Posts Populares

The Big Bang Theory – S11E13 – The Solo Oscillation

“Sorry. I have to stop at Sheldon’s and help him solving string theory”

Que delícia de episódio foi esse minha genteeee! Amei cada minuto e passou voando de uma forma que me lembrou mais uma vez os bons tempos de The Big Bang Theory. E qual o segredo disso? Explorar algumas coisas do passado certamente pode ser a resposta.

Sheldon estava passando por uma crise de criatividade, ele não sabia como seguir em sua pesquisa e as recentes noticias da publicação do trabalho de Amy e Howard em uma revista de prestígio e da evolução do trabalho de Leonard e Bert deixaram ele com ciúmes de certa forma e inveja. Sua crise existencial o levou a uma pequena DR com Amy e assim ele decidiu que precisava de espaço para voltar aos trilhos.

Dada a situação vimos Amy indo temporariamente a casa de sua Bestieeeeeee e lá ela ficou revivendo o passado e refazendo experimentos com Leonard. O plot envolvendo os dois acabou sendo o mais fraquinho do episódio, mas ainda assim foi fofo ver Amy perguntando a ele sobre como a relação dele com Penny mudou e quando ele tranquilizou a ela, senti um carinho tão grande de um pelo outro, como se fossem irmãos, um amorzinho.

Sheldon seguiu com sua ardua tarefa, e a dark matter não conseguia trazer ideias interessantes para ele, de repente sua mommy ligou para ele e tivemos mais uma excelente participação de Mary Cooper. AMEI DEMAIS que Sheldon acabou ligando para ela de volta várias vezes, afinal aqueles cálculos de probabilidade estavam mais interessantes para ele do que o assunto de sua pesquisa.

No final das contas Penny estava sobrando no outro apartamento e saiu para comprar uma pizza, ao voltar viu toda exaltação de Amy/Leonard e decidiu ir ver como Sheldon estava, e gente como alguns detalhes fazem toda diferença, ela batendo na porta 3 vezes Sheldon, Sheldon, Sheldon e ele dizendo que aquilo foi irritante! AAAAAAAAAAAHHHHHHHH

No final das contas Penny a única não envolvida com Ciência ali foi a luz que Shelly precisava, uma boa conversa sobre motivações e o que levou Sheldon até ali o fez refletir e ver que precisava voltar a sua antiga paixão: Teoria das Cordas. Amei o pisão da Penny quando voltou ao apartamento e falou que ajudou o Sheldon com tanta propriedade que Leonard e Amy ficaram chocados.

“Sorry. I have to stop at Sheldon’s and help him solving string theory.”

Por fim nossos outros integrantes voltaram ao seu projeto de banda que toca em bar mitzvá! Howard e Raj tentaram ensair mais uma vez mas os barulhos atrapalharam o sono da pequena Halley, aliás amei que Bernie fez o choro da criança, um choro parecido com os gritos de Bernie e os antigos berros da mãe de Howie.

Footprints on the Moon passou por uma crise com toda a história, uma separação queria abalar todo o mundo HAHAHA. Howard tentou carreira solo por uma noite mas logo Bernadette pediu a ele que nem tentasse e voltasse para sua banda com Raj. Já Raj logo arranjou um novo integrante e vimos Bert entrar para esse seleto grupo. Aliás Bert tem tido participações mais coerentes do que o pobre Stuart! kkkk

No final essa mistura nós deu um HINOOOO de composição que não consigo tirar da minha cabeça, segue um trecho para vocês…

Alone in my temple
in the middle of Peru
a giant stone ball
with nothing to do.

If you steal my idol,
I will roll right over you.

Because I’m six tons of granite
and micaceous schist.
Yeah, I’m six tons of granite
and micaceous schist.

I’m gonna crush you!
I’m gonna mush you!
You took my idol!
I’m homicidal!
I’m gonna roll over you until your brains come out!
And your bones will crunch and your blood will spout!
I’m not just a rock, baby.
I’m a boulder.

Because I’m six tons of granite
and micaceous schist.
Yeah, I’m six tons of granite
and micaceous schist.
And I’m six tons of granite
and micaceous schist.

Eu ri demais no final da história, que integração magnífica de Bert ao Footprints on the Moon! Aliás que dó da minha deusa Bernadette que não sai daquela cama hahaha, mas ela tem que cuidar do baby da vida real dela e ficar ali em repouso arrasando com sua voz mesmo. Em resumo, o episódio foi MUITO BOM, ao menos para mim, conseguiu me tirar boas risadas, entreter e colocar plots decentes para quase todos os personagens.

Além disso queria parabenizar nossa deusa Mayim Bialik pelo prêmio no último critics choice awards, ela ganhou como Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Comédia e trouxe mais um prêmio para a tão premiada The Big Bang Theory!

Ela tava uma deusa hein? Se quiserem conferir quem mais levou prêmios nessa premiação CLIQUE AQUI. Por hoje foi isso pessoal e vocês estão curtindo essa boa sequência de episódios dessa décima primeira temporada? Até agora a série vem me surpreendendo de certa forma com a qualidade dos episódios.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Lindomar Albuquerque

Amado por 30 milhões de Brasileiros! Paulista, Canceriano, 25 anos, Químico e atualmente faço Doutorado em Biotecnologia e Polímeros. Me achou nerd neh? Sou mesmo! Amo uma boa banda alternativa/indie, fã número 1 de Imagine Dragons e adoro perder um bom final de semana maratonando séries! P.S. Sou bêbado também gente, me chama para uma cerveja e para falar de série!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu