Posts Populares

The End Of The F***ing World – S01E05 – Episode 5

Por trás de toda obscuridade de James, existe uma triste lembrança que o atormenta.

O quinto episódio dessa série assustadoramente cativante, trás a tona um passado obscuro que tornou o James nessa pessoa apática e fria, demonstrada nos episódios anteriores. No episódio anterior, descobrimos que James possivelmente não era um psicopata como imaginava e ironicamente ele descobriu isso ao ter matado alguém, tanto que o próprio ligou para polícia para fazer a denúncia de um crime.

James pouco falou de sua mãe nos outros episódios, chegou até a ter uma contradição de informações em relação à sua mãe, a verdade sobre sua mãe é a resposta desse seu comportamento sombrio, uma vez que ainda em sua infância ele presenciou o suicídio de sua própria mãe que jogou o próprio carro no lago. Depois disso, James foi apresentando esse perfil meio zumbi mais insensível. Porém, após conhecer Alyssa ele tem sentido “coisas” que nunca sentiu, mostrando ser um menino sensível e confusamente apaixonado por aquela garota excêntrica, tanto que a ausência dela o deixou sem rumo e por pouco ele não se entregou para a polícia, o que o fez desistir de tudo foi a vontade de revê-la novamente.

Com o objetivo de resolver o assassinato do asqueroso professor, as detetives vão a procura de James e Alyssan, para isso falaram primeiramente com os pais deles. Na conversar com o pai de James, sem querer ele acabou entregando para elas o jeito estranho do seu filho, já conversando com a família da Alyssa, puderam compreender os possíveis motivos que fizeram com que ela fugisse de casa. Fugindo um pouco da trama principal da série, temos o lance entre as detetives que até agora não foi muito explicado e só deixaram a dúvida no ar do que realmente rolou.

Sozinha e sem dinheiro, Alyssa acaba fazendo pequenos furtos e numa dessas tentativas foi pega pelo segurança. Pressionada pelo segurança que a questiona sobre o furto e as marcas em seu punho, tentou até insinuar e chantagear o segurança por pedofilia, o mesmo que fez com o repugnante cara da carona, porém resultou numa tentativa frustrada que aborreceu ainda mais o segurança que queria encaminhar o caso para polícia. Por sorte, o segurança teve que sair para resolver o desaparecimento de uma garotinha, nisso ela ver a oportunidade de fugir, mas acaba voltando depois de encontrar a garota perdida e resolver arriscar sua pele em troca de levar a menina até seu desesperado pai. Essa atitude acabou amolecendo o segurança que a liberou de problemas com a polícia.

Alyssa é uma personagem tão complexa e igualmente adorável, o melhor é que souberam dosar muito bem esse jeito rebelde e ao mesmo tempo emotivo demais, o que poderia parecer irritante, aqui é fascinante nessa personalidade ambígua. A sua atitude em arriscar sua pele para salva a garotinha, mostra bem seu lado mais sensível e humanizado, fazendo que a gente crie ainda mais empatia por ela.

No fim das contas, ambos percebem o quanto um depende do outro e mesmo acreditando que seria impossível um reencontro, vão a procura um do outro. Eles acabam se encontrando no mesmo local que estiveram juntos pela última vez, estando um do lado do outro, da primeira vez que estiveram lá ela não permitiu que ele segurasse dessa mão, mas dessa vez ela mesmo que pede, porém exige que não seja com a mão “esquisita”. Juntos novamente, vão em busca do pai de Alyssa e a polícia encontra a faca usada no assassinato do professor, o que pode complicar ainda mais a situação de James.

Quando será que o pai da Alyssa aparecerá? Aliás, será que realmente eles vão conseguir encontrá-lo? Outra pergunta que ficou no ar é em como será dado o desfecho do crime do professor psicopata? E as detetives, vão sair finalmente daquele chove não molha? Bem, saberemos somente nos próximos episódios, ou não, nunca sabemos o que esperar de séries, em especial as britânicas que costumam bugar nossa cabeça com finais impressíveis.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Michel Araujo

Meio baiano, meio sergipano, já passou dos 20 anos e um sofrido estudante de engenharia, com uma personalidade cheia de atitude e uma leve ousadia. Viciado em séries, realites e músicas, vai me encontrar sempre por aí escrevendo reviews, numa diversidade de gêneros de série e programas de TV.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu