Posts Populares

The Crown – S02E03 – Lisbon

Apresento-lhes The Crown!

Sim meus queridos, a série mudou completamente os seus rumos e nos trouxe de volta até o primeiro episódio, mas claro, com detalhes maiores das escolhas de seus personagens envolvidos.

Elizabeth viu no vídeo enviado por Philipo quanto o ama e o quanto ele faz falta para ela. Talvez agora ele comece a ver quão longe tenha ido mas não sabe o que o espera quando voltar.

A família real está muito preocupada com o pedido de divórcio da senhora Parker, pois, sabe que  se ele vier atona Philip também sera resvalado por tal acusação de adultério. E mesmo que eles implorem, Eileen está mais do que decidida e nada ira mudar sua decisão. E vamos combinar que o marido dela é um verdadeiro babaca.

Quando Elizabeth sabe da decisão de Eileen ela não só se da conta das traições de seu marido mas logo percebe que não pode nem se dar ao luxo de se sentir traída e precisa de alguma forma contornar a situação do escândalo. Quando ela vai até Eileen para averiguar melhor a situação, ela da a carta para que Elizabeth leia tudo o que acontece naquele navio. E mesmo assim ela coloca a coroa em primeiro lugar e tenta negociar tal decisão.

Mas era tarde e o advogado de Eileen já estava veiculando a mídia o seu pedido de divórcio expondo assim toda a família real ao escândalo. E É engraçado ver como caiu sobre Elizabeth quem tinha se separado era Eileen, mas quem sentiu o peso de tal decisão foi Elizabeth que se manteve impassível por fora e um caco de destruição por dentro tendo que aturar todas essa humilhações.

Por mais que Philip tenha uma noção do caos em que se encontra a Inglaterra em relação ao escândalo conjugal dos Parker, ele está longe e não sentiu os efeitos como Elizabeth sentiu. Ele então pede que Mike renuncie o seu cargo e corte qualquer ligação com ele.

Eu fico impressionado com o nível de realismo que Claire Foy imprimi em sua atuação, e a forma como ela consegue o contraste entre frieza emocional e fragilidade é simplesmente espantosa. E ali não tinha uma rainha resolvendo um problema interno, era uma mulher, uma esposa que tinha que enfrentar a humilhação de ter sua vida intima exposta de tal forma sem defesa.

Estavamos caminhando para o tão esperado encontro entre Philip e Elizabeth, e ai então entenderemos toda aquela dor e  rancor que foi exposta na discussão entre os dois. A delicadeza como aquele dialogo foi exposto, a forma como os olhares, o pequenos gestos se relacionavam entre si era simplesmente algo lindo de se ver, um verdadeiro espetáculo de atuação. E o mais cruel talvez seja Elizabeth perceber que não existe ali mais casamento, ou nada que salvasse aquela relação, então, só resta para eles o aparente e profissional.

Mas o que Philip quer é ser reconhecido de igual para igual com Elizabeth, ele não quer ser um figurante ou ser visto como um desnecessário, ele quer mesmo ser igual a ela, ter o mesmo tamanho que ela e exige algo que para mim me fez entender ainda mais o personagem. Philip quer atenção, ele não quer ser só mais um, ele queria governar igualmente com Elizabeth, então, nada melhor do que transforma-lo em príncipe.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Dam Souza

Baiano que tem caruru e vatapá no sangue, aquele que é o canto da cidade e só discute com quem entende de Inês Brasil.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu