você é Wonkru, ou, você é o inimigo de Wonkru. Escolha.” Os que não se opuseram à guerreira tiveram suas vidas poupadas, e assim, com a situação dominada, Octavia avisou Jaha, que causou o curto e destrancou as portas.

Assim que as portas se abriram, Octavia entrou com uma única missão: encontras os culpados. A cabeça do plano foi Cooper, a mulher que cuidava das plantas e vegetais, que se revoltou por seu marido não ser um dos escolhidos a ficar no bunker. Assim que as portas se abriram, a mulher tentou se matar, mas Oc. não permitiu.

Abby e Kane, agora livres, foram tentar ajudar Jaha, que mal conseguia conversar. Eles nem mesmo tentaram, percebendo que não tinha muito o que fazer. Kane recitou algumas palavras e eles simplesmente se despediram do antigo Chanceler (e um dos personagens mais escrotos que essa série já teve). Eu, particularmente, achei a morte do Jaha muito mal aproveitada, para um personagem tão importante no enredo quanto ele foi, poderiam ter arquitetado algo mais comovente, para nos fazer ter dó da morte dele, ou algo que nos fizesse ficar com mais ódio ainda, e comemorar. Mas foi bem xoxa, sem graça.

Chegou então o momento da punição. Octavia, agora respeitada como a líder de todos os clãs, coloca dentro de uma espécie de ringue todos os que já cometeram algum crime dentro do bunker, desde a tomada da cozinha, até roubo de cobertores. A decisão foi de deixá-los lutar pela vida, apenas um sairia com vida, e poupado pelo seu crime. É claro que isso não tem uma visão só de punição, mas também de diminuição da população, já que a comida que pode ser produzida por eles só durará por 5 anos para aquela quantidade de pessoas, usando a morte como punição para os crimes, seria um jeito de fazer uma diminuição no povo.

O episódio acaba avançando 6 anos (uma prova de que a política da morte para os crimes funcionou), e com 4 pessoas entrando no ringue, e sendo uma delas o Kane. A impressão que eu tenho é que as lutas deixaram de ser apenas para os que cometeram algum crime, mas não temos nenhuma resposta concreta ainda. Vamos aguardar para ver o que Marcus está fazendo naquela arena não é mesmo?

Outros pontos que achei importante citar: acredito que Ethan vai desempenhar algum papel importante nessa temporada, pois não o introduziriam se não fosse por nada, e na cena no futuro já vemos que ele é um adolescente. Gaia também parece vir para se tornar uma personagem importante na série, abraçando a causa de Octavia nos últimos minutos. E por último, mas não menos importante, EU SHIPPO MUITO O MILLER COM O JACKSON AAAAAAAAAAAA não encostem nos meus bebês!

Namore alguém que te olhe como o Miller olha pro Jackson <3

Por hoje é isso galera, agora é esperar para ver como as coisas vão se desenrolar dentro do bunker, ver como eles sairão dali, e o que Kane faz dentro do ringue. Um beijão, e até a próxima!

gostou da matéria? deixe um comentário!

João Pedro

Canceriano de 20 anos localizado no Mato Grosso. Fã de divas pop, porém viciado em muitas bandinhas indies também. Assisto séries e filmes em horário integral, e estudo Direito nas horas vagas.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu