Posts Populares

The end of the f***ing world – S01E08 – Episode 08 (Season Finale)

Vamos Falar desse final!!

Cá estamos nós no final dessa história louca cheias de grandes surpresas e descobertas. Fomos convidados a embarcar na cabeça de dois jovens extremamente problemáticos, com muitos traumas e uma mente nenhum pouco sadia. Mas mesmo assim vimos o amor nascer da forma mais linda e salvar duas pessoas que estavam completamente perdidas de tudo que se relacionava a sentimento. Vimos Alyssa no seu ápice de fragilidade nos dizendo a todo momento que ela era uma menina sensível e a vimos crescer de alguma forma.

Também temos James, esse menino tão complexo e cheio de traumas que chegar até a mente dele é como achar a agulha no palheiro. Mas, mesmo assim foi impossível não se apaixonar por ele ou querer cuidar dele e mostrar que o mundo ia muito além do que ele achava que era, que as pessoas eram muito além do que ele imaginava e principalmente, sentimentos é para ser sentido e quando ele entendeu isso, vimos um outro menino nascer.

O último episódio começou fazendo questão de frisar que agora eram os dois contra o mundo, não existia mais ninguém que pudesse fazer algo por eles a não ser eles mesmos. A cena em que eles amanhecem na praia e uma prova disso que eu falei, não tinha mais volta para eles e a única coisa que restava era um ou outro

Quando eles decidiram fugir com o barco do pai de Alyssa, eles não contavam com o fato de estarem estampando todos os noticiários e de que a policia já estava mais perto do que se imagina. O pai dela, é claro nunca sentiu nenhum tipo de apego por sua filha e qualquer trocado é mais importante que ela. Por mais que Alyssa sempre se cegue quando o assunto é o seu pai, James sempre soube que ir até ele não tinha sido uma boa ideia e quando ele viu o celular com a policia na linha enquanto ele fazia Alyssa confessar o crime, James não pensou duas vezes em ameaçar o vagabundo com uma arma velha, só que o perigo veio mesmo de Alyssa que meteu uma faca na perna do pai a sangue frio. O que foi bem merecido diga-se de passagem.

E é ai que se instaura o caos e nossa aflição, pois, Eunice que já tinha descoberto o paradeiro de nossos meninos aparece tentando evitar um desastre maior e mostrar toda a sua ajuda a eles, já que continua fugindo não era mais uma opção. Por alguns instantes acho que tanto o telespectador quanto os próprios personagens sentiram uma pitada de esperança enquanto Eunice tentava negociar com eles.

Quando Alyssa descobre que seu pai nunca mandou nenhuma daquelas cartas que ela tanto guardava e na verdade a mãe dela quem escreveu todas para tentar manter uma imagem de pai para sua filha, a única coisa que me vem a mente é como tudo poderia ter sido diferente se ela soubesse quem era o pai desde o inicio, talvez toda essa decepção e dor seria evitada e ela não esperaria uma Robin Hood, pois, sabia que existia um babaca. No meio desse turbilhão de coisas acontecendo James da uma coronhada em Eunice e pica a mula mas Alyssa com a chave do barco de seu pai. O que eles não estavam esperando era uma maré vazia e um barco encalhado. E o nome disso? Fim da linha para os nosos Bonnie & Clyde teen.

Como se não bastasse tudo dando errado, James e Alyssa se viram cercados por um verdadeiro batalhão de policia, quem via até achava que eles estavam indo capturar Bibi perigosa de tanta gente que tinha. E ai? O que fazer nessa situação? Vimos ao decorrer da série James ganhar vida, criar laços, boas e loucas memórias e principalmente descobrindo quem ele realmente é. E tudo isso graças a Alyssa que mesmo sem saber entregou a um garoto as cores mais lindas que uma vida podia ter, que mostrou a ele que objetivo é só uma questão de força de vontade e que nada nem ninguém pode decidir por você. Alyssa se tornou tão importante para James que ele preferia dar a sua vida por ela ou até mesmo ser inteiramente vilão de uma história que nem era dele, ele preferia viver longe dela do que vê-la em sofrer. O amor faz isso e a série chega ao seu fim ao som de uma disparo e nós não saberemos se ele morreu ou não.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Dam Souza

Baiano que tem caruru e vatapá no sangue, aquele que é o canto da cidade e só discute com quem entende de Inês Brasil.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu